Pixel Ladies: fotógrafas residentes pelo mundo preparam plataforma

Malu Baumgarten - Toronto

As fotógrafas Suzana Pires, Malu Baumgarten, Denise Dietrich, Francine Tobin, Julia Pilati, Gabriela Radde e Ritiele Brasil retratam o cotidiano nas cidades onde vivem durante a pandemia mundial.

Foto: Denise Dietrich

A sensação é a de que o mundo deu tantas voltas que nos deixou tontos. E assim, meio sem rumo, meio perplexos, começamos a dar os primeiros passos em direção a algum lugar possível, um lugar onde houvesse possibilidades e acolhimento e onde pudéssemos, enfim, compartilhar, somar e andar junto com os humanos em tempos de pandemia.

Foi assim que algumas fotógrafas se encontraram, em meio às reflexões decorrentes da maior epidemia mundial dos últimos anos, e resolveram desenvolver seu trabalho sobre o que estava acontecendo. A plataforma Pixel Ladies está em construção, mas elas já estão na ativa com as páginas do Facebook e Instagram e em breve lançarão um projeto de financiamento coletivo e o site.

‘Somos um grupo de fotógrafas brasileiras com histórias e experiências de vida diversas. Residimos em várias partes do mundo e temos em comum o amor pela fotografia, uma pandemia e a impossibilidade de exercer nossa profissão’, afirmam as Pixel.

‘Com o isolamento decorrente da pandemia, nos deparamos com uma realidade insólita que mudou drasticamente nosso dia a dia. O fato de estarmos limitadas em nosso trabalho pela impossibilidade de sairmos de casa, nos uniu em torno de um projeto inovador e colaborativo. A Pixel Ladies, grupo formado por nós, mulheres brasileiras, surge neste contexto de incertezas para confrontar as dificuldades atuais e nos ajudar a seguir em frente’, complementam.

Para começar a trilhar esta caminhada, Suzana Pires, Denise Dietrich, Malu Baumgarten, Francine Tobin, Julia Pilati, Gabriela Radde e Ritiele Brasil se reuniram de forma remota – já que algumas delas moram em outras cidades como Toronto, Londres e Novara (Itália), outras no Rio Grande do Sul -, e deram início a esta ideia, que reunirá em um espaço colaborativo a arte de todas, com possibilidade de comercialização a preços sensatos. Assim, quem quiser ter uma fotografia em sua sala ou mesmo um conjunto de fotografias, poderá adquirir as fotos diretamente pela plataforma. Por enquanto, é possível apreciar os trabalhos nas redes do grupo.

Sobre as fotógrafas:

Suzana Pires é repórter fotográfica e passou grande parte de sua carreira registrando os movimentos sociais, inclusive ajudando a criar veículos de comunicação em momentos de ebulição da política brasileira, sindical, comunitária e feminista, nas décadas passadas. Transitou também pelo mundo das artes, participando de exposições individuais e coletivas e documentando trabalhos de outros artistas. Atualmente seu olhar está voltado para a relação dos seres humanos com o mundo natural e as mudanças climáticas. Um olhar sobre o papel que suas imagens teriam neste novo momento.

Malu Baumgarten é fotógrafa, poeta, foi produtora cultural e jornalista no Brasil e vive em Toronto desde 1997. Publicou no Jornal do Brasil, Zero Hora, Washington Times, London Daily Mail, The Toronto Star e Jornal de Toronto entre outros. Começou sua carreira como repórter fotográfica no jornal Zero Hora, em Porto Alegre. Foi repórter especial na agência do Jornal do Brasil em Brasília, cobrindo política e questões sociais. Viajou extensivamente pelo Brasil, Europa e América do Norte. Interessa-se pela igualdade social, e pelo respeito aos animais. No Canadá é ativista na área de habitação e acredita que o direito à moradia é um direito humano. É vegana desde 2012.

Denise Dietrich tem uma longa história com a fotografia. Desde os anos 80, ainda uma menina curiosa, assistia ao tio a revelar as fotos no laboratório improvisado no fundo de sua casa. Por muitos anos leu sobre fotografia, fez cursos, estudou técnicas, visitou exposições, mas nunca se dedicou exclusivamente à fotografia. Isso mudou em 2017 quando se transferiu com a família para a Itália. Foi então que começou a se dedicar seriamente à fotografia o que tem lhe proporcionando experiências incríveis. Encontrar as gurias da Pixel Ladies é uma dessas experiências, principalmente porque reencontrou suas origens. “As minhas primeiras lições de fotografia recebi da Suzana e sou muito grata pelo que aprendi”, relata.

Francine Tobin é uma fotógrafa brasileira que reside em Eldorado do Sul. Ela trabalha com ensaio fotográfico e eventos sociais. Gosta de criar séries fotográficas com reflexões que remetam à vida e seus detalhes.

Julia Pilati reside em Londres e divide seu tempo entre a dança e fotografar a cidade. Durante a pandemia tem dado aulas de K-POP pela internet estudou fotografia na ULBRA – RS.

Ritiele Brasil reside em Canoas, tem 29 anos, é apaixonada por gatos, poemas e pela beleza escondida atrás do cotidiano. Começou a fotografar há cinco anos e se apaixonou pela fotografia, cursou a faculdade e se formou em 2018. Seu acervo de fotos é variado, contendo fotos de viagens, animais, urbanas, de produtos, entre outros.

Gabriela Radde, 23 anos, reside em Gravataí (RS). Atualmente está dedicada ao trabalho de fotografia autoral “O tempo de Alice, 2019”.

Veja as fotos e mais sobre as fotógrafas e o projeto Pixel Ladies em:

Página no Facebook

Perfil no Instagram: @pixel.ladies

Fonte: Bebê Baumgarten Comunicação

Sobre Deco Rodrigues 6379 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*