Aborto Podre chega às plataformas com single “Tempo Sinistro”

Single Tempo Sinistro - arte por Junior SRodrigues @art.oxic

Entre indas e vindas, a banda pelotense Aborto Podre já conta com mais de 20 anos de trajetória. O single “Tempo Sinistro”, lançado oficialmente no último dia 31, marca a estreia da banda nas plataformas digitais.

A faixa foi gravada no Estúdio Bokada, em Pelotas, no primeiro semestre de 2019. A produção, mixagem e masterização ficaram a cargo de Esmute Rodrigo Farias e o lançamento e distribuição por conta do Selo Subdiscos Label & Distro.

Aborto formação atual – Foto Rogério Santos

Formada no fim dos anos 1990, a Aborto Podre sempre trouxe um som carregado de influências do punk rock, hardcore e metal old school, junto de letras marcadas pela falta de perspectivas e críticas sociais. A formação atual conta com José Centeno “Caveira” (vocal), Marcelo Rubira (guitarra), Rafinha (bateria), Gustavo “Carnicero” e Fran “Vamps” (baixos).

Legado a ser revisitado

Amigos de décadas, Rubira e Caveira, que já estiveram juntos em outros projetos, estão na Aborto desde a formação original. No começo, Rubira era o responsável pela bateria, instrumento que depois seria ocupado por anos pelo saudoso músico e artesão Fronha, falecido em novembro de 2016.

A inusitada formação com dois baixistas teve início em 2018: “quando a Aborto foi gravar um ensaio chamei os dois (Gustavo e Fran) que já sabiam as músicas. Eles se dividiam, um tocava uma música em uma afinação e outro na outra”, lembra Rubira. O resultado, com a pressão sonora de dois baixos, foi tão bom que resolveram manter.

No ano passado, a banda pelotense lançou um split junto com os riograndinos e parceiros de longa data da Escöria. O EP “Condenados ao Futuro de Regresso à Cegueira da Razão” conta com três faixas de cada. Antes disso, a Aborto havia lançado duas demos que, segundo o próprio Rubira, são uma lenda para muitos, já que houveram pouquíssimas cópias.

O guitarrista explica que esses materiais antigos ainda devem ser revisitados e lançados no futuro. Inclusive, há a previsão do lançamento de álbum full para o primeiro semestre de 2021. Trata-se de um disco gravado em 2015 na antiga formação com Fronha na bateria e Arthur no baixo, e que acabou sendo engavetado após o falecimento do batera.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Aborto Podre em formação antiga com Fronha e Artur

Tempo sinistro

Nas redes sociais, a banda aproveita a longa trajetória para lembrar alguns causos e histórias acumuladas depois de tantos anos no front. Em uma publicação recente, foi resgatado um cartaz de um dos primeiros eventos em que tocaram, no ano de 2000: o Festival Underground Contra o Fascismo, em Rio Grande.

Se naquela época a Aborto Podre já era engajada na luta antifascista, o single lançado agora aponta que os tempos ficaram ainda mais sinistros. Com “líderes insanos”, “ódio e intolerância”, como descreve a letra, a mensagem da banda se mostra mais atual do que nunca.

A arte do single é assinada por Junior Rodrigues da artoxic, a partir de uma foto do Rogério Santos. Além de “Tempo Sinistro”, há outras músicas novas que foram gravadas na mesma leva. Um destes sons fará parte de coletânea Antivirótica, iniciativa da produtora e site Som de Peso, que tem previsão de lançamento para o começo de setembro.

Sobre Cassio Lilge 144 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*