Coronavirus – Prefeitura de Pelotas arrecada doações para famílias mais vulneráveis

A Secretaria de Assistência Social (SAS) está trabalhando em diversas frentes para atender as famílias mais vulneráveis, social e economicamente, neste momento de crise, provocado pela pandemia do coronavírus.

Entre elas está a central de arrecadação de alimentos e material de higiene e limpeza – uma das formas mais eficazes de controlar o contágio. Entre os alimentos, os mais necessários são arroz, feijão, farinha de trigo, massa, óleo e leite.

O secretário Luiz Eduardo Longaray explica que a demanda aumentou muito, e repentinamente, e a tendência é que aumente ainda mais. A SAS já distribuía cestas mensais, mas o número de famílias que precisa agora é muito maior, uma vez que muitas pessoas perderam a fonte de renda, e, como não se sabe por quanto tempo a situação persistirá, é muito provável que os produtos estocados não sejam suficientes.

Assim, a Secretaria está recebendo doações de pessoas e empresas. Os mantimentos podem ser entregues na SAS (rua Marechal Deodoro, 404), de segunda a sexta, das 8h às 14h, ou após este horário, na Casa de Passagem (rua Três de Maio, 1074) e também nos find de semana. Quem não puder se deslocar até o local deve telefonar para 53.3309-3600 que a equipe buscará os itens no local, sempre que for possível, de acordo com a escala de saídas.

Paralelo a isso, um grupo de empresários está organizando uma grande campanha de doações de produtos. O que não for recebido em doação será comprado de atacadistas locais com preços abaixo dos praticados normalmente. O grupo montará kits que serão entregues à SAS que, por sua vez, se responsabilizará pela entrega por meio dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), que continuam abertos, porém sem atividades de grupos.

Longaray diz que está sendo feito o levantamento nutricional das famílias e garante que, enquanto a SAS tiver alimentos, nenhuma família ficará desamparada. As que estão cadastradas continuarão recebendo os alimentos e aquelas que não estavam passarão por uma entrevista onde será avaliada a necessidade e, se for o caso, também receberão cestas de mantimentos.

Texto: Alessandra Meirelles – MTb/RS 10052
Fonte: pelotas.com.br

Sobre Deco Rodrigues 6227 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*