Pelotas Parque Tecnológico vê demanda crescente de profissionais ligados à inovação

Foto Divulgação

Desenvolvedor Web, Analista de Testes, Coordenador de Marketing Digital: essas são algumas das profissões em alta para 2020 e com vagas abertas em Pelotas/RS.

Um dos locais que vive a realidade dessa demanda é o Pelotas Parque Tecnológico, que gera atualmente 267 postos de trabalho diretos e outros 638 indiretos. O perfil dos profissionais que estão chegando ao mercado de trabalho também passa pelo empreendimento pelotense dedicado à inovação, criatividade e tecnologia. As empresas do Parque abrem vagas diariamente e consolidam Pelotas no mapa estadual de empreendedorismo e inovação, contando com nomes de destaque nacional como a 4all e a Cigam Gestor.

A lista das profissões em alta para esse ano foi lançada pelo LinkedIn com destaque especial para cargos como Engenheiro de Cibersegurança, Social Media, Cientista de Dados, Especialista em Inteligência Artificial e Desenvolvedor Web. Apesar de outras profissões figurarem na lista, o mercado digital realmente foi o destaque. Essa é uma tendência vivida de perto pelo Pelotas Parque, onde atualmente a maioria das empresas opera voltada a essas áreas. No caso da Cigam, que possui 82 colaboradores em Pelotas, há vagas de Analista de Qualidade, enquanto que a 4all busca Desenvolvedores, assim como a Moblize.

Foto Divulgação

No espaço também funcionam startups incubadas de instituições como a Universidade Federal de Pelotas (UFPel), a Universidade Católica de Pelotas (UCPel) e Faculdade SENAC. Para o restante de 2020 será inaugurado ainda o Escritório de Incubadoras do IFSUL. Segundo a Diretora do Pelotas Parque Tecnológico, Rosâni Ribeiro, o fluxo de profissionais atuando no local aumenta mensalmente, o que reafirma a missão do empreendimento desde a sua criação: fomentar o desenvolvimento econômico e social da região.

Ainda segundo Rosâni, somente nas últimas semanas as empresas do Pelotas Parque abriram pelo menos cinco novas vagas, assim como outras empresas da cidade que atuam com tecnologia. De acordo com ela, isso também é um atrativo para que os bons profissionais recém formados possam seguir na cidade ao invés de buscar outros centros do país. Hoje, Pelotas conta com cerca de 340 mil habitantes e é considerada uma capital regional.

Tecnologia é destaque
A Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) estima que até 2024 a demanda por profissionais ligados à tecnologia será de 70 mil por ano. Hoje, formam-se anualmente 46 mil profissionais voltados à área, o que significa que haverá muitas oportunidades para os profissionais no mercado. Isso já acontece inclusive no Pelotas Parque, onde empresas como a Cigam, Moblize, Unieloo, 4all, Fácil Consulta, Topway, entre outras, estão constantemente com vagas abertas.

A Coordenadora de Gestão de Pessoas da Cigam Gestor, Fernanda Evaldt, explica que o poder de uma equipe com pessoas motivadas e proativas é o segredo para as novas empresas. “Acreditamos que o sucesso da organização depende da interação das pessoas”, diz ela, que acredita também no potencial dos profissionais formados na cidade graças às instituições de ensino da região.

A procura por novos profissionais é constante, segundo Fernanda, que aponta a Inteligência Emocional como um diferencial. “Não adianta eu ter um colaborador bem capacitado, bem qualificado, com amplo conhecimento técnico, se este, não saber lidar com pessoas”, pontua. Sobre a geração Z, ela vê os profissionais cada vez mais criativos, dinâmicos e com capacidades para unir tecnologia e empreendedorismo. “É praticamente impossível empreender sem utilizar as facilidades que surgiram nas últimas décadas, como a Internet, a automação, a computação em nuvem, entre outras”, alerta.

Para ela, os jovens estão sabendo combinar os elementos necessários para se ter sucesso hoje em dia: “aliar empreendedorismo e tecnologia significa enriquecer o mundo com novas abordagens, se diferenciando da concorrência e ganhando destaque no mercado em que atua”.

Perspectivas positivas
Pelotas também é berço de outras empresas como a Melhor Envio, que iniciou as atividades no Pelotas Parque, e a Vetorial Internet, que atua no local. Além do destaque regional no mercado de startups, há muitas outras empresas de inovação e tecnologia já consolidadas na cidade, como a Compasso, Possible, nodo e Nave.

Os cargos mais solicitados hoje variam entre Business Development, Desenvolvedor Back-end, Full Stack Software Engineer, Analista de Customer Care e Marketing. A perspectiva não é de diminuir o ritmo, principalmente porque as instituições de ensino estão engajadas nesse projeto. Segundo a Administradora da Conectar-UFPel, Adalice Kosby, o cenário é propício na universidade devido à aprovação da Política de Inovação da UFPel, em 2019. “Temos muitos alunos com vontade de empreender, muitas pesquisas sendo desenvolvidas que poderão se transformar em produto e chegar à sociedade como modelo de negócio inovador”, diz.

A Conectar UFPel conta atualmente com sete empresas incubadas e 10 empresas pré-incubadas, estando a tecnologia presente em todas. Para Adalice, esses novos profissionais tem uma outra forma de enxergar as relações de trabalho. “Eles prezam por autonomia, liberdade de criação e projetos”, salienta. Ela também coloca o Pelotas Parque Tecnológico em destaque nesse contexto de fomento aos novos negócios para o desenvolvimento regional a partir da ciência e tecnologia. Já a Ciemsul UCPEL conta com dez empresa incubadas residentes do Pelotas Parque.

Nova economia
O conceito da nova economia surgiu após a década de 80 para representar a transição entre um período marcado pela economia com base na indústria para uma economia baseada em serviços e relações comerciais via internet. A nova economia marca também um período de modelos de negócios baseado no empreendedorismo e liderança a partir da criação de empregos ligados à inovação e criatividade, preocupações com o consumo consciente e a solução de problemas globais.

Fonte: Reverso Comunicação Integrada

Sobre Deco Rodrigues 6166 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*