Omze – um novo espaço cultural em Pelotas

Um espaço híbrido e orgânico, que busca integrar todas as tribos para trocar ideias, conhecimentos e energia. Conheça mais sobre o Espaço OMZE.

35924273_261631971052277_4997445747432488960_nCom uma proposta de unir pessoas, compartilhar momentos, trocar ideias, transmutar energias. Assim nasceu o espaço que usa a sala de casa para colocar suas ideias em prática de forma mutável e intimista, adaptando o local ao que está sendo proposto.

O Omze fica na rua Coronel Alberto Rosa, 200, no centro de Pelotas, e funciona de segunda a sexta com brechó e café, das 15hs as 19hs, e em horários alternativos conforme o evento, sempre encerrando as atividades no máximo as 22h.

Foto: Arquivo Espaço Omze
Santiago Passos, Zilladxg, Bartira Marques e Ana Julia Freitas – Foto: Arquivo Espaço Omze

Colaborativo
A equipe Omze busca parcerias para a realização de eventos de arte e cultura em geral, gastronomia, moda, ensino, prontos para ouvir diferentes propostas e ideias. A ideia é dialogar com a mensagem que a rua carrega.

“Queremos que nosso espaço abrigue as liberdades e formas de expressões da cidade. Com um ambiente acolhedor e organizado para que as ideias fluam e o público sinta-se em casa.” Equipe Omze

Confira aqui os próximos eventos do Espaço Omze.

Contato:
espacoomze@gmail.com
@espacoomze
facebook.com/espacoomze

Gui Pintto lançará o livro Seja o Amor da Sua Vida em Pelotas

No próximo dia 7 de julho de 2018, sábado, o youtuber Guilherme Pintto estará na Livraria Vanguarda do Shopping Pelotas, às 15h, lançando “Seja o Amor da Sua Vida”, com sessão de autógrafos.

https://www.instagram.com/guipintto/
https://www.instagram.com/guipintto/

Cronista com mais de 1 milhão de seguidores nas redes sociais, a obra é o primeiro livro do autor, que duas semanas depois de seu lançamento em maio deste ano, emplacou entre as cinco obras mais vendidas na literatura nacional.

“Este livro não vai te ajudar a procurar nada por aí, mas encontrar o lado mais bonito que há em você”. Gui Pintto

Gui Pinto no YouTube
Gui Pintto no YouTube

Guilherme Pintto é natural de Jaguarão, morou dos 7 aos 21 anos em Pelotas, o jovem gaúcho vem cada vez mais conquistando o Brasil falando sobre Amor na internet, estreou em outubro de 2017 com “Seja o Amor da sua Vida” no Teatro Augusta em São Paulo, que em 2018 virou livro e agora o autor viaja o país com sessão de autógrafos e bate-papos descontraídos.

Teatro
Sem likes e completamente ao vivo foi a experiência que Guilherme Pintto levou aos palcos dos teatros no ano passado, com Seja o Amor da sua Vida. Contando como começou a escrever e quais motivos o levou a propagar o amor na internet, contando sobre sua vida, seu processo de superação, #LIPRATI ao vivo e como é possível ser o amor da própria vida. O espetáculo contou com a participação do escritor e blogueiro Daniel Bovolento e na sequencia um bate-papo com o próprio Gui Pintto, logo após a apresentação.

Lançamento do livro Seja o Amor da Sua Vida em Pelotas
Quando? Sábado, 7 de julho de 2018
Hora? 15h
Onde? Livraria Vanguarda do Shopping Pelotas
Editora Outro Planeta
Evento no Facebook
Apoio: ecult

sejaoamorEU SEI QUE VOCÊ PROCURA O AMOR Eu sei por que você está aqui lendo este livro e levantando os olhos enquanto se pergunta mentalmente: “como ele sabe?”. Eu sei por que, de alguma maneira, as pessoas se atraem. E, por alguma razão que não saberei explicar, este livro será importante para você. O meu desejo é iniciar um processo: não vai ser o livro que vai te ajudar a encontrar o amor da sua vida, mas o modo como você prestar atenção nos detalhes fará toda a diferença. Ele não é responsável por te salvar, assim como ninguém na sua vida é. Apenas você mesmo! Aliás, este livro não vai te ajudar a procurar nada por aí, mas encontrar o lado mais bonito que há em você.

36364319_2042190105853377_6991404767234752512_o

“A Bela e a Fera – O Espetáculo” no Theatro Guarany em Pelotas

A Bela e a Fera – O Espetáculo, este maravilhoso musical chega em Pelotas no dia 1º de Julho de 2018, Domingo, às 19h no Theatro Guarany.

10928-aabelaaeaaaferaUma Mega produção com 20 integrantes, mais de 150 figurinos, 100% cantado ao vivo, uma carreta de cenários além de efeitos de tirar o fôlego. Um espetáculo com ballet e belíssimas vozes. Imperdível e livre para todas as idades.

A Bela e a Fera – O Espetáculo
Quando? 1º de julho de 2018 – Domingo
Hora? 19h
Onde? Theatro Guarany – Pelotas RS
Abertura do Theatro? 18h
Info/whats: (53) 99938-6510
Ingressos online: www.ingressonacional.com.br
Produção: Gama Produções
Realização: Bah! Entretenimento e Follow

FRAPA 2018 – Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre divulga programação oficial

Maior festival do gênero da América Latina, Festival de Roteiro acontece de 17 a 20 de julho na Cinemateca Capitólio Petrobrás.

FRAPA Logomarca 2018 - crédito Leo LageFestival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre (FRAPA) anuncia sua programação para os dias 17 a 20 de julho na Cinemateca Capitólio Petrobrás (R. Demétrio Ribeiro, 1085).

Sexta edição do maior festival do gênero na América Latina, o evento traz à Capital gaúcha um número recorde de mais de 70 convidados de todo o país. Palestras, debates, workshops, concursos de roteiro, rodadas de negócios e mostra competitiva de curtas fazem parte da atração que reúne profissionais do cinema, TV e interessados.

O Bandido da Luz Vermelha - crédito Versatti Filmes
O Bandido da Luz Vermelha – crédito Versatti Filmes

Na abertura, será exibida a pré-estreia do longa “Alguma Coisa Assim”, com a presença dos diretores Esmir Filho e Mariana Bastos. Uma sessão comemorativa aos 50 anos de “O Bandido da Luz Vermelha”, de Rogério Sganzerla, encerra o festival. Com direção de Leo Garcia e produção executiva de Mariana Mêmis Müller, o FRAPA é uma realização da Coelho Voador e Epifania Filmes. Informações e programação completa no site http://frapa.art.br e pelo e-mail frapa@frapa.art.br.

Alguma Coisa Assim #02 - crédito Vitrine Filmes
Alguma Coisa Assim #02 – crédito Vitrine Filmes

Entre os nomes de destaque desta edição estão Bráulio MantovaniHélio de la PeñaMiguel Machalski e Carolina Kotscho. Indicado ao Oscar pelo roteiro de “Cidade de Deus”Bráulio assina os dois longas da série “Tropa de Elite”. Veterano da televisão, De la Peña é conhecido do público como ator e roteirista do grupo “Casseta & Planeta”. Natural da Argentina, o roteirista e escritor Machalski trabalhou como analista nos roteiros dos longas “Billy Elliot” e “Femme Fatale”Carolina Kotscho escreveu um dos maiores sucessos de bilheterias da retomada nacional, “2 Filhos de Francisco”.

FRAPA deste ano também recebe Jorge Furtado (“Real Beleza”), Karen Akerman (“O Processo”), Julia Priolli (“Me Chama de Bruna”), Aleksei Abib (“Mais Forte que o Mundo”), e outros. A Mostra Competitiva de Curta-Metragens do FRAPA traz 14 títulos, escolhidos entre mais de 100 filmes de 20 nacionalidades, e inclui premiações como “melhor personagem”, “melhor final” e “melhor título”.

Mariana Memis Müller e Leo Garcia - Foto: Boca Migotto
Mariana Memis Müller e Leo Garcia – Foto: Boca Migotto

“Com o maior número de inscrições e participantes, o FRAPA 2018 será a maior edição da história do festival”, garante a produtora executiva Mariana Mêmis Müller. Mais de 350 roteiros de longas e pilotos de TV de todo o Brasil foram inscritos apenas este ano. “O FRAPA cresce ano após ano, tanto em números, quanto em relevância para o setor audiovisual brasileiro e seus profissionais da área do roteiro”, explica Mariana. Nesta edição, 250 projetos participam das “rodadas de negócios”, que reúnem roteiristas e representantes de 25 empresas, entre produtoras, canais e distribuidoras, como FoxViacomNickelodeonCanal BrasilComedy Central e RT Features. Além da Cinemateca, atividades complementares acontecem na sede da ARI – Associação Riograndense de Imprensa (Av. Borges de Medeiros, 915). A mostra de curtas tem entrada franca.

Programação completa FRAPA 2018 – http://frapa.art.br/programacao
Convidados – https://frapa.art.br/convidados/

Arte: Leo Lage
Arte: Leo Lage

Fonte: Isidoro B. Guggiana

 

Teatro: NORMA estreia na Bibliotheca Pública Pelotense

Espetáculo NORMA estreará no próximo final de semana, com apresentações no sábado (30/06) e no domingo (1º/07), ambos às 20h, na Bibliotheca Pública Pelotense.

Foto Divulgação
Foto Divulgação

A peça teatral narra a história de uma atriz que foi um dos grandes ícones do cinema mudo e que se recusa a aceitar que foi esquecida pelo público. Envolta em uma teia de mentiras, criada pelo seu mordomo Max, a estrela vive em uma realidade paralela, onde nunca deixou de ser a grande estrela que foi. Porém, é com a chegada de Joe, um roteirista desconhecido, que a estrela vê seu mundo ruir. 
Inspirada no filme Crepúsculo dos Deuses, de Billy Wilder. 

NORMA
Quando? 30/06 e 1º/07 (sábado e domingo)
Horário? 20H
Onde? Bibliotheca Pública Pelotense
Valores: R$10,00 (Inteira) e R$5,00 (Meia-entrada).
Ingressos antecipados na Casa das Balas (Andrade Neves, 2091, com Cassiano).

Direção: Eduarda Bento e Thalles Echeverry
Elenco: Isabelle Vignol e Thalles Echeverry

Iluminação: Diego Carvalho
Sonoplastia: Aline Cotrim
Cenário e Figurinos: Aline Cotrim
Dramaturgia: Thalles Echeverry

CARTAZ IMPRESSO

Documentário gaúcho retrata importância do teatro

Com a peça “Vivendo um sonho de uma noite de verão” alunos do curso de teatro do CCMar vivenciam Shakespeare pela primeira vez.

Vivenciar uma obra de Shakspeare na estreia nos palcos é o sonho de qualquer ator. Foi o que aconteceu com um grupo de jovens, com idades entre 14 e 17 anos, integrantes do Centro de Convívio dos Meninos do Mar (CCMar) de Rio Grande, no seu primeiro contato com o teatro. O resultado desta emocionante imersão dramatúrgica pode ser visto no documentário “Vivendo um sonho de uma noite de verão”, produzido através do projeto teatral Navegando rumo ao Ato, já disponível no You Tube.

A iniciativa fez parte do curso de verão do CCMar e possibilitou aos jovens a encenação da obra “Sonho de uma noite de verão”, de William Shakespeare, o mais influente dramaturgo do mundo. Segundo Lauro Barcellos, diretor do CCMar, a ideia do curso de verão surgiu em função de uma demanda dos alunos dos cursos profissionalizantes, por atividades de verão. “Temos uma matriz diversificada de cursos profissionalizantes e eles pediam que oferecêssemos atividades de verão – o teatro veio a ocupar este espaço”, destaca.

Foto: Rael Castro
Foto: Rael Castro

O curso nasce em parceria com o OTROPORTO, com o objetivo de ampliar o acesso dos jovens às mais diferentes forma de arte e cultura exercitando a fundamental competência da empatia. “O OTROPORTO tem a mentalidade de buscar desenvolver nas pessoas a responsabilidade por si e pelo ambiente, permeado por uma conduta de cooperação e solidariedade”, observa o coordenador pedagógico, Guy Barcellos. Segundo ele, mais do que o conhecimento científico, a ideia é ressaltar aos alunos o conhecimento afetivo.

As aulas aconteceram entre janeiro de 2017 e março deste ano e o elenco estreante contou com toda estrutura de uma peça profissional: direção geral, direção de elenco, figurinista, maquiagem, entre outros requisitos para uma grande montagem. Inicialmente os diretores de elenco, Marcela Bueno e Rodolfo Furtado, buscaram estimular os jovens para o primeiro contato com o teatro. “Buscamos a melhor forma de trabalhar seus talentos”, conta Marcela. Ao lado de Rodolfo, trabalharam as potencialidades artísticas dos alunos. “Esse processo se deu através de uma troca, onde ensinamos e também aprendemos”, resume Rodolfo. Para a montagem da pe ça a equipe contou com os figurinos de Rafael Sholl e Maurício Guidotti, além de Gengiscan Pereira compondo a maquiagem. A ideia era traduzir a obra com uma estética em sintonia com a alma do projeto. “Pensamos em um figurino funcional e que carregasse a magia da obra, ou seja, com tudo que tinham ensaiado”, explica Guidotti. Para o maquiador, este propósito ajudou o elenco a mergulhar no mundo onírico da peça. “O maior desafio foi tentar encontrar a personalidade de cada um e de seus personagens”, revela Gengiscan.

Foto: Rael Castro
Foto: Rael Castro

A apresentação esteve em temporada para os novos alunos do CCMar e convidados. Para Andréa Terra, diretora da peça, o resultado não poderia ser melhor. Segundo ela, a escolha de Shakespare a princípio pode parecer ousada, mas se deu exatamente pela sua trajetória. “Era um homem simples, do povo, e genial – que não saiu da academia ou dos doutores eruditos, portanto nada mais apropriado para iniciação ao teatro”, salienta. O projeto contou com o apoio da CMPC Celulose Riograndense e Sagres Agenciamentos Marítimos.

Fonte: Gabriela Mazza
Jornalista – MtB: 9838
Satolep Press – Comunicação e fotografia

Foto: Rael Castro
Foto: Rael Castro

Automáquina – teatro gaúcho com espetáculos em Maranhão e Bahia

Com apresentações no Maranhão e na Bahia, o projeto envolve oficinas, intercâmbios com grupos locais e apresentações do espetáculo/instalação. A realização é do Grupo de Teatro De Pernas Pro Ar e Ministério da Cultura – Governo Federal.

O Maranhão e a Bahia serão os próximos portos/espaços onde a Automákina irá aportar e levar ao público seu universo deslizante e mágico. O Grupo De Pernas Pro Ar, sólido e longevo grupo de teatro gaúcho, é o responsável por esta circulação, que estará no Maranhão dias 31 de maio, 01 e 02 de junho e na Bahia de 05 a 15 de junho graças ao patrocínio do programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2017/2018.

Automákina _SP-Virada F.Cisco Vasques
Automákina _SP-Virada F.Cisco Vasques

“Automákina – Universo Deslizante”, espetáculo de teatro de rua, trata de uma questão pertinente a todos os homens de todos os tempos: a arte da sobrevivência. Com uma linguagem que mescla o simbolismo do teatro de bonecos com seus personagens autômatos numa metáfora à existência humana, a montagem traz o virtuosismo das técnicas circenses e a poética do teatro de rua. Seu cenário móvel, a ‘automákina’ é resultado de uma pesquisa ousada e inovadora na qual o grupo se propõe a levar para rua um aparato cênico impar em qualidade visual e sonora, uma máquina gigante medindo sete metros de comprimento, por oito metros de altura, potencializando a dramaticidade do espetáculo. A música, criada exclusivamente para o espetáculo, complementa o aparato cênico e a atuação de Luciano Wieser, o ator que comanda a ‘Automákina’ no universo deslizante. Executada ao vivo com efeitos de som mecânico e com instrumentos musicais construídos pelo grupo enriquece e ilumina o trabalho cênico. O trabalho do ator e sua relação com os bonecos, com o cenário móvel, com a música e os instrumentos, além da relação com o público determinam o desenvolvimento de uma dramaturgia dinâmica e de grande impacto sobre as pessoas.

O espetáculo/instalação Automákina começa antes de acontecer. Na verdade é um processo de nove horas desde sua montagem e apresentação. A montagem e a desmontagem são abertas à comunidade, tornando todo o trabalho parte de um todo. “Automákina – Universo Deslizante” foi feito para ganhar as ruas e chegar aos espaços inusitados e apresentar o mundo do Duque de Hosain’g ao público: um mundo portátil, pessoal e impenetrável. Concebido pensando no olhar do próprio personagem como arquiteto, construtor do seu mundo, o processo de construção da nave foi desenvolvido simultaneamente com a criação do personagem. Um universo sobre rodas para um só homem, uma máquina gigante construída pelo próprio Duque de Hosain’g, num trabalho solitário e disciplinado que durou três anos, nos quais nasceram engenhocas funcionais, bonecos manipulados por fios e automaticamente, instrumentos musicais adaptados e criados exclusivamente para esta viagem, movimentos corporais adaptados à densidade deste novo mundo. Pronta a máquina, criada a vida, inicia-se a viagem.

Foto: Odair Fonseca de Souza
Foto: Odair Fonseca de Souza

Sobre o Grupo de Teatro De Pernas Pro Ar
Com um trabalho continuado em artes cênicas desde 1988, o De Pernas Pro Ar desenvolve seus trabalhos na sua sede batizada Inventário – Espaço criativo, na cidade de Canoas/RS-Brasil. Conquistou vários prêmios do governo federal e tem circulado pelos principais festivais de teatro do país. Em 2015 circulou pelo SESC Palco Giratório em 24 estados e é um dos grupos artísticos de referência do RS. Seus espetáculos propõem novas formas de se comunicar com o espaço urbano e com o público, utilizando uma linguagem característica, que borra as fronteiras da arte, fazendo uma compilação entre o trabalho do ator, o teatro de animação, o circo, a música e as artes visuais, num processo que se caracterizou pela forma simples, simbólica e poética de se comunicar.

As marcas fundamentais do grupo vêm pela opção ao espaço da rua, com grandes cenografias e maquinarias de cena, verdadeiras engenharias de engenhocas, além de figurinos excêntricos, instrumentos musicais e bonecos com mecanismos de manipulação inusitados que dialogam com o trabalho multifacetado do ator, provocando uma dramaturgia peculiar, sem fala, propondo espetáculos com experimentos curiosos e instigantes.

Luciano Wieser e Raquel Durigon são fundadores do grupo que se caracteriza pela estrutura familiar, muito comum nas famílias circenses e bonequeiras, onde os pais passam para outras gerações o seu amor a arte. E buscam na parceria com outros artistas e diretores, sonhos em comum para realizar suas propostas trabalho. O grupo mantém seus espetáculos em repertório, além de um acervo de cenários móvel e mais de 50 bonecos únicos, valorizando a sua produção artística e se estabelecendo como referência e memória para sua cidade no Rio Grande do Sul.

Ficha técnica:

Ator/criador e coordenação geral: Luciano Wieser / Direção do espetáculo: Jacksom Zambelli / Produção executiva, coordenação pedagógica, figurinos e maquiagem: Raquel Durigon / Equipe de montagem e monitoria:
Arthur Fernandes Cortes, Jonatan Ortiz Borges, Tayhú D. Wieser, Denisson Gargione e Raquel Durigon / Técnico de som e arte gráfica: Tayhú D. Wieser / Assessoria técnica de luz e som: Txai D. Wieser/ Audiovisual: Henrique de Oliveira e Tayhú D. Wieser/ Música original: Jackson Zambelli e Claudio Veiga/  Músicos executores da trilha: Claudio Veiga, Luciano Wieser e Sergio Olivé / Narrador de áudio descrição: Jonatan Ortiz Borges/ Produção local: Rafael Magalhães, Marcia Mascarenhas, Wagner Heiniker / Intercabio: Xama teatro, Oco teatro, Teatro Popular de Ilheus e Grupo de Teatro De Pernas Pro Ar / Espetáculo: Adulto / Faixa etária: Livre / Gênero: Teatro de Rua – Teatro máquina / Tempo total: aproximadamente 9h

AUTOMÁKINA UNIVERSO DESLIZANTE – “De Porto em Porto”

Cronograma das atividades:

São Luís / MARANHÃO

31 de maio – Instalação e espetáculo Automákina
Praça da Praia Grande / Praça da Casa do Maranhão, Praia Grande. Centro histórico, São Luis – MA
Horário do espetáculo: 19h30
Horário da instalação: A partir das 14h30

01 de junho – Intercâmbio com o Grupo Xama e artistas locais
Sede do grupo Xama teatro – Rua das Esmeraldas q.01. Quintas do Sol. Araçagy. São José de Ribamar, Maranhão.
Ponto de Referência (Entre a UPA e o Restaurante TCHÊ)
das 19h30 às 21h30

02 de junho – Oficina O Ator Inventivo
Sede do grupo Xama teatro – Rua das Esmeraldas q.01. Quintas do Sol, Araçagy. São José de Ribamar
das 15h às 19h

Candeias /BAHIA

06 de junho – Oficina Ator Inventivo
Mercado Cultural – Rua 13 de maio, Centro. Candeias
Das 17h às 21h

08 de junho – Instalação e espetáculo Automákina
Praça Dr. Gualberto Dantas Fontes, Centro. Candeias
Horário do espetáculo: 20h
Horário da instalação: a partir das 15h

09/ de junho – Intercâmbio com o Grupo Oco e artistas locais
Das 18h às 20h
Mercado Cultural – Rua 13 de maio, Centro. Candeias

Ilhéus / BAHIA

13 de junho – Oficina Ator Inventivo
Tenda do Teatro Popular de Ilhéus
das 18h às 22h

14 de junho – Intercâmbio com o Grupo Teatro Popular de Ilhéus e artistas Locais
Tenda do Teatro Popular de Ilhéus
Das 19h30min às 21h30min

15 de junho – Instalação e espetáculo Automákina
Praça Dom Eduardo – Centro
Horário espetáculo: 19h
Horário da instalação: a partir das 14h

Automákina – Universo Deslizante
Grupo De Pernas pro Ar
Espetáculo com audiodescrição
Indicação: livre
Atividades gratuitas

Lei Federal de Incentivo à Cultura
Patrocínio: Petrobras
Realização: Grupo de Teatro De Pernas Pro Ar e Ministério da Cultura – Governo Federal
Este projeto foi selecionado pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2017/2018

Automákina _SP-Virada F.Cisco Vasques
Automákina _SP-Virada F.Cisco Vasques

Fonte: Bebê Baumgarten Comunicação

Festival Palco Giratório Sesc/POA encerra com denúncia à violência e opressão contra a mulher

Espetáculo “Mulamba” é atração nos dias 25 e 26 de maio, no Theatro São Pedro.

Foto: Luciano Meirelles
Foto: Luciano Meirelles

Está chegando ao fim a 13ª edição do Festival Palco Giratório Sesc/POA. No último fim de semana do evento, o grande destaque é o espetáculo “Mulamba”, com apresentações na sexta e sábado, 25 e 26 de maio, no Theatro São Pedro, às 21h. O musical paranaense ficou conhecido em todo o País após a divulgação do videoclipe “P.U.T.A”, que hoje conta com mais de 2 milhões de visualizações. Com um repertório autoral, seis mulheres trazem ao palco músicas que soam como denúncias, vozes que representam gritos sufocados. Com referências que transitam entre o rock e a MPB, a banda canta sobre as diversas formas de violência, assédio, repressão e preconceito contra a mulher. Os ingressos ficam entre R$ 10 e R$ 20 e podem ser adquiridos no site www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio, onde a programação completa pode ser conferida.

Além de “Mulamba”, integram a agenda dos próximos dias os espetáculos “Todas nós”, da Cia. Dramática (RS), “Tóin2 dança para a segunda infância”, da Muovere Cia. de Dança (RS), “Dinamarca”, do Grupo Magiluth (PE), “As mulheres do Aluá”, de O Imaginário (RO), “O Mirabolante Rei Das Tretas”, da Quimera Criações Artísticas (RS), “Procurando Emily”, do PER-FORMANTES (RS), “Fauna”, do Quatroloscinco – Teatro do Comum (MG), “Inimigos na casa de bonecas”, do Projeto Gompa (RS), “Remontagem – o nosso amor a gente inventa”, com direção de Ander Belotto (RS), “A mulher arrastada”, com direção de Adriane Mottola (RS) e “Dança Anfíbia”, da Cia dos Pés (AL). Algumas atrações estão com ingressos esgotados. Abaixo mais informações.

Diálogo marca encerramento do Festival – Mais de 50 espetáculos, 100 sessões artísticas e 48 grupos ao longo de 25 dias de programação intensa marcam esta 13ª edição do Festival Palco Giratório Sesc/POA. Para encerrar o evento, todos os envolvidos e interessados na produção artística, assim como o público, são convidados para um diálogo sobre a cena teatral. É uma oportunidade gratuita e aberta à comunidade, de análise e reflexão junto a pensadores e críticos da área. O encontro “Crítica, Curadoria e Mediação Cultural” acontece no sábado, 26 de maio, às 16h, no Teatro Sesc Centro. 

INGRESSOS: Os ingressos para os espetáculos estão à venda em todas as Unidades Sesc do Estado e também pelo site online em www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio. Com o intuito de promover o acesso à Cultura, o evento oferece ingressos com valores a partir de R$ 10, além de atividades gratuitas. Para pessoas que possuem o Cartão Sesc/Senac na categoria Comércio e Serviços, o ingresso é R$ 10; para Empresários com o Cartão Sesc/Senac, R$ 15; e R$ 20 para público em geral.

13º Festival Palco Giratório Sesc/POA – O evento acontece de 04 a 26 de maio, em Porto Alegre. São espetáculos de teatro, dança, circo, música, cinema, artes visuais e diversas ações formativas, como oficinas, seminário, encontros e bate-papos. O Festival traz a Capital gaúcha 48 grupos, entre coletivos e artistas locais e oriundos de 14 estados brasileiros, parte também integrante do 21º Circuito Nacional Palco Giratório. O Palco Giratório Sesc/POA é reconhecido não apenas por ser um dos maiores eventos de artes cênicas do Estado, mas por proporcionar uma arte que instiga a reflexão e produz conhecimento. Confira mais informações em www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio.

13º Festival Palco Giratório Sesc/POA
Programação

Exposição “Varal” 
Leandro Machado

Datas: 04 a 31/05
Horário: 8h às 20h, de segunda a sexta-feira, e 1h antes dos espetáculos, aos sábados e domingos.
Local: Café Sesc Centro

Inimigos na casa de bonecas
Projeto Gompa / RS

Datas: 17 a 26/05 (quinta-feira a sábado)
Local: Instituto Ling
Horário: quintas e sextas-feiras, às 20h, e sábados, às 18h
*Mediação após o espetáculo com Valmir Santos / SP

Teatro Adulto
Classificação etária: 14 anos
Duração: 90 minutos

Tremor
GrupoJogo de ExperimentAção Cênica / RS
* Projeto Transit
Datas: 23/05
Local: Goethe-Institut
Horário: 20h
*Mediação após o espetáculo com Valmir Santos / SP

Teatro Adulto
Indicação: 14 anos
Duração: 100 min

Pequeno trabalho para velhos palhaços
Dir. Adriane Mottola / RS

Datas: 23/05
Local: Teatro Renascença
Horário: 21h

Teatro Adulto
Indicação: 12 anos
Duração: 90 mim

Todas nós
Cia. Dramática / RS
* Cena em Pesquisa – Mostra PPGAC
Data: 23/05
Local: Sala Alziro Azevedo
Horário: 20h
*Retiradas de senha com 1h de antecedência no local.

Teatro adulto
Indicação: 14 anos
Duração: 50min

Tóin2 dança para a segunda infância
Muovere Cia. de Dança  / RS                                                  

Datas: 23 e 24/05
Local: Teatro Bruno Kiefer
Horário: 15h

Teatro para a infância e juventude
Indicação: 3 a 7anos
Duração: 35min

Dinamarca – INGRESSOS ESGOTADOS
Grupo Magiluth / PE                                                             

Datas: 23 e 24/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 19h
*Mediação após o espetáculo com Valmir Santos / SP

Teatro adulto
Indicação: 18 anos
Duração: 90 min.

As mulheres do Aluá
O Imaginário / RO
* Espetáculo integrante do Circuito Nacional Palco Giratório Sesc
Data: 23/05
Local: Teatro do Sesc
Horário: 19h

Teatro Adulto
Indicação: 14 anos
Duração: 60min

Cena Contemporânea Alemã – Diálogos Possíveis (ATIVIDADE FORMATIVA)
* Projeto Transit
Data: 23/05
Horário: 9h30
Local: Sala Alziro Azevedo

O Mirabolante Rei Das Tretas
Quimera Criações Artísticas/RS                                                             

Datas: 24 e 25/05
Local: Teatro do Sesc
Horário: 15h

Teatro para a infância e juventude
Indicação:
Duração: 60 min

Procurando Emily
PER-FORMANTES / RS
* Cena em Pesquisa – Mostra PPGAC
Data: 24/05
Local: Sala Qorpo Santo
Horário: 20h
*Retiradas de senha com 1h de antecedência no local.

Teatro
Indicação: Livre
Duração: 45min

Cena em Questão – Oficina Olhares da Cena (ATIVIDADE FORMATIVA)
Datas: 24/05
Horário: 15h às 18h
Local: Studio Stravaganza
* Inscrições antecipadas e limitadas.

Fauna – INGRESSOS ESGOTADOS
Quatroloscinco – Teatro do Comum / MG

* Espetáculo integrante do Circuito Nacional Palco Giratório Sesc
Data: 25/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 19h
*Mediação após o espetáculo com Fábio Prikladnicki / RS

Teatro Adulto
Indicação: 16 anos
Duração: 75min

Remontagem – o nosso amor a gente inventa
Dir. Ander Belotto / RS
* Cena em Pesquisa – Mostra PPGAC
Data: 25/05
Local: Sala Qorpo Santo
Horário: 20h
*Retiradas de senha com 1h de antecedência no local.
Teatro adulto
Indicação: 16 anos
Duração: 60min

Mulamba
Mulamba / PR

Datas: 25 e 26/05
Local: Theatro São Pedro
Horário: 21h

Música
Indicação: 16 anos
Duração: 75min

A mulher arrastada – INGRESSOS ESGOTADOS
Dir. Adriane Mottola / RS

Datas: 25 e 26/05
Local: Galeria La Photo
Horário: 21h

Teatro Adulto
Indicação: 14 anos
Duração: 55min

Dança Anfíbia
Cia dos Pés/ AL
* Espetáculo integrante do Circuito Nacional Palco Giratório Sesc
Data: 26/05
Local: Sala Álvaro Moreyra
Horário: 19h

Dança
Indicação: 16 anos
Duração: 55min

INFORMAÇÕES GERAIS:

INGRESSOS e ACESSOS:
Vendas em todas as Unidades Sesc no RS e pelo site www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio

Atendimento no Sesc Centro: segunda a sexta, das 8h às 19h45, e até às 15h para a apresentação do dia. Sábados, das 8h às 13h.
Ingressos para apresentação do dia: havendo disponibilidade, 01h antes na bilheteria do local do espetáculo.

VALORES:
R$ 10,00 – Categoria Comércio e Serviços do Cartão Sesc/Senac. Estudantes. Classe artística. Maiores de 60 anos*
R$ 15,00 – Categoria Empresários com Cartão Sesc/Senac*
R$ 20,00 – Público geral

* Mediante apresentação do Cartão Sesc/Senac e para as demais categorias as devidas comprovações. Obrigatória a apresentação do mesmo na entrada ao teatro.

Não aceitamos devolução e/ou troca de ingressos.

ATIVIDADES FORMATIVAS OU GRATUITAS:
Para participar, verifique no site do Festival sobre a retirada de senhas ou inscrições.

ESPETÁCULOS DE RUA:
Em caso de chuva, os espetáculos de rua podem sofrer alteração. Informe-se no site do Festival.

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA:
Confira, antecipadamente, a classificação etária de cada espetáculo.

Programação sujeita a alterações. Ingressos não numerados.

PROJETO FORMAÇÃO DE PLATEIAS:
O Festival possibilita o encontro entre as mais diferentes plateias com espetáculos das diversas regiões do país.

ENDEREÇOS:

Theatro São Pedro Praça Mal. Deodoro, s/n – Centro Histórico
Sala Álvaro Moreira Av. Erico Veríssimo, 307 – Cidade Baixa
Teatro de Arena Av. Borges de Medeiros, 835 – Centro Histórico
Teatro Sesc Centro Av. Alberto Bins, 665
Teatro Renascença Av. Erico Veríssimo, 307 – Cidade Baixa
Sala Qorpo Santo Av. Paulo Gama, 110
Sala Alziro Azevedo Av. Sen. Salgado Filho, 340
Associação Cultural Vila Flores Rua São Carlos, 753
Teatro Bruno Kiefer Rua dos Andradas, 736
Instituto Ling Rua João Caetano, 440
Ginásio Sesc Protásio Alves Av. Protásio Alves, 6220
Goethe-Institut Rua 24 de Outubro, 112
Estúdio Stravaganza Rua Dr. Olinto de Oliveira, 64
Centro Cultural Multimeios Restinga Av. Ricardo Leonidas Ribas, 75
Cia de Artes Av dos Andradas, 1780
EMEF Mário Quintana Rua C, s/n
Centro Multicultural Aldeia Rua Santana, 252
Espaço da Terreira da Tribo Rua Santos Dumont, 1186
CMET Paulo Freire Rua Santa Terezinha, 572
Galeria La Photo Travessa da Paz, 44

Cinema nacional, argentino e norueguês no Cine UFPel

A programação desta semana no Cine UFPel começa nesta quarta-feira (23) com a exibição do longa-metragem “Oslo, 31 de agosto”. Na quinta (24) e na sexta (25), o espaço exibirá, respectivamente, o documentário “Menino 13” e o estreante argentino “Zama”.
 .
Todas as sessões começam às 19h e contam com entrada franca. A sala fica na rua Lobo da Costa, 447, esquina com Álvaro Chaves.
Divulgação
Divulgação

Em uma parceria com o SESC Audiovisual, o Cine UFPel abre a semana com o longa “Oslo, 31 de agosto”, do diretor norueguês Joachim Trier. O jovem cineasta, também responsável por Mais Forte que Bombas (2015) e Thelma (2017), chamou a atenção da crítica internacional em 2011 ao estrear o longa “Oslo, 31 de agosto” no Festival de Cinema de Cannes. O filme mostra um dia na vida de um jovem viciado em reabilitação, que consegue uma breve licença para deixar seu apartamento a fim de comparecer a uma entrevista de emprego e encontrar velhos amigos em Oslo.

Divulgação
Divulgação

A sessão Repescagem, que ocorre na quinta feria, traz um documentário que já foi exibido na sala de cinema da Universidade em 2017, durante a II Mostra Resgate. “Menino 23” (2016), do carioca Belisario Franca, foi vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro como Melhor Longa Documentário pelo Júri Técnico e pelo Voto Popular.

Divulgação
Divulgação

Nesta sexta, a estreia do Cine UFPel será com o longa argentino “Zama”. O filme de Lucrecia Martel foi o eleito como representante da Argentina para a candidatura de Melhor Filme Estrangeiro na última edição do Oscar. A sessão contará ainda com a exibição do curta-metragem brasileiro “Nunca é Noite no Mapa” (2016) de Ernesto de Carvalho.

Confira as sinopses:
Quarta-feira (23/05) 19h | Sessão SESC

Oslo, 31 de agosto
Dir.: Joachim Trier
(Noruega, Ficção, 2012, 1h35)

Trailer:https://goo.gl/BEuN49
Sinopse: Anders (Anders Danielsen Lie) está se recuperando do vício em drogas numa clínica de reabilitação em Oslo. No dia 30 de agosto ele ganha a permissão para sair da casa de tratamento para visitar seu amigo Thomas (Hans Olav Brenner) e ir em uma entrevista de emprego no centro da cidade. Durante seu dia e noite na cidade, Anders será confrontado com seus erros do passado e irá refletir sobre sua própria existência.
Classificação: 16 anosQuinta (24/05) 19h | Sessão Repescagem

Menino 23
Dir.: Belisário França
(Brasil, Documentário, 2016, 1h20)
Trailer:https://goo.gl/8q8qga
A partir da descoberta de tijolos marcados com suásticas nazistas em uma fazenda no interior de São Paulo, o filme acompanha a investigação do historiador Sidney Aguilar e a descoberta de um fato assustador: durante os anos 1930, 50 meninos negros e mulatos foram levados de um orfanato no Rio de Janeiro para a fazenda onde os tijolos foram encontrados.
Classificação: 12 anosSexta (25/05) 19h | Estreia
Zama
Dir.: Lucrécia Martel
(Argentina, Ficção, 2017, 1h55)
Trailer: https://goo.gl/PoZAL2
Sinopse: Zama, um oficial da coroa Espanhola, nascido na América do Sul, aguarda por uma carta do rei outorgando-lhe a transferência da cidade em que se encontra estagnado para um lugar melhor. Sua situação é delicada. Ele deve garantir que nada ofusque sua transferência. Zama é forçado a aceitar, submisso, cada tarefa a ele encomendada pelos sucessivos governadores que vão e que vêm enquanto ele é deixado para trás. Passam-se os anos e a carta do rei nunca chega. Quando Zama percebe que tudo está perdido, junta-se a um grupo de soldados que sai em busca de um perigoso bandido.
Classificação: 14 anosNunca é noite no mapa (curta)
Dir.: Ernesto de Carvalho
(Brasil, Documentário, 2016, 6min)
Sinopse: Que diferença faz para o mapa, se ele te contém? Um encontro frontal com o mapa, nos leva a um passeio pelos circuitos da simbiose entre o mapa e as transformações dos espaços na era do capitalismo digital. “O mapa não anda, nem voa, nem corre, não sente desconforto, não tem opinião. Pro mapa não há governo, não há golpe de estado, não há revolução”.

Monólogo As Horas Nuas é atração no Sete ao Entardecer desta segunda

Foto Divulgação
Foto Divulgação

A ‘Você Sabe Quem Cia de Teatro’ será a responsável pela apresentação desta segunda-feira (21) no Pátio 1 do Mercado Central, dentro do projeto Sete ao Entardecer. A atriz Aline Cotrim, sob direção de Thalles Echeverry, encena a peça “As Horas Nuas”, inspirada na obra de Lygia Fagundes Telles. A apresentação começa às 19h30 e tem entrada franca.

Publicado em 1989, o livro “As Horas Nuas” é o quarto e, até então, último romance da autora dos clássicos “As Meninas” e “Ciranda de Pedra”. O enredo traz como protagonista a atriz Rosa Ambrósi, que vive uma crise existencial em busca de sua identidade, negando valores sociais vigentes e não aceitando a velhice e o fim da carreira como atriz.

O monólogo, interpretado por Aline Cotrim, apresenta esta personagem decadente que, após ver sua promissora carreira ir pelo ralo, vive perdida em devaneios e lembranças do passado. Em cena, a atriz que possui uma tendência ao alcoolismo, relembra com amargura e autoironia seus amores e infortúnios.
Fundada em 2013, a Cia de teatro Você Sabe Quem é composta, principalmente, por acadêmicos e professores do curso de Teatro da Universidade Federal de Pelotas. Levando a arte por meio de montagens, esquetes e animações, o grupo busca, além de provocar-se na criação e experimentação teatral, uma troca e diálogo com o público para que todos possam compreender e mesmo experimentar o fazer teatral.

A temporada de 2018 do Sete ao Entardecer teve início na última segunda-feira, com a apresentação da banda Musa Híbrida. Na próxima segunda, dia 28, a atração do projeto será a banda reggae Solo Fértil. A lista completa de atrações selecionadas no edital desta primeira temporada do ano pode ser conferida em: http://www.pelotas.com.br/noticia/secult-divulga-selecao-da-1a-temporada-do-sete-ao-entardecer-2018.

Sete ao Entardecer 2018 – Você Sabe Quem Cia de Teatro
Quando: 21/05, segunda, 19h30
Onde: Mercado Central de Pelotas
Quanto: Gratuito
Evento: https://www.facebook.com/events/171400573558488/

cartaz
cartaz