Curso traz reflexões sobre Histórias e Cultura Afro-Brasileiras em Pelotas

Imagem de Free-Photos por Pixabay

Estão abertas as inscrições para o curso “Negritudes: reflexões sobre Histórias e Cultura Afro-Brasileiras em Pelotas”. O curso será remoto, com atividades síncronas e assíncronas.

O programa conta com sete vídeo-palestras, ministradas por convidados com expertise nas temáticas de interesse do projeto. Por meio delas, serão apresentados inúmeros debates sobre questões relacionadas às comunidades negras do Brasil, Rio Grande do Sul e em Pelotas, ao longo do tempo.

Serão abordados temas como Direitos Humanos, Diáspora Africana, Pelotas como Território Sagrado, Imigração Negra em Pelotas, Narrativa do Passo dos Negros, Resistência Negra na Educação e a escola como um dos lugares para o negro estar.

Também serão propostas atividades que aproximem esses debates dos contextos das escolas e salas de aula, com o intuito de fortalecer trocas de experiências entre docentes e os ministrantes do curso. A ideia é realizar a transposição didática das temáticas para os conteúdos já trabalhados em sala de aula.

O curso foi elaborado no âmbito do projeto de extensão “Narrativas do Passo dos Negros: um exercício de etnografia coletiva para antropólogos/as em formação”, vinculado ao projeto de pesquisa “Margens: grupos em processos de exclusão e suas formas de habitar Pelotas”.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

O estudo é desenvolvido pelo Grupo de Estudos Etnográficos Urbanos (GEEUR), junto ao Departamento de Antropologia e Arqueologia (DAA) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Em 2019, a Secretaria Municipal de Educação e Desporto (SMED) aproximou-se do projeto Margens buscando fortalecer a parceria firmada desde 2014 na elaboração de ações de Educação Inclusiva junto à Rede Municipal de Ensino.

Curso de Formação Docente “Negritudes: Reflexões sobre Histórias e Cultura Afro-Brasileiras em Pelotas”
Formato: encontros on-line por meio de plataforma digital com palestrantes para cada temática; Atividades assíncronas.
Público: Docentes da Rede Municipal de Ensino de Pelotas. Havendo vagas, serão aceitas outras pessoas interessadas.
Duração: 40 horas (oito encontros)
Inscrições: via formulário no site

Sobre Deco Rodrigues 6378 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*