“17 países em um Fusca” Palestra Expedição Fuscamérica em Pelotas

O Espaço Arte Chico Madrid da Sociedade Científica Sigmund Freud convida para hoje, dia 6 de novembro de 2019 (quarta-feira) às 20h, assistir a fala “Expedição Fuscamérica: 17 países em um Fusca” do fotógrafo e aventureiro Nauro Jr.

Durante a palestra os visitantes poderão apreciar as obras da mostra “A personificação da cor”, do artista Eugênio Braga.

Palestra Expedição Fuscamérica: 17 países em um Fusca
Quando? Quarta-feira, 6 de novembro de 2019
Hora: 20h
Onde? Espaço Arte Chico Madrid da Sociedade Científica Sigmund Freud – Rua Princesa Isabel, 280 conj. 302 (esquina Gonçalves Chaves) – Pelotas RS

Acompanhe Expedição Fuscamérica:
> facebook.com/expedicaofucamerica
> instagram.com/expedicaofuscamerica
> YouTube

Imagens Espetaculares de um Fusca pelo mundo
por Nauro Jr

Tenho me dado conta que não sou um “fusqueiro”.
Sou um cara que tenho memórias afetivas com o fusca da minha infância e levo isso as últimas consequências. Não me agrada esta história de procurar peças originais, ficar observando os outros fuscas pra descobrir novidades. Não gosto de lavar, polir, encerar pra que meu fusca seja admirado nos encontros.
Segundinho é parecido comigo. É excêntrico nas imperfeições. Um rebelde.
Aliás, acho que nem considero o Segundinho um fusca. É um relicário dos meus afetos.
Quem sabe eu seja um viajante solitário?
Gosto das estradas, das contemplações do vento no rosto. Me encanta o pensamento livre a cada quilômetro.
Tenho dificuldade em me concentrar e viajar de fusca é minha yoga, minha terapia, meu ópio.
Com as mãos na direção me sinto pleno.
Como em uma galeria de arte me alimento das imagens que se movimentam emolduradas pelas ventarolas.
Me aborrece ter que explicar aos pretensos viajantes, que o fusca quebra. Não gosto de ficar falando de quantos quilômetros ele faz com um litro
Pra mim, meu fusca não tem consumo. Cada quilômetro rodado não é despesa, é investimento na nossa felicidade.
Sou louco né?
Mas acho lindo a loucura de encontrar um amigo na dificuldade sem me preocupar com sua ideologia política e poder ajuda-lo ou se ajudado. Coleciono encontros afetivos através do meu fusca, que é mais que um carro, é um companheiro que viaja comigo.
Somos personagens desta biografia que estamos escrevendo. Somos a caneta e o papel de uma narrativa onde não interessa o ufanismo. Interessa a simplicidade da vida vivida.
Eu e meu fusca somos parte de nossa própria saga.
Nunca fui protagonista de nada. Vivi escondido por detrás das lentes. Meu fusca se chama Segundinho. Não fui o primogênito nem o caçula. Quero ser coadjuvante da vida que vivo. Me esforço para passar desapercebido nas paisagens que percorro.
O fusca está na minha vida como um símbolo de desafio aos limites do impossível.
Quando alguém me diz que quer comprar um fusca e sair pelo mundo, questiono:
-Você está preparado?
-O fusca dá problemas. Muitos.
– Procure o fusca que existe dentro da sua alma?
Talvez sua felicidade seja um fusca.
Seja um chevette, corcel, uma bicicleta, ir de avião, de a pé ou até mesmo ficar parado lendo um livro.
Nunca pense que a minha felicidade será a sua.
Um co-piloto da Expedição Fuscamérica, depois de uma viagem, nunca mais entrou em um fusca.
No entanto, uma inquietação em sua alma fez com que ele nunca mais fosse o mesmo. Se transformou em um garimpeiro de sonhos. Passou a remar “contra a maré”. Acho que é isso.
Eu e o Segundinho somos garimpeiros de sonhos.
Mas não esqueça.
O que ontem foi sonho, hoje não vale mais nada. O que foi prioridade passou a ser descartável, memórias que um dia se apagarão. O que trouxe felicidade, hoje está atirado em algum canto sem valor. A vida nada mais é do que um Devir. “Um eterno fluir de todas as coisas”. É assim com as coisas. É assim com o corpo. É assim com o sentimento.
Não existe lugar no mundo melhor para se viver do que aquele que a gente escolheu pra ser feliz.
Eu escolhi uma Palafita no sul do sul do Mundo. É lá que nascem todos os nossos sonhos. É de lá que parto a bordo de um fusca para realiza-los.

Em maio de 2020 saí o documentário sobre as viagens da
– Expedição Fuscamérica – 17 países em um Fusca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *