Jovens com Down contam experiências de vida em Pelotas

Iniciativa integra a Semana de Conscientização e Orientação sobre Síndrome de Down em Pelotas.

Luiza Moresco e Julia Costa são melhores amigas há alguns anos. Em comum, o gosto pelo estudo, a vida social animada, a convivência com os amigos e a relação afetuosa com namorados apaixonados. Em comum, também, a Síndrome de Down – condição genética que não limita as jovens, cuja rotina é semelhante à de meninas com as suas idades.

Luiza e Julia participaram de uma roda de conversa com alunos da Emef Cecília Meireles – Foto: Marcel Ávila

Nesta segunda-feira (25), as duas estiveram na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Cecília Meireles, no Areal, a fim de contarem suas experiências, relatarem suas rotinas e responderem questões vindas dos alunos de 6º ano do educandário. A atividade integra a Semana de Conscientização e Orientação sobre Síndrome de Down em Pelotas, que iniciou na quinta (21) e segue até dia 28 de março.

Promovida pela Prefeitura, Associação de Pais de Down de Pelotas (ApadPel) e Câmara Municipal, a Semana é a primeira realizada na cidade depois da lei 6.658, sancionada pela prefeita Paula Mascarenhas em dezembro de 2018.

Cerca de 50 estudantes, entre 12 e 13 anos, acompanharam a roda de conversa com Luiza e Julia. Ambas detalharam parte de seu cotidiano; Julia, de 19 anos, por exemplo, mencionou o dia a dia na faculdade de Dança que cursa na Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e a relação com o namorado Gabriel Nogueira. O menino – o primeiro estudante com Down a graduar-se na UFPel – também foi à escola conversar com os alunos.

Inclusão
De acordo com a coordenadora pedagógica da Cecília Meireles, Taíza Triarca, a atividade foi ao encontro de um dos objetivos da Emef: promover a inclusão. Ela ressaltou que o tema é essencial, não só pelo fato de terem um aluno na escola com Down, mas para aproximar as diferentes realidades inerentes à vida humana.

“É uma troca importante para eles verem que não somos todos iguais, mas precisamos saber lidar e respeitar as diferenças do próximo. Os nossos alunos foram muito receptivos, ouviram com atenção e, no final da conversa, queriam abraços e ‘selfies’ com os jovens”, apontou a coordenadora.

“Transforme seus conceitos, liberte-se do preconceito! é o tema da semana de conscientização em 2019 – Foto: Gustavo Vara

Exposição fotográfica
Até dia 31 de março, quem passar pelo Mercado Central de Pelotas poderá conhecer a exposição ‘Transformando Olhares’ – uma mostra com 17 fotografias de crianças e jovens com Down, que busca salientar a beleza e singularidade de quem tem a condição genética. Entre as imagens, as de Julia e Luiza – esta última posa ao lado do namorado Vinícius, em uma típica foto dos casais apaixonados.

Na quinta-feira (28), às 18h, um desfile encerra as atividades da Semana de Conscientização, no Mercado Central.

Texto: Luiza Meirelles
Fonte: pelotas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *