Documentário resgata momento da antiga Casa do Estudante Universitário da UFPel

Arquivo Divulgação

A antiga Casa do Estudante Universitário da UFPel, situada na esquina das ruas Andrade Neves e General Telles, foi a moradia de milhares de alunos que passaram pela instituição ao longo de mais de 40 anos de funcionamento.

O documentário média-metragem “CEU”, de Wilian Vezzaro, conta um pedaço desta história com depoimentos de jovens que por lá passaram em 2015.

Arquivo Divulgação

O projeto teve seu início na disciplina de documentário do curso de Cinema na UFPel. Além de Wilian, a equipe que participou da produção contava com os colegas Hamilton Bittencourt, Jacob Mattos e Jardel Vachelinski. “Nos anos seguintes, convidamos mais duas pessoas, o Humberto Schumacher que fez a mixagem do som, e o Matheus Sacramento que fez a trilha”, comenta Vezzaro.

Na época, Wilian conhecia alguns ex-moradores da casa, mas não tinha muito contato com o local. A partir dos relatos desses amigos e de uma visita que fez no prédio, começou a ideia de registrar a situação de moradia na instituição. “Eu estava no quarto semestre quando comecei a escrever o projeto e pensar no filme”, lembra.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Assistência estudantil precária

Arquivo Divulgação

Entre 2007 e a primeira metade da última década, após a implementação do REUNI, o programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais, houve um grande aumento do número de estudantes nas instituições federais de todo o Brasil. A grande maioria destas universidades, no entanto, não estavam devidamente preparadas para receber tamanha demanda de pessoas que vinham de todos os cantos do país.

Na UFPel, a antiga Casa do Estudante na Andrade Neves não conseguiu comportar o número de alunos vindos de outras cidades que necessitavam de moradia. De forma provisória, alguns estudantes foram alocados em alguns alojamentos com condições extremamente precárias. Alguns depoimentos do documentário tratam das experiências nestes locais, que na época da gravação já estavam inativos.

O fim dos alojamentos ocorreu após de um evento trágico, quando um estudante de Direito foi espancado depois de um assalto no trajeto entre uma festa e a casa que ficava no bairro Fragata (Notícia do caso). A pressão dos estudantes fez com que a antiga Casa do Estudante criasse novas vagas, com algumas reformas.

Arquivo Divulgação

O filme mostra, por meio de depoimentos, uma série de problemas estruturais que ainda persistem para quem dependia da moradia, como a dificuldade de lavar roupa, fazer comida, falta de sala de convívio e lazer. Os relatos também ressaltam o quanto a luta estudantil foi responsável por muitas das conquistas, incluindo a própria existência da casa. Por fim, o documentário também trata de esperança, resistência e sonhos.

Em 2013, o projeto de um Condomínio Estudantil da UFPel chegou a ser apresentado ao Ministério da Educação, mas nunca saiu do papel. O prédio seria construído na rua Benjamin Constant e teria capacidade para receber mais de 1400 estudantes. Em 2017, a Casa do Estudante passou para um novo prédio alugado, na rua Três de Maio esquina com Barão de Santa Tecla, com capacidade de 300 estudantes.

Contratempos

Arquivo Divulgação

O próprio documentário enfrentou problemas bem comuns a um realizador estudante de universidade pública. O objetivo era lançar no ano seguinte as gravações, isso é, em 2016, mas alguns empecilhos surgiram no caminho. “Precisei trabalhar durante a graduação. Além disso, não tinha computador para editar o filme na época”, comenta Wilian.

Em 2018, Vezzaro concluiu o curso de cinema “na primeira formatura oferecida de forma gratuita pela UFPel”, destaca. “Durante a graduação comecei a trabalhar com animação, hoje atuo como animador e busco produzir outros documentários de forma independente”. Em 2020, ele entrou no curso de teatro licenciatura também na instituição pelotense. Com a pandemia e todos os problemas do último ano, os realizadores acharam pertinente finalizar e finalmente tornar público o filme. Confira:

O filme é uma produção independente e contou com o apoio do Curso de Cinema e da Universidade Federal de Pelotas.

Com: Bruna Scouto; Grazielle Bessa; Guilherme Guiraldelli Moreira (Monique Landelli); Landa Ciccone; Lucas Rocha de Paula; Marco Antonio Duarte; Naum Roberto Gomes; Nay Costa; Poli Pacheco; Poly Rocha; Ryan Hafyd; Sarah Aguiar Marçal e Wander Catarina Santos.

Direção: Wilian Vezzaro
Produção: Casa Cinco Filmes
Roteiro: Wilian Vezzaro
Direção de Fotografia: Hamilton Bittencourt
Som direto: Jacob Mattos e Jardel Vacheliski
Edição e Mixagem de Som: Humberto Schumacher
Montagem: Wilian Vezzaro
Finalização: Hamilton Bittencourt Wilian Vezzaro
Design de Produção: Wilian Vezzaro
Trilha Sonora: Matheus Sacramento
Assistente de foto: Jardel Vacheliski

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Sobre Cassio Lilge 201 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*