UFPel divulga gráfico da evolução temporal do coronavírus – 22.03.2020

Como a epidemia tem crescido muito, o GDISPEN lançou uma atualização do gráfico da evolução temporal do COVID-19 antes do prometido. O grupo apresenta apenas gráficos com os dados reais e nesta segunda-feira (23) divulgará os resultados de previsão com o modelo matemático.


O primeiro gráfico mostra os dados reais da epidemia para diversos países, incluindo o Brasil. Fazendo um zoom, na região em que o Brasil se encontra atualmente, percebe-se que este tem seguido padrão de crescimento similar a França, Alemanha e Portugal.


O segundo gráfico apresenta os dados reais da epidemia para o Brasil e diversos estados. Este gráfico apresenta a evolução do COVID-19 desde o primeiro caso. Para uma melhor visualização, é feita um zoom nos últimos 5 dias. No zoom o estado de São Paulo não aparece pois tem um número elevado de casos confirmados, em comparação com os demais estados.

Informações sobre a pesquisa:

Os pesquisadores do laboratório GDISPEN (Grupo de Dispersão de Poluentes & Engenharia Nuclear) da UFPel, Glênio Aguiar Gonçalves, Régis Sperotto de Quadros e Daniela Buske, preocupados com a evolução do coronavírus no Brasil, publicarão diariamente gráficos das curvas de evolução do vírus. Para tanto estão sendo utilizados dados da Universidade John Hopkins (EUA), da Wikipedia e do Ministério da Saúde do Brasil. Os dados reais são comparados com uma combinação de modelos matemáticos para epidemias, conhecidos na literatura como modelo SIR e t-norma do mínimo. Assim que possível as simulações para o estado do Rio Grande do Sul e para a cidade de Pelotas serão conduzidas. Este estudo tem objetivo puramente acadêmico e científico, mostrando a grande aplicabilidade da modelagem matemática em problemas reais.

Fonte: Pró-Reitoria de Gestão da Informação e Comunicação
Coordenação de Comunicação Social

Sobre Deco Rodrigues 6288 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*