Mais de 30 curtas e outras atrações: 4ª Mostra de Cinema Negro Pelotas segue até dia 29

Dias Felizes - Foto Luana Tayze

Realizada de forma online, a quarta edição da Mostra de Cinema Negro Pelotas apresenta, até domingo (29), uma programação que conta com o total de 36 curtas metragens realizados com protagonismo negro à frente e atrás das câmeras.

O evento é organizado por acadêmicos dos cursos de Cinemas da UFPel com o apoio do Centro de Artes, Pet Artes Visuais e Centro Técnico do Audiovisual.

O projeto, que surgiu em 2017 com a intenção de promover o cinema negro em Pelotas, realizou três edição presenciais. Em 2020, em virtude da pandemia, a Mostra está sendo realizada de forma totalmente online. Todos os curtas que participam desta edição estão disponíveis no canal do YouTube do evento.

Neste ano, a Mostra irá premiar dois filmes, um na modalidade competitiva e outro por meio de votação popular. O júri convidado é formado pelos cineastas Juh Almeida, Milena Manfredini e Vinícius Silva. A votação popular ocorre por meio de um formulário linkado na descrição de cada vídeo no YouTube.

Além dos curtas, o evento conta ainda a programação de Diálogos realizados através de lives. No último domingo, Bárbara Cazé e Mara Pereira, autoras do livro “Mulheres Negras na Tela do Cinema”, foram as convidadas. O bate papo está disponível no canal. Nesta sexta-feira (27), às 18h, a live terá como convidados os professores Janaína Oliveira e Roberto Borges, que irão tratar da Academia e a Formação do Cinema Negro.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Desafios e reencontros

Uma das características da Mostra sempre foi tentar colocar as produções em evidência e levar esses trabalhos à comunidade. Para isso, o evento promoveu parcerias com outros cursos e instituições a fim de ir além dos muros da Universidade. No segundo ano, por exemplo, a Mostra foi realizada na Bibliotheca Pública Pelotense. Em outras edições contou com exibições especiais para alunos da rede pública de Pelotas.

Nesta edição, totalmente atípica, a interação presencial foi impossibilitada. A acadêmica Manu Zilveti, uma das organizadoras do evento, comenta que como ponto positivo o formato virtual trouxe diversos convidados de outros estados. “O Festival consegue atravessar os limites de Pelotas”, ressalta ela que não descarta a possibilidade de atividades online nas próximas edições.

Neste ano, o evento recebeu 130 inscrições de curtas vindo de todo o país. Um dos selecionados é a animação “O Homem atrás da Janela”, de Naum Roberto Gomes, paulista formado em Cinema de Animação na UFPel. Ele comemora a oportunidade de retornar, ainda que virtualmente, na instituição em que passou tantos anos e participar do festival que ele viu “nascer partindo de amigos, colegas e irmãos”.

O Homem Atrás da Janela de Naum Roberto Gomes é uma das atrações

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Sobre Cassio Lilge 187 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*