Paulo Inda & Rickenbakers chega em EP nas plataformas digitais

Violonista erudito, mestre em guitar performance pela Manhattan School of Music de Nova Iorque, solista de orquestras como a Sinfônica de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul, Paulo Inda está com um novo projeto de rock.

Foto Divulgação

Paulo Inda & Os Rickenbackers já está com seu primeiro EP nas plataformas digitais, no qual Inda é acompanhado pelo baterista Rodrigo Sorriso (Armandinho, Serginho Moah, Tape-Decks), pelo baixista Regis Sam (Frank Jorge/Cowboys Espirituais, Wander Wildner) e pelo guitarrista Roberto H (Aqua-Play). O lançamento do EP, que conta com quatro canções.

“O trabalho propõe-se ao indie rock gaúcho e também gauchesco, vai do erudito ao rock, bebe no pop latino de Soda Stereo, se alimenta no lisérgico Júpiter Maçã e beberica na ramilonga urbana”, aponta o músico, que só utiliza instrumentos Rickenbacker nesse novo projeto. “Sou violonista clássico com mais de 20 anos de carreira internacional e acadêmica, leciono na UFRGS. Ao longo de todo o tempo tive trabalhos paralelos, alguns flertes e hobbies com rock. Mais notoriamente as bandas Aqua-Play que toquei no fim dos anos 90 e a banda Regra Zero que produzi nos anos 2000. Mas este é o trabalho mais sério enquanto dedicação e aposta, porém nada sério”, disse Paulo Inda.

Foto Divulgação

“Trabalho autoral com composições minhas expressando tudo que mais me interessa no rock: boas melodias, levadas e letras de rock gaúcho, pitadas de psicodelia, solos de hard rock e harmonias vocais. Para isso reuni um time de lendas do nosso rock”, comentou, sobre os músicos que o acompanham.

Clique na plataforma de sua preferencia e curta o som de Paulo Inda & Os Rickenbackers:
Spotify
Deezer
Google Play

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *