Experiência sensorial literária estampa a obra de Aline Daka em Porto Alegre

Arquivo: Aline Daka

Ilustradora, professora, feminista. Mulher. Com esses atributos, Aline Daka apresenta novamente seu talento no Centro Cultural da UFRGS com duas intervenções realizadas especialmente para o Dia Internacional da Mulher, em 8 de março.

Uma para o projeto Grafite de Giz, coordenado pela professora do Instituto de Artes da UFRGS, Laura Castilhos. A outra montada com o esmero característico da artista para o vão da escada do Centro Cultural.

Arquivo: Aline Daka

O painel em giz As Migrantes marca a sua estreia em trabalhos com esse elemento artístico. A produção terá mulheres de diferentes etnias e nacionalidades retratadas, simbolizando uma espécie de convergência cultural entre elas. “Busco retratar figuras poéticas das migrantes. Então, tem italianas, muçulmanas, ciganas e negras. São figuras anônimas partes de um trabalho que eu já tinha feito em relação às mulheres. Eu vejo como um movimento integrado entre todas, como um mosaico”, explica.

O painel representará um desafio para Daka, pois, além de ser a primeira vez que trabalha com giz, dará uma aula na abertura oficial das intervenções, em 9 de março, no local. Segundo ela, o dia servirá para vincular as obras à educação, para “não ficar aquela coisa de ilustrar somente as representantes do dia 8 de março, mas sim demonstrar o que fazemos com elas. O que fazemos com aquilo que a gente herda?”.

Arquivo: Aline Daka

Entrelaçados pela homenagem às mulheres, as obras rememoram figuras fortes da arte, literatura e cinema, em diálogo permanente com a poesia. A intervenção de 2,60 metros Tenda das Ficções terá um poema de Ana Cristina Cesar envolto em imagens da escritora beatnik Diane di Prima, das artistas Hannah Wilke e Shirin Neshat, além de elementos que rememoram personagens que lutaram na Guerra Civil Espanhola.

A inspiração para as obras tem origem em figuras de universos e épocas diferentes. Todas, no entanto, representam a transgressão. A emancipação oculta de Ana Cristina Cesar penetra nos elementos artísticos em forma de objeto de Lygia Clark aos desenhos em diferentes superfícies e formas de Kiki Smith. Os elos artísticos catalisam a experiência sensorial literária no impactante trabalho de Aline Daka.

Arquivo: Aline Daka

Biografia
Aline da Rosa Deorristt, de nome artístico Aline Daka, atua como docente em artes visuais, pesquisadora e ilustradora. É bacharel e licenciada em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UFRGS e mestre em Educação pelo PPGEDU/UFRGS. Durante a graduação foi bolsista pelo programa de mobilidade acadêmica Santander Luso-brasileira, com estudos realizados na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, em Portugal. Atualmente é doutoranda da linha de pesquisa Filosofias da Diferença e Educação, com orientação do Prof. Dr. Máximo Lamela Adó, PPGEDU/UFRGS. É professora de Artes Visuais do Ensino Fundamental 2 e Ensino Médio no Colégio Santa Inês. Participa do grupo de pesquisa AtEdPo, Ateliê de Educação Potencial e trabalha com pesquisas poéticas e científicas que atravessam as artes visuais, a literatura e a filosofia.

Grafite de Giz
O Projeto Grafite de Giz ocorrerá este ano com cinco edições já confirmadas. A artista visual, ilustradora, professora e doutoranda da UFRGS, Aline Daka inaugurará o grande painel de giz, de quase três metros por seis, integrando a programação dedicada às mulheres. Ela estará realizando seu trabalho no dia dois de março, no saguão do Centro Cultural, a partir das 14 horas. Você poderá estar lá para conferir!

Em maio será a vez de Dudu Sperb, artista visual, músico e servidor da UFRGS, realizar seu mural, com a participação executiva, de Sofia Pulgatti, estudante de artes visuais da UFRGS. Mais três painéis estão previstos até o final do ano. O do Coletivo PrimaIdea de mulheres artistas (Eunice Gavioli, Nilza Dezordi, Vera Marodin, Tânia Moura, Gilse Rosito, Ivone Bins), será feito em julho. A artista visual e doutoranda da UFRGS, Bethielle Kupstaitis participará em novembro do projeto. Em setembro, preparando-se para a comemoração do mês de outubro, estudantes do Colégio Aplicação executarão uma obra, sob a batuta do professor Michel Zozimo. Já podemos prever muita alegria e balburdia, além de um ótimo trabalho, com esta garotada!

O grande painel negro – de quase três metros de altura por seis de comprimento – abrigou, em 2019, trabalhos de Teresa Poester e Coletivo D43, Téti Waldraff, Marilice Corona e Studio P, Adriane Hernadez e Caue Nery, Claudia Zanatta e alunas, Jéssica Becker e alunos, Helena Kannan e Coletivo NAI. As obras foram muito visitadas e apreciadas pelo público frequentador do Centro Cultural da UFRGS.

9 de março – 30 de abril: Aline Daka

4 de maio – 30 de junho: Dudu Sperb (com participação de Sofia Pulgatti na execução).

2 de julho – 31 de Agosto : Coletivo PrimaIdea (Eunice Gavioli, Nilza Dezordi, Vera Marodin, Tânia Moura, Gilse Rosito, Ivone Bins)

2 de setembro – 30 de outubro: Alunos Colégio Aplicação (Coordenação Prof. Michel Zozimo).

3 de novembro – 31 de dezembro – Bethielle Kupstaitis

Grafite de Giz com Aline Daka – As Migrantes e intervenção Tenda das Ficções
Período de visitação: 09/03 a 30/04
Abertura: 09/03 (horário a ser definido)
Local: Saguão do Centro Cultural da UFRGS

Fonte:  João Vitor Cassela Novoa

Sobre Deco Rodrigues 6332 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*