Chorei Sem Querer estreia nova formação nesta sexta no Laranjal

No começo desta semana, o grupo Chorei Sem Querer lançou seu segundo single, a música Satolep Choro.
.
O lançamento, que veio no formato de um vídeo ao vivo, marca, simbolicamente, o encerramento de um ciclo. Nesta sexta-feira (28), o grupo fará sua primeira apresentação como um quinteto, oficializando Guilherme Vieira como novo integrante.
.
A estreia será no Festival Instrumental Laranjal que ocorre na Casa do Tambor no Laranjal, pós 20h. Nesta apresentação, o grupo irá apresentar um repertório de composições próprias e algumas releituras de compositores como Avendano Jr., Possidônio Tavares, entre outros.
.
Entre as canções autorais teremos a citada “Satolep Choro”. Composição de Gustavo Mustafé, a música foi gravado no inverno de 2019 no Vila Santa Eulália Hostel, em Pelotas. O vídeo conta com direção e edição de Felipe Yurgel, com captação de áudio de Esmute Rodrigo Farias e mixagem e masterização de Lucas Roma. Confira:

O Chorei Sem Querer foi formado por estudantes de música da UFPel, que se conectaram por meio do Clube do Choro de Pelotas em 2017. Com o gaúcho Dani Orttiz (percussão), os paulistas Gustavo Mustafé (guitarra) e Julia Alves (flauta transversal) e o mineiro Vasco Jean Azevedo (violão 7 cordas), o grupo fez sua primeira apresentação em maio de 2018.
.
De lá pra cá, o Chorei… fez diversas apresentações pela cidade, criou entrosamento e agora está no processo de mostrar suas composições próprias. O primeiro single, a canção “Bipolar” (https://www.youtube.com/watch?v=bAAf0OFBC2g), também foi gravada ao vivo no mesmo Hostel e disponibilizada em setembro passado.
.
“Nosso processo de gravação é bem orgânico. […] Como muito do choro do dia a dia acontece ao vivo, na rodo de choro, a gente igualmente optou por gravar tudo ao vivo, tocando junto, se olhando e interagindo um com o outro. Para nós, essa forma de gravar deixa a música como todo um todo mais espontânea”, explica Dani Orttiz.
.
O quinto elemento
 
Guilherme Vieira – Foto Cibele Gil

O Chorei Sem Querer possui uma instrumentação um pouco atípica para o gênero do choro. Sem cavaquinho, a guitarra de Gustavo Mustafé acaba assumindo o papel do tradicional instrumento. A inclusão de Guilherme Vieira, que toca bandolim, dará uma nova dinâmica para o grupo. “A entrada do Guilherme vai trazer novas opções e possibilidades de sonoridade, de arranjos mais completos e outras formações dentro do próprio grupo”, comenta Orttiz.

.
A parceria com o músico, no entanto, não chega a ser uma super novidade, visto que Vieira já participou de algumas apresentações do grupo. No fim do último ano, o convite para integrar o Chorei… foi oficializado. Além do bandolim, o novo integrante também toca outros instrumentos, a exemplo de Mustafé. “Vai abrir um gama de opções muito interessantes e isso certamente vai refletir na sonoridade do grupo, que já vem estudando desde o ano passado incluir outras sonoridades e instrumentos”, destaca o percussionista.
.
Para este ano, novos materiais devem ser lançados já no formato de quinteto. O grupo planeja, mais à frente, um disco com suas composições autorias. Novidades do Chorei Sem Querer podem ser acompanhadas pela página no facebook (https://www.facebook.com/choreisemquerer) e instagram  (https://www.instagram.com/choreisemquerer/)
.

Chorei Sem querer no Festival Instrumental Laranjal
Quando: 28/02 – sexta-feira, 20h
Onde:  A Casa do Tambor, Rua São Leopoldo, 243 (Laranjal)
Quanto: R$ 13,00 (no próprio evento)

Sobre Cassio Lilge 79 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

1 Comentário

  1. Excelente. A Sonoridade diferenciada chama a atenção. Parabéns “Chorei sem querer”. Desejo sucesso infinito a todos os músicos, pelo esforço da graduação universitaria, pela qualidade e musicalidade do grupo.

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*