Eventos resgatam as práticas da técnica do cimento penteado, em Pelotas e Bagé

Palestra e oficina detalham processos em pequena escala para a conservação de edificações que apresentem os elementos da técnica. Ações educativas ocorrem em Pelotas, no dia 24/05, e em Bagé, no mês de julho.

A importância da preservação e da conservação do patrimônio histórico e cultural da metade Sul do Estado é a proposta para os eventos de educação patrimonial, que enfocam o cimento penteado nas cidades de Pelotas e Bagé.

A intenção é promover o conhecimento e dar ferramentas para que a habilidade trazida e perpetuada por artesãos imigrantes permaneça relevante nas construções ecléticas da região.

Cimento Penteado Mosaico de Texturas – Arte Rodrigo Dmart

No cronograma do dia 24/05, sexta-feira, o tema será abordado com uma palestra, às 10h, na Perene Patrimônio Cultural, que fica na Rua Marechal Deodoro, 457. Uma atividade prática está marcada para começar às 14h, na Catedral São Francisco de Paula, com uma amostragem das ações de recuperação e restauração do revestimento em cimento penteado. As duas atividades têm duração prevista de uma hora e meia, cada, e ambas são gratuitas. Estão sendo disponibilizadas 20 vagas e as inscrições devem ser feitas pelo e-mail olharpatrimonio@gmail.com (Os eventos acontecem mesmo em caso de chuva).

O estudo que será apresentado na ação educativa é realizado para uma série de publicações, intitulada O SABER E O FAZER – UM OLHAR SOBRE O PATRIMÔNIO. A primeira fase do projeto contempla três cidades: Pelotas, Bagé e Jaguarão, cada uma recebendo o destaque sobre uma técnica construtiva: escaiolas (em Pelotas), cimento penteado (em Bagé) e estuque (em Jaguarão). A iniciativa da compilação dos manuais é da arquiteta Simone R. Neutzling, mestre em Memória Social e Patrimônio Cultural pela UFPEL e tem a produção executiva da jornalista Yara Baungarten, da Imagina Conteúdo Criativo, mestre em Comunicação Social pela PUCRS. A escolha das técnicas e dos locais coincide com a experiência in loco, adquirida na carreira da arquiteta.

Trabalhando a partir de Pelotas, Simone R. Neutzling coordena as propostas a partir da Perene Patrimônio Cultural, sua empresa que abrange o trabalho de elaboração de projeto e acompanhamento de obras voltados à conservação e restauração. Em atividade há cerca de duas décadas, a equipe trabalha atualmente no projeto de restauração da Catedral Metropolitana de Pelotas e do Castelo Simões Lopes, e já esteve a frente dos projetos de restauração da Capela do Colégio Sevignè e do Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS), em Porto Alegre. Para isso, os livros da série O SABER E O FAZER – UM OLHAR SOBRE O PATRIMÔNIO trazem a história da arquitetura das cidades, as características mais importantes de cada técnica e um passo a passo ilustrado das atividades que fazem parte de uma reabilitação de pequeno porte. Os livros têm lançamentos previstos a partir de julho de 2019.

As atividades educativas e culturais e as publicações estão sendo possibilitadas por fundos de financiamento público. Nos casos do cimento penteado, em Bagé, e estuque em Jaguarão, as obras contam com o financiamento do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), da Secretaria da Cultura do RS. Para as escaiolas de Pelotas, o financiamento é do programa Procultura, da Secretaria Municipal de Cultura.

Próximos eventos de ações educativas estão previstos para acontecem em Bagé, sobre cimento penteado, e em Pelotas, tratando de escaiolas, no mês de julho.

Para saber mais:

CIMENTO PENTEADO
O revestimento externo conhecido como cimento penteado — denominação especialmente comum no sul do RS — consiste num tipo de acabamento que foi amplamente utilizado como forma de imitação de pedra. Consiste em uma argamassa a base de cimento e areia onde através da adição de mica, pó de pedra e pigmentos, adquire diferentes acabamentos e tonalidades. Na cidade de Bagé, o quadrilátero estudado pelo IPHAE com ação de patrimônio histórico, apresenta diversas ocorrências de edificações. Em Pelotas, a Catedral São Francisco de Paula e o Castelo Simões Lopes são exemplos de construções com o revestimento.

O SABER E O FAZER – UM OLHAR SOBRE O PATRIMÔNIO – CIMENTO PENTEADO
Dia 24/05 – sexta-feira
Palestra – 10h – Com a arquiteta Simone R. Neutzling, mestre em Memória Social e Patrimônio Cultural
Na Perene Patrimônio Cultural – Rua Marechal Deodoro, 457 – Centro – Pelotas/RS
Oficina – 14h – Com a artífice Marcia Guidoti e o empreiteiro Júlio Silva
Na Catedral São Francisco de Paula – Praça José Bonifácio, 15 – Centro – Pelotas/RS

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:
olharpatrimonio@gmail.com
www.saberfazercimentopenteado.wordpress.com
www.saberfazerescaiola.wordpress.com
www.saberfazerestuque.wordpress.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *