Cine UFPel apresenta Território do Brincar

Cena do filme Territorio Brincar
Cena do filme Território Brincar

Nesta quinta-feira (3), estreia no Cine UFPel o filme Território do Brincar. No dia seguinte, é a vez de Beira-Mar, com sessão comentada com os diretores Filipe Matzembacher e Marcio Reolon. Ambas as exibições começam às 19h.

Território do Brincar tem como propósito sustentar uma narrativa do brincar infantil. Ao longo de 21 meses, diversas crianças e seus trejeitos, das variadas realidades do Brasil, foram representadas. O filme faz parte de um projeto de pesquisa, registro e divulgação. Junto a ele será exibido o curta O fim do recreio, que mostra que, no Congresso Nacional, um projeto de lei pretende acabar com o recreio escolar. Ao mesmo tempo, em uma escola municipal de Curitiba, um grupo de crianças pode mudar toda essa história. Recheado de vibrantes brincadeiras infantis, O Fim do Recreio é um curta-metragem para todos os públicos.

O Cine UFPel tem entrada gratuita e fica na Agência da Lagoa Mirim (rua Lobo da Costa, 447).

Quinta-feira (3)
19h – Estreia Território do Brincar
O longa tem como propósito sustentar uma narrativa do brincar infantil. Ao longo de 21 meses, diversas crianças e seus trejeitos, das variadas realidades do Brasil, foram representadas. O filme faz parte de um projeto de pesquisa, registro e divulgação.
Doc, Longa-metragem, 1h30, cor, 2015)
Direção: David Reeks e Renata Meirelles
Produção: Maria Farinha Filmes e Ludus Filmes
Distribuição: Maria Farinha Filmes
SÃO PAULO

CLASSIFICAÇÃO LIVRE

CURTA: O fim do recreio
Sinopse:
No Congresso Nacional, um projeto de lei pretende acabar com o recreio escolar. Ao mesmo tempo, em uma escola municipal de Curitiba, um grupo de crianças pode mudar toda essa história. Recheado de vibrantes brincadeiras infantis, O Fim do Recreio é um curta-metragem para todos os públicos, que bota a boca no trombone e avisa: cobra parada não engole sapo!
(Ficção, Curta-metragem, 18min, cor, 2012)
Direção: Nélio Spréa e Vinicius Mazzon
Produção: Parabolé Educação e Cultura
PARANÁ

Fonte: Comunicação UFPel

6ª edição do Teatro em Francês em Pelotas

teatroNo dia 4 de dezembro, às 20h, no Casarão 8 da praça Coronel Pedro Osório, os cursos de Licenciatura em Francês e de Teatro da UFPel apresentarão a adaptação de dois clássicos da literatura francesa, a comédia “Le Médecin malgré lui”, de Molière, e a farsa francesa da idade média “Le Vilain Mire”.

A leitura dramática dos textos, em francês, fará parte da 6ª Edição do Teatro em Francês. A adaptação dos textos e produção foi feita pelas professoras Fernanda Vieira Fernandes, Maria Laura Alves, Maristela Machado, Mariza Zanini, Isabella Mozzillo e Luísa Vargas.

“Le Médecin malgré lui” (O doutor apesar de si mesmo) é uma comédia de Moliére de 1666 inspirada na farsa francesa “Le Vilain Mire” (o camponês médico), que satiriza algumas práticas médicas da época e, ao fundo, é uma crítica sobre costumes e religião.

Fernanda Vieira Fernandes explica que “serão apresentadas as leituras dos dois textos, primeiro a farsa, depois a comédia”.

O elenco é formado por Bruna Franchini, Carolina Piovesan, Chayane Ferreira, Diego Brito, Fernanda Vieira Fernandes, Ian de Mello, Isabella Paiva, Isabella Mozzillo, João Henrique Barbosa, Joilma Reis, Júlia Costa Mendes, Karen Acosta, Luísa Vargas, Maria Laura Alves e Nícollas Cayann,

A apresentação é aberta ao público e a entrada é gratuita.

Fonte: Comunicação UFPel

Beira-mar é exibido com a presença dos diretores

beira-mar-em-berlim-blah-culturalEm pareceria com a Calvero, o Cine UFPel traz uma sessão comentada da elogiada produção gaúcha Beira-mar, com os diretores Filipe Matzembacher e Marcio Reolon. O evento ocorre na próxima sexta-feira (4), às 19h, e tem o apoio da Avante Filmes e Vitrine Filmes.

Selecionado para o festival de Berlim no começo de 2015, o filme tem uma forte trajetória por festivais internacionais. Na história, a dupla Martin e Tomaz viaja para o litoral gaúcho. Martin precisa encontrar um documento para o pai na casa de parentes, e Tomaz decide acompanhá-lo. Os dois acabam abrigando-se em uma casa de vidro à beira-mar, a fim de fugir da rejeição familiar de Martin e da estranha distância que surgiu entre os dois.

A entrada é gratuita. Mais informações aqui.

Abertas as inscrições para a 43ª Feira do Livro da Furg

A 43ª edição da Feira do Livro da Furg – maior evento literário do veraneio no litoral Sul gaúcho – será realizada de 20 a 31 de janeiro de 2016, na praça Dídio Duhá, no balneário Cassino.

Para viabilizar a atividade literária, a Universidade, por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proexc) e da Editora, Livraria e Gráfica, lançou dois editais direcionados aos autografantes e livreiros. Para os livreiros, as inscrições, abertas no último dia 18, estendem-se até o dia 5 de dezembro. Empresas comerciais locais e de outros municípios e organizações não governamentais devidamente registradas para atuarem na área de edição, publicação e venda de publicações podem se habilitar à atividade literária.

Para os autores, as sessões de autógrafos na Feira do Livro serão de forma coletiva (até oito sessões diárias), entre os dias 22 e 30 de janeiro, num total de 64 inscrições. Os interessados devem preencher formulário de inscrição, disponível até 31 de dezembro de 2015, no sistema de inscrições da Furg, devendo enviar juntamente um release do livro e cópia da capa digitalizada. Os interessados podem obter os editais no site da Universidade.

Mais informações no site da feira.

8ª edição do Mississippi Delta Blues Festival ocorre em Caxias do Sul

mississipi2São mais de 90 atrações, nacionais e internacionais, oito palcos e uma infraestrutura de 12 mil metros quadrados

O Mississippi Delta Blues Festival (MDBF) realiza a oitava edição nos dias 26, 27 e 28 de novembro de 2015, no Largo da Estação Férrea, em Caxias do Sul/RS. O evento é considerado um dos maiores festivais de blues da América Latina. Neste ano, o MDBF convocou mais de 90 artistas, nacionais e internacionais, que se apresentam durante os três dias em sete palcos diferentes. Outro palco, ainda, é dedicado à dança. Com a temática “Blues da Lua Cheia”, a edição ocorre durante a fase em que a lua está em sua plenitude no céu.

Entre as atrações, estão os americanos Mr. Sipp, Chris Cain, Super Chikan, Bob Stroger, Rip Lee Pryor, Zora Young, Terry Harmonica Bean, o dinamarquês Big Creek Slim, os brasileiros Jefferson Gonçalves, Luiza Casé, Igor Prado, o chileno Gonzalo Araya e a argentina Xime Monzon.

O festival conta também com diversas atrações paralelas, como é o caso dos workshops de musicalização, que ocorrem na sexta e no sábado (horários na sequência), o Blues Art Station, espaço exclusivamente dedicado à arte, o palco “Feet off the Ground”, palco que vai receber coreografia executada por bailarinos suspensos por cabos elásticos. Além disso, uma tirolesa com 132 metros de distância (sendo oito de altura na saída e seis na chegada) vai sobrevoar quase todo o festival, proporcionando uma vista e uma experiência inesquecíveis.

Em meio a um cenário ambientado em uma antiga estação férrea, cujos velhos trilhos atravessam os 12 mil metros quadrados de estrutura, o Mississippi Delta Blues Festival pretende receber um número limitado de 10,5 mil pessoas durante os três dias, tendo em vista a segurança e o conforto dos músicos e do público, que é de todas as idades.

O evento tem o patrocínio da Atena Incorporações, Coza, Volare e apoio cultural e financiamento da Faculdade da Serra Gaúcha (FSG), Racon Consórcios, Lei Municipal de Incentivo à Cultura e Prefeitura de Caxias do Sul.

Saiba mais no site do evento.

Relax Festival comemora 10 anos com música, cinema e arte

pôrdosolO Relax Festival completa dez anos em prol de uma proposta sustentável e de qualidade de vida, comungando novidades, tendências, liberdade de conceitos, novas sensações e experiências culturais, no dia 10 de janeiro, em Pelotas, a partir das 8h.
Com um espaço destinado ao bem-estar, à harmonia e ao entretenimento, com música ao vivo sem preconceitos e em atrevidas performances sonoras, o festival ainda contempla áreas como cinema e digital art em várias extensões, propostas e reconhecidas artimanhas.

festaValores
O Relax Festival zela pela filantropia e tem aceitado, como ingresso dos participantes, brinquedos, agasalhos e alimentos não-perecíveis. Ao longo de todos os anos foram mais de três mil quilos de alimentos arrecadados.

Relax no Cartase
Você pode ajudar a custear parte do Relax Festival, ajudar a fazer algumas manutenções no Katangas Nova Geração e também vai ter algumas recompensas. E o legal é que se o projeto não atingir a meta estipulada, você recebe seu dinheiro de volta! Saiba mais www.catarse.me/pt/relaxfestival

Katanga’s Bar – Quadrado
O Katanga’s é mais uma vez o cenário perfeito para o Relax Festival, pois reúne natureza e conforto com amplo espaço físico. Além de dialogar com os visitantes sobre a importância do ambiente costeiro para o equilíbrio regional.

dj raniereCaféRelax
A recepção dos primeiros integrantes do Relax Festival será com um vitamínico café da manhã, repleto de frutas e bolachas integrais para que todos possam ter muita energia para este grande dia.

Mateada Yacuy
Muitos dos valores aplicados ao Relax Festival são procedentes da nossa cultura, do nosso orgulho. Por isso, como abertura, será organizada uma mateada, dando início a tudo que se sucederá no festival.

CINERELAX CATARSECineRelax
Das 18h às 22h haverá uma exibição de produções dos alunos do Curso de Cinema e Animação da UFPel. Acreditar no potencial do cinema independente faz parte do Relax.

rica 02Rica Amaral
Este evento terá como atração principal o DJ Rica Amaral, considerado um dos maiores
artistas da cena eletrônica brasileira. Eleito melhor DJ de trance por quase 10 anos consecutivos em veículos consagrados como a Folha de S.Paulo, Estado de São Paulo e DJ Sound, Rica esteve presente nos mais importantes eventos de música eletrônica como XXXperience, Skol Beats, Rock in Rio, Free Jazz Festival, BMF, Ceará Music, Planeta Atlântida, Creamfields, Coca-Cola Music, Transcendence, Fusion Festival, Arvika Festival, FullMoon Festival, Antharis, Boom Festival, Love Parade, Voov Xperience, Shiva Moon Festival e Liquid Time entre outros pela Europa.

O Line up ainda conta com os lives de Brod, Bit Comma, Blazy, Change e os DJs Pedro Crizel, Fred Taboada, Raniere, Bruneura VS Synthesized, Leonel Sampaio, Nolasco e Atrib b2b Maria.
O Relax Festival não é simplesmente uma festa rave: é um festival multicultural onde música, cinema e arte se fundem em um único evento.

Antecipados nas lojas Hercílio Calçados de toda a região.
1º lote R$ 25,00 até 31 de novembro
2º lote R$ 30,00 até 31 dezembro
3º lote R$ 40,00 até o dia do evento

Mais informações no site do evento, na Fanpage do Festival ou no evento no Facebook.

Fonte: Organização Relax Festival

28ª Semana de Arte e Cultura em Rio Grande

A Prefeitura Municipal do Rio Grande, através da Secretaria da Cultura e em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande (Furg), realizará a 28ª Semana de Arte e Cultura a partir de segunda-feira (30) até o domingo (6). O evento agregará diversas atividades culturais, tais como: palestras, oficinas, debates, rodas de conversas, exposições e apresentações dos mais diversos segmentos da cultura que ocorrerão nos espaços públicos do Centro Histórico.

De acordo com o secretário da cultura, Ricardo Freitas: “Os espaços públicos que serão utilizados para as atividades serão: Alfândega, a Biblioteca Rio-grandense, a Prefeitura, o Mercado Público, o Largo Barbosa Coelho e a Praça Xavier Ferreira. Esses foram os locais escolhidos com o objetivo de valorizar o patrimônio histórico e arquitetônico do Município, integrados com a bela paisagem de fundo”.

Dentre as principais atividades do evento estão a Festa Literária do Rio Grande (FLIRG), que trará a Rio Grande vários escritores consagrados como Assis Brasil e Alcy Cheuiche, palestras, oficinas, lançamento de livros, sessões de autógrafos e um espaço que contará com 12 bancas de livreiros no Largo Barbosa Coelho.

Para animar a ocasião, o palco será ocupado por integrantes do projeto “Nas Ondas do Jazz”, que reúne vários músicos rio-grandinos que retornam ao Município após realizarem apresentações em diversos países. Somado a tudo isso, o evento ainda contará com rodas de capoeira, saraus, apresentação de invernadas artísticas, encontro de corais e mais uma edição do projeto Quitanda Cultural que é um espaço de arte, cultura, integração e geração de renda no Município.

Clique aqui para baixar a programação completa.

Redigido por: Manuela Soares, com informações da Secretaria da Cultura.

Tailor Diniz, semifinalista do Prêmio Oceanos, confirma participação na FLIRG

Foto: Divulgação - Ed. Dublinense
Foto: Divulgação – Ed. Dublinense

O semifinalista do prêmio Oceanos, uma das mais importantes distinções da literatura de língua portuguesa, confirmou a participação na I Festa Literária do Rio Grande (FLIRG). Autor da obra Em linha reta, Tailor Diniz, escritor e roteirista de cinema e TV, estará em Rio Grande no dia 4/12 para a palestra “Literatura e cinema: duas linguagens para contar a mesma história”, seguida de sessão de autógrafos das principais obras escritas ao longo da sua carreira.

Diniz possui 14 livros publicados, alguns deles, traduzidos e lançados no exterior, como Crime na Feira do Livro, na Feira do Livro de Frankfurt, Alemanha, em 2013, eA superfície da Sombra, neste ano, na Bulgária. O escritor recebeu o Prêmio Açorianos de Literatura e o Prêmio Associação Gaúcha de Escritores, na categoria Melhor Livro de Contos, em 2007, com a obra Transversais do Tempo, publicado pela editora Bertrand Brasil.

A aproximação da literatura com a sétima arte, o consolidou como um roteirista de destaque no cenário nacional internacional, tendo recebido o Kikito de Melhor Filme no Festival de Cinema de Gramado, o prêmio de Melhor Filme do Festival de Cinema de Brasília e de Melhor Roteiro na Mostra de Cinema de Londrina, no ano de 2006, além de classificações em festivais internacionais de cinema nos Estados Unidos e na Espanha, com o curta Terra Prometida.

Na FLIRG, Diniz apresentará o curta-metragem Rolex de Ouro, baseado em um conto homônimo seu, publicado no livro Transversais do Tempo. O curta, também premiado no Festival de Cinema de Gramado, nas categorias Melhor Filme e Melhor Direção, em 2007, possui o roteiro produzido pelo escritor, a direção de Beto Rodrigues e as participações de Zé Victor Castiel, Tarcísio Filho e Ingra Liberato no elenco. A atividade é gratuita e está prevista para às 16h30, no auditório da Receita Federal.

A Festa Literária do Rio Grande (FLIRG) é uma promoção conjunta da Prefeitura Municipal do Rio Grande e da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), através da Secretaria de Município da Cultura (SECULT) e do Programa de Pós-Graduação em Letras – História da Literatura (PPGLetras).

oficinas1

oficinas2

oficinas3

 

Quase em casa, Duca Leindecker revisita a discografia no Theatro Guarany

Na quinta-feira, 12, Duca Leindecker realizou no Theatro Guarany seu primeiro show em Pelotas após o lançamento, em julho, do DVD ao vivo Plano Aberto.

Durante uma hora e meia, o setlist atual passeia por todas as faces da trajetória do artista em vinte e uma canções. Repertório semelhante ao DVD, mas que permitiu surpresas, como a inclusão do hit “Os Segundos”. Desde “Vício”, que compôs aos 17 anos, quando ainda colaborava com a Bandaliera, passando pela linha evolutiva da Cidadão Quem até chegar ao multi-instrumentista do álbum “Voz, Violão e Batucada” (2013) – este, uma espécie de continuidade individual do projeto Pouca Vogal, duo que mantinha em parceria com Humberto Gessinger. Os arranjos barrocos daquele disco, no entanto, como é o caso de “Nós”, surgem remodelados para a banda atual, completada por Maurício Chaise e Cláudio Mattos. No palco, o trio incrementa mais a cada apresentação os improvisos que já apareciam no DVD Plano Aberto.

Se o show anterior obedecia à proposta do álbum de 2013, com Duca em um banquinho tocando violão e bombo, agora essa estética convive com Ducas para todos os gostos: ao piano autoral, elétrico com trio, acústico solo – foi este o formato que escolheu para apresentar “Até Aqui”, única música do DVD realmente inédita em seus discos, fruto de parceria com Tiago Iorc.

Outro momento surpreendente da noite foi a participação do acordeonista Aluisio Rockembach na autobiográfica e nostálgica “Pinhal”. O clima de parceria e informalidade entre os músicos atingiria seu ápice no bis: “O Amanhã Colorido”, já tocada mais cedo após ser a mais pedida pelo público, retornou na forma de uma jam que reuniu a banda de Duca, seu manager Fábio Bolico e a banda londrina Lowly Hounds, que havia feito a abertura do show com quatro composições. O tecladista da Lowly é o lajeadense Edu Bisogno, parceiro de longa data do anfitrião.

SAM_3773 SAM_3771 SAM_3768

 

 

 

SAM_3793 ed

SAM_3792 ed

 

 

 

Confira o setlist completo:
Certeiro/ Dia Especial/ Nós/ Depois da Curva/ Tudo é Longe/ Ao Fim de Tudo/ Bossa/ Música Inédita/ Até Aqui/ Iceberg/ Os Segundos/ O Amanhã Colorido/ Cachecol vermelho/ Instrumental/ Vício/ Breve/ Do Nosso Tempo/ Pinhal/ Girassóis/ (bis) Um Dia/ Amanhã Colorido (reprise)

DVD
“Plano Aberto” foi gravado na Associação Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre, sob a direção de René Goya, exatamente um ano antes do show em Pelotas. A playlist traz 21 faixas, sendo nove da Cidadão Quem, duas do Pouca Vogal, oito da carreira solo (das quais “Missão” havia sido composta para o duo com Gessinger), e a parceria com Tiago Iorc. Pode ser adquirido pela loja virtual Stereophonica, e ouvido através de sites comoo Superplayer FM e Deezer.

Pelotas: relação familiar
Leindecker já tocou inúmeras vezes em Pelotas – esta foi a quarta vez desde julho de 2013, todas no Theatro Guarany. A apresentação mais recente foi em maio de 2015, na qual já não houve a participação do irmão Luciano, que faleceu em novembro de 2014, selando a trajetória da Cidadão Quem. Sob as luzes da estação da vida, porém, há sempre alguém partindo e alguém chegando, e assim, há dois meses Duca comemora a chegada da pequena Laura, sua filha com a deputada Manuela D´ávila, e irmã do primogênito Guilherme. O pai de Manuela, o engenheiro e professor Alfredo D´ávila, reside em Pelotas.

Equipe
A turnê atual de Duca é realizada por uma grande equipe de profissionais, entre os quais estão a VC Play Entretenimento (Victor Cramer), D+ Produções (Fábio Bolico) e o suporte da Repaginada Assessoria (Renata Germano).

Acompanhe a programação intensa do Photofluxo em Rio Grande

photofluxoO VI Festival Rio Grande Photofluxo conta com 11 exposições fotográficas, individuais e coletivas, que ocupam diversos espaços expositivos e também as ruas do município – no Centro e na Praia do Cassino.

Com realização de Ponto de Cultura ArtEstação e Murmúrios Azuis, além de uma grande rede de apoiadores culturais e parceiros, o evento traz mais uma vez uma ampla programação cultural em fotografia.

Algumas exposições já tiveram abertura e seguem até o final do festival – 20 de dezembro. Já a exposição Tempo-movente: camadas temporais no antigo presídio, hoje Escola Viva tem visitação no Sobrados dos Azulejos somente até o dia 30 de novembro.

Nesse dia, ocorrerá a abertura da exposição do fotógrafo Luiz Eduardo Robinson Achutti, convidado especial desta edição. A atividade ocorrerá às 17h, no prédio das Artes Visuais da Furg, com discussão sobre a temática e coquetel.

A coordenadora do evento, Beatriz Rodrigues, ressalta que toda a programação cultural do festival é gratuita – condição mantida através do apoio de muitas instituições e empresas locais comprometidas com a difusão cultural da fotografia.

Clique no nome de cada exposição para saber mais:

– Exposição coletiva Olhar Sonhador – com trabalhos de artistas selecionados em convocatória. Curadoria de Beatriz Rodrigues. Na Avenida Rio Grande (Cassino), ao lado do Multipalco.

Também foram lançadas as modalidades Photopostais e Photoluz da convocatória Olhar Sonhador. Os postais estão sendo distribuídos gratuitamente e as projeções dos vídeo-arte estão sendo realizadas no Multipalco da Av. Rio Grande, ao longo da programação do festival.

– Exposição coletiva Círculo das Águas, do Grupo Photographein (UFPEL/CNPq – coord. Cláudia Brandão), na Av. Rio Grande, próximo ao Multipalco.

– Exposição coletiva Tempo-movente: camadas temporais no antigo presídio, hoje Escola Viva, sob coordenação de Beatriz Rodrigues, no Sobrado dos Azulejos.

Ação I – captador de resíduo / Ação II – Caixa, homem e mar, de Tôni Rabello.

Cores e sabores: Mercado flutuante de Bangkok, de Thierry Rios.

Uma foto na praça, com pesquisa e curadoria de Célia Pereira.