Espetáculos com temática LGBT na Casa de Cultura Mario Quintana em Porto Alegre

Ministério da Cidadania e Banrisul apresentam: “Cenas Diversas – LGBTI+” na Casa de Cultura Mario Quintana. Programação faz parte do Plano Anual de Atividades 2019/2020.

Este mês o Cenas Diversas chega com tudo para celebrar, abrir espaço e promover o diálogo sobre a diversidade estética através da arte!

Na programação “Cena LGBTI+”, que acontece na Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ), nos dias 26, 27 e 28 de novembro, estão espetáculos de teatro sobre a temática e a dramaturgia gay. Todas as atividades são gratuitas e têm classificação recomendada para maiores de 16 anos.

Nesta edição serão apresentados os espetáculos “Entrega para Jezebel” (SP), “Rainhas da Noite” (RS) e “Homens que Caem” (RS). A programação contará com sessões em Libras e com audiodescrição!

Com curadoria de Jessé Oliveira e convidados, o Plano Anual de Atividades tem incentivo da Lei de Incentivo à Cultura, apoio da Sabemi, patrocínio cultural das Lojas Renner, patrocinador apresentador Banrisul, produção da Cida Cultural e realização da Associação dos Amigos da Casa de Cultura Mario Quintana, Casa de Cultura Mario Quintana, Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) e da Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania/Governo Federal.

SERVIÇO “CENAS DIVERSAS – LGBTI+”:

26/11 – Terça-feira
Espetáculo “Entrega Para Jezebel” (SP)
Horário: 20h
Local: Teatro Carlos Carvalho
**Sessão com tradução em Libras
Entrada gratuita com retirada de senhas uma hora antes do início da apresentação

27/11 – Quarta-feira
Espetáculo “Rainhas da Noite” (RS)
Horário: 20h
Local: Teatro Bruno Kiefer
**Sessão com audiodescrição
Entrada gratuita com retirada de senhas uma hora antes do início da apresentação

28/11 – Quinta-feira
Espetáculo “Homens que Caem” (RS)
Horário: 20h
Local: Teatro Carlos Carvalho
Entrada gratuita com retirada de senhas uma hora antes do início da apresentação

SINOPSES E FICHAS TÉCNICAS:

Foto: Luciana Zacarias

“Entrega para Jezebel”
A história de uma travesti que alterna o seu tempo cuidando do filho adotivo, de dia, e tentando ganhar dinheiro pelas ruas, à noite, é o ponto de partida de “Entrega para Jezebel”, com as atrizes transexuais e negras Valéria Barcellos e Clodd Dias. O espetáculo mostra a vida de Jezebel, que tem como maior desejo ser mãe, mas que vive à sombra da transfobia.

Texto – Roberto Muniz Dias
Direção – Rodolfo Lima
Elenco – Clodd Dias, Daniel Sapiência e Valéria Barcellos
Cenografia – Jeff Celophane e Rodolfo Lima
Design Gráfico – Betinho Neto
Fotos – Luciana Zacarias
Figurinos – Jeff Celophane e Karla Pêssoa
Cenotécnico – Renato Ribeiro
Assistente de produção – Lucimara Amorim
Contraregragem e operação de som – Bibi Santos
Duração – 70 minutos.
Recomendado para maiores de 14 anos.

Foto: Divulgação

“Rainhas da Noite”
“Rainhas da Noite” é a comemoração de trinta anos de carreira dos atores Everton Barreto, Gloria Crystal e Lauro Ramalho em palcos de teatro e outros não tão convencionais. No novo trabalho, depois de sete anos sem pisarem no palco juntas, pinçaram quadros dos já citados, inserindo números relevantes de suas carreiras individuais. O resultado é um espetáculo de esquetes e cenas curtas, intercalado com canções, homenageando cantoras nacionais e internacionais.

Roteiro e direção – Everton Barreto, Gloria Crystal e Lauro Ramalho
Iluminação – Ricardo Vivian,
Operação de som e direção musical – Felipe Zancanaro
Maquiagem – Sil Gollmann
Fotos e arte gráfica – Gerson Rodo
Produção e realização – Cia. de Teatro Ridículo
Apoio – Cia. Stravaganza

Foto: Divulgação

“Homens que Caem”
Uma companhia de teatro decide montar um espetáculo a partir do romance “Nossa Senhora das Flores”. No decorrer dos ensaios a obra-prima do escritor maldito Jean Genet os atinge como uma flecha: em seu isolamento dentro de uma cela de cadeia no início da década de 1940, o autor fala diretamente com os atores que decidiram levar o texto ao palco tantos anos depois. Através de seus personagens como a travesti Divine e seus amantes – Mignon, Nossa Senhora das Flores, Alberto – estabelece-se um intenso jogo ficcional, especular, em que os integrantes de uma companhia de teatro contemporâneo vivem na carne as angústias, os desejos, e a marginalização de uma sexualidade que Genet soube, como ninguém, explorar.

Elenco: Ander Belotto, Alexandre Borin, Danuta Zaghetto, Diego Nardi, Iassanã Martins, Lauro Ramalho e Miriã Possani
Direção: Ander Belotto
Texto: Marion Aubert
Tradução: Renato Forin Jr.
Sonoplastia: Madblush
Iluminação: Juka Salgado
Fotografias: Iassanã Martins
Direção de produção: Diego Nardi
Produção executiva: Andy Camaleoa
Produção e Realização: Cia Indeterminada
Duração: 1h e 30 min
Indicação etária: 16 anos

Fonte: Gato Preto Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *