Em edição virtual, Festival Rap contra o Frio começa neste domingo

Danny Macedo (atração de terça)
Com o tema “Hip-hop contra a covid-19”, a quinta edição do do festival “Rap contra o frio” se adapta aos tempos de crise pandêmica. Neste ano, tanto as doações quanto os shows serão em formatos digitais.
.
Uma vaquinha virtual, por meio do site cartase, permitirá que a solidariedade que marca o evento permaneça. Já os shows, que tradicionalmente são realizados no Teatro Municipal de Rio Grande, ganham sua nova versão em lives nas redes sociais dos artistas convidados, com transmissões entre 10 e 17 de maio.
.
“Entendemos a importância do festival na realidade de várias pessoas da cidade de Rio Grande. Muitas pessoas esperam por nosso evento acontecer, sejam os artistas, o público, os apoiadores e a rede de comunidades beneficiadas”, explica a publicação na página oficial do festival. As doações serão convertidas em cestas de alimentos, produtos de higiene e limpeza, e distribuídas para famílias em situações de vulnerabilidade social.
.
A programação
.
Os shows serão transmitidos ao vivo através das redes sociais dos próprios artistas. Cada grupo, rapper ou banda escolhe qual rede vai transmitir seu show, e todos vão usar o link da campanha em suas apresentações. Os shows terão um caráter dinâmico, com transmissões alternadas entre artistas. As apresentações seguem o formato das “lives” que estão acontecendo ao redor do mundo.
.
A programação neste domingo, primeiro dia de festival, começa às 18h, com Andre Dizéro. Na sequência haverá apresentações de Guido CNR, às 20h, Dj MDBeats, às 21h, e Gas e Dj Luan, às 22h. Ao longo da semana, o evento ainda conta com apresentações de Denny Macedo (dance live), Dj Dola, Tuty, Zudizilla e várias outras atrações. A programação completa pode ser conferida no instagram do evento.
.
Com informações da assessoria da Pref. de Rio Grande
Página do evento:  www.facebook.com/rapcontraofrio
Campanha de arrecadação: www.catarse.me/rapcontraofrio5
Sobre Cassio Lilge 103 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*