OHUN – Mostra de Cinema Negro de Pelotas celebra seus cinco anos com edição especial

Clipe-manifesto de rapper Zudizilla

Comemorando cinco anos de atividades, a Mostra de Cinema Negro de Pelotas terá sua primeira edição especial, que ocorre a partir desta quinta-feira (17) e vai até o próximo dia 23 de modo online. O projeto iniciado em 2017, por alunos negros dos cursos de Cinema e Design da UFPel, chega ao seu quinto ano com um acréscimo no nome: OHUN. A palavra de origem Yorubá se traduz por Voz, e representa o desejo da OHUN se fazer ouvida e ser uma referência de acesso ao cinema negro.

No ano passado, devido a pandemia, o evento foi realizado pela primeira vez de forma totalmente online. O formato se repete nesta edição comemorativa que rememora os anos anteriores da Mostra. “Estamos vivos, e celebrar a vida é um ritual essencial para a permanência dela”, enfatiza a organização.

A programação contará com novidades ao receber videoclipes, vídeo-instalações, um espaço de homenagem e um pocket show. No total, serão 20 obras audiovisuais, duas conversas online, onde público, realizadores e convidados são convidados a troca de experiências através da oralidade e o pocket show com a cantora, Dj e produtora B.art. Confira a programação completa: ohunmostra.com.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Além da Fronteira e outras atrações

Gravações de “Além da fronteira” no bairro Simões Lopes, em Pelotas – Foto: Felipe Campal

Uma das grandes atrações desta edição especial da Mostra será a estreia do filme “Além da Fronteira”, dirigido por Alexandre Mattos Meireles e filmado em Pelotas e no Uruguai. Em pouco mais de 20 minutos, a trama acompanha a história de um pai que perde a esposa e precisa criar a filha sozinho. Desempregado e sem alternativas, a única saída parece ser recomeçar tudo de novo no Uruguai (assista aqui).

O premiado curta documental “Deus” de Vinicius Silva é outra atração. O filme acompanha o dia a dia de mulher negra da periferia de São Paulo na batalha para garantir seu sustento e, especialmente o de seus filhos (assista aqui). Entre as obras musicais selecionadas há uma forte participação de artistas pretos do sul como Mano Rick, Zudizilla e Cristal.

Esta edição irá prestar uma homenagem as artistas Castiel Vitorino Brasileiro e Milena Manfredini. As duas participam, nesta quinta-feira (17), de uma live junto com a artista Ventura Profana, às 18h. Nesta sexta-feira (18), também às 18h, a conversa online terá como convidados o diretor Alexandre Mattos Meireles, os artistas Cristal, Mano Rick e Bart.

O projeto foi executado através do Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas realizado com recursos da Lei Aldir Blanc no 14.017/20. A mostra conta com apoio da Universidade Federal de Pelotas, CA – Cine UFPel e PET – Artes Visuais.

OHUN – Mostra de Cinema Negro de Pelotas
Quando: 17 a 23 de junho de 2021
Onde: www.ohunmostra.com
Acompanhe em: instagram.com/mostraohun

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Sobre Cassio Lilge 215 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*