Projeto gaúcho Ecopoética vence Prêmio Boas Ideias de Sutentabilidade

Projeto foi vencedor na categoria Melhores Iniciativas de Educação, Cultura e Comunicação Pró-Sustentabilidade.

Foto: Gabriel Dientsmann
Foto: Gabriel Dientsmann

O projeto gaúcho Ecopoética ganhou o Prêmio Boas Ideias de Sustentabilidade, um dos mais consagrados do gênero no sul do país. Os atores Rossendo Rodrigues e Marina Mendo venceram na categoria Melhores Iniciativas de Educação, Cultura e Comunicação Pró-Sustentabilidade. A cerimônia de entrega dos troféus foi realizada na noite dessa quinta-feira, 30 de junho, na Cinemateca Capitólio, em Porto Alegre.

Este mês, o projeto inicia uma nova etapa. Com financiamento do Fumproarte, serão realizadas uma oficina gratuita, novas intervenções e a estreia do espetáculo Ilha, que irá montar uma ilha de lixo na confluência entre o arroio Dilúvio e o Guaíba. Todo o processo de criação da montagem será registrado em vídeo – desde a confecção dos figurinos até os ensaios. O resultado vai dar origem a um curta-metragem em formato de documentário dirigido por Natália Utz e Gabriel Dientsmann.

O PROJETO

Foto: Gabriel Dientsmann
Foto: Gabriel Dientsmann

Criado pelos atores Rossendo Rodrigues e Marina Mendo, Ecopoética teve início em 2013 e recebeu financiamento do Prêmio Décio Freitas. A primeira performance foi Dilúvio MA. Durante sete horas, o casal de performers ficou pendurado em uma rede de lixo sob uma ponte do arroio que corta a avenida Ipiranga, na capital.

O projeto multidisciplinar dedica-se à busca por poéticas de sustentabilidade no ambiente urbano. Outras duas intervenções cênicas também foram realizadas em ecossistemas aquáticos em estado de degradação: Ritual de Sobrevivência Urbana e Travessia.

– Nos dedicamos a fortalecer as possíveis conexões entre o trinômio arte, cidade e sustentabilidade. Reconhecemos a prática artística como ferramenta fundamental na problematização dessas questões – explica o ator e coordenador do projeto, Rossendo Rodrigues.

O projeto terá ainda a consultoria do cenotécnico Rodrigo Shalako e da figurinista e artista plástica Margarida Reche. A produção ficará por conta de Liége Biasotto – CUCO Produções – e realização da Pulperia Cultural.

Oficina gratuita:
PERFORMANCE E SUSTENTABILIDADE EM INTERVENÇÕES URBANAS
Inscrições gratuitas: De 1º a 29/07 pelo site www.projetoecopoetica.com ou www.facebook.com/ecopoetica
Período da oficina: 15/08 a 16/10 – segundas, quartas e sextas, das 14h às 17h.
Onde: Vila Flores (Rua São Carlos , 759 – Floresta)
Performances da oficina: 14, 15 e 16/10 – horários e locais a definir.

Foto: Gabriel Dientsmann
Rossendo Rodrigues e Marina Mendo – Foto: Gabriel Dientsmann

Ministrada por Rossendo Rodrigues e Marina Mendo, a oficina busca partilhar os procedimentos utilizados na pesquisa do projeto Ecopoética com a prática pedagógica. Por meio de práticas de sensibilização físico-vocal, composições imagéticas e sonoras, pretende-se ampliar os ambientes de criação e interação do performer em relação ao ambiente urbano. A possibilidade de troca com os alunos permitirá um aprofundamento das questões pesquisadas. Ao longo dos dois meses de oficina, cada aluno desenvolverá sua própria intervenção e, ao final, será realizado um circuito ecopoético de performances na cidade.

ROSSENDO RODRIGUES
Ator, performer, bailarino, produtor e pesquisador teatral. Mestre em Artes Cênicas pelo PPGAC da Universidade Federal do Rio Grande do Sul onde desenvolve a pesquisa O Performer e a busca por Estéticas de Sustentabilidade no Ambiente Urbano. Bacharel em teatro com ênfase em interpretação teatral na mesma universidade, recebeu o Prêmio de Pesquisa Décio Freitas (Fumproarte) para o desenvolvimento da primeira etapa do projeto Ecopoética. Colabora em diferentes coletivos de criação cênica e recebeu o Prêmio Açorianos de melhor ator pelo espetáculo Natalício Cavalo da Cia. Rústica, em 2013.

MARINA MENDO
Atriz, musicista, produtora e pesquisadora teatral. Mestranda em Artes Cênicas pelo PPGCA da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, especialista em Estudos Interculturais pela Univesitá degli Studi di Padova (2009) e bacharel em Artes Cênicas com ênfase em interpretação teatral na UFRGS (2004). Colabora em diferentes coletivos de criação cênica e recentemente foi contemplada com o Prêmio Braskem, em 2014, como destaque pela concepção do espetáculo Miragem, – espetáculo também ganhador do Prêmio Açorianos Especial do Júri.

Foto: Gabriel Dientsmann
Foto: Gabriel Dientsmann

Fonte: Léo Sant´Anna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *