Inscrições de projetos nos editais da Lei Aldir Blanc encerram no dia 16 de outubro

Edital para Produções Culturais e Artísticas e Edital para Aquisição de Bens e Materiais totalizam R$ 14 milhões

A Secretaria de Estado da Cultura(Sedac) publicou, nesta quinta-feira (01/10), no Diário Oficial do Estado (DOE), os editais para promover os investimentos previstos pela Lei Aldir Blanc. O recebimento dos projetos já iniciou e segue até o dia 16 de outubro, no site do Pró-Cultura.

EDITAL SEDAC nº 09/2020 Produções Culturais e Artísticas

Para projetos que contratem serviços e levem arte e cultura para a população, no valor de R$ 100 mil a R$ 350 mil por projeto – investimento total previsto de R$ 10 milhões.

EDITAL SEDAC nº 10/2020 Aquisição de Bens e Materiais

Para adquirir bens culturais, equipamentos e materiais e estimular a produção cultural do Estado, no valor de R$ 50 mil a R$ 100 mil por projeto – investimento total previsto de R$ 4 milhões.

Proponentes

Podem apresentar projetos microempreendedores individuais, empresas, entidades, associações e instituições da área cultural com registro junto ao Cadastro Estadual de Proponentes do Estado. O registro deve ser feito no site do Pró-Cultura.

Próximos editais

Em breve ocorrerá também o lançamento de chamadas públicas para selecionar entidades parceiras para a realização de outros três editais: Prêmio Trajetórias, Criação e Formação, e Ações Culturais das Comunidades.

Estes editais serão lançados após o recebimento dos recursos pela entidade parceira, aumentando as possibilidades para acesso à verba, inclusive por pessoas físicas e coletivos informais da área cultural, que devem investir R$ 26 milhões.

No site da Sedac (www.cultura.rs.gov.br), o banner “Plano de Ação do RS para a Lei Aldir Blanc” traz, em detalhes, os investimentos da lei no Rio Grande do Sul, na ordem de R$ 69,7 milhões.

A Lei Aldir Blanc também disponibiliza para os 497 municípios gaúchos R$ 85 milhões.

Lei Aldir Blanc

Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020, que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública, descentralizando R$3 bilhões para Estados, municípios e Distrito Federal.

Fonte: cultura.rs.gov.br

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Sobre Deco Rodrigues 6469 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*