Pelotas recebe a Exposição “Campanha Janeiro Branco – Sobreviventes da Kiss”

Em uma homenagem aos sobreviventes do incêndio da Boate Kiss, de Santa Maria, ocorrido em janeiro de 2013 e em alusão à Campanha Janeiro Branco, dedicada à Saúde Mental, o Corredor Arte do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) recebe, desde o dia 10 de janeiro a exposição “Campanha Janeiro Branco – Sobreviventes da Kiss”.

São 16 fotografias do fotógrafo Derli Soares e do editor André Polga, que mostram alguns dos sobreviventes e suas marcas após sete anos do acidente que deixou mais de 240 pessoas mortas e centenas feridas.

Kelen Ferreira, idealizadora da campanha e uma das sobreviventes do incêndio, tem atualmente 26 anos e trabalha como terapeuta ocupacional do HE, atuando na reabilitação de pacientes. “Após concluir a faculdade, entendi que poderia ajudar muitas pessoas, retribuindo o que fizeram por mim de forma mais humana”, afirmou.

As imagens expostas são resultado da Campanha #Kiss7anos, que mostra como os impactados pela tragédia lidam com as suas marcas, através de fotografias e também vídeos com depoimentos de superação. A campanha pode ser acompanhada também nas redes sociais Facebook e Instagran, “Kiss:que não se repita”.

A rede social foi criada em 2014, pelo editor André Polga, hoje conta com quase 20 mil seguidores. Foi criada para que tragédias como a da Boate Kiss não se repitam e que o espaço possa reunir pais, familiares e amigos de vítimas, para falarem sobre as perdas dos entes e sobre a importância de se manter o equilíbrio e de cuidar da saúde mental em situações como essa.

A exposição permanecerá até o dia 16 de fevereiro e pode ser visitada diariamente das 7h às 22h, na rua Professor Araújo, 538.

Sobre Deco Rodrigues 6461 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*