Produções da UFPel marcam presença na 24ª Mostra de Cinema de Tiradentes

A Verdade Sai de Seu Poço Para Envergonhar a Humanidade - divulgação

A 24ª Mostra de Cinema de Tiradentes, que teve início na última sexta-feira (22), deu o pontapé inicial ao calendário do audiovisual brasileiro, com uma programação online e gratuita que irá até o próximo sábado, dia 30. No total, quatro curtas produzidos por alunas/os e ex-alunas/os da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) marcam presença no evento.

Criada na segunda metade dos anos 1990, a Mostra de Cinema é realizada anualmente na cidade histórica de Tiradentes, em Minas Gerais, e é considerada um dos principais eventos do gênero no país. Neste ano, por causa da pandemia do novo coronavírus, a mostra ocorre de modo online pela primeira vez em sua história. Um total de 114 filmes, entre curtas, médias e longa metragens, podem ser conferidos no site do festival:

mostratiradentes.com.br.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Produções da UFPel

Nesta edição, foram 79 curtas-metragens selecionados e divididos em oito diferentes mostras. Na Mostra Formação, que exibe produções realizadas em escolas e faculdades, há duas produções com um toque da UFPel: “Comboio pra Lua” e “A Verdade Sai de Seu Poço Para Envergonhar a Humanidade”.

Comboio pra Lua – curta da mineira Rebeca Francoff, que cursou Cinema e Audiovisual na UFPel, trata de sensações de não pertencimento, solidão e relacionamentos à distância. O audiovisual de 14 minutos foi feito em Portugal, em 2019, durante um intercâmbio de Rebeca. O trabalho já havia participado do Lumiar Festival, em novembro passado (assista aqui).

 

 

 

 

A Verdade Sai de Seu Poço Para Envergonhar a Humanidade – dirigido por Mateus Strelow, o audiovisual mostra as madrugadas insones de uma universitária que vasculha arquivos que parecem desencadear acontecimentos estranhos. Esta será a estreia do curta de Strelow, que atualmente é pós-graduando na instituição pelotense. “Foi um processo longo e árduo de quatro anos entre as primeiras diárias de filmagem e a finalização”, declarou Mateus em suas redes sociais ao comentar a seleção do trabalho. Assista aqui.

 

 

Construção – o documentário de Leonardo da Rosa integra a Mostra Panorama, que apresenta produções que se encaixam em propostas experimentais, construções ficcionais e olhares documentais. O curta-metragem pelotense foi o grande vencedor da Mostra Gaúcha do Festival de Cinema de Gramado do ano passado (saiba mais). O doc acompanha Andréia e seus filhos na luta por uma casa própria após retornarem ao bairro Getúlio Vargas. Assista aqui.

 

 

 

Letícia, Monte Bonito, 04 – também premiado em Gramado, o curta dirigido por Julia Regis participa do festival mineiro na Mostra Jovem. O curta que acompanha uma tarde quente do encontro das jovens Lais e Letícia no interior de Pelotas, levou o prêmio de Melhor Edição de Som na Mostra do 48° Festival de Serra. Em novembro, o trabalho pelotense também foi premiado no Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, como Melhor Curta-metragem Nacional pelo Júri Popular e Prêmio Revelação em Fotografia.
Assista aqui.

Filme gaúcho ‘Irmã’ é atração entre longas

O filme gaúcho Irmã, primeiro longa de Luciana Mazeto e Vinícius Lopes, que teve estreia mundial em Berlim em 2020, foi selecionado para a Mostra Olhos Livres do festival mineiro e também pode ser conferido no portal do evento. Filmada na região central do Estado e nas cidades de Maquiné, Novo Hamburgo e Porto Alegre, a produção tem uma temática feminista e apocalíptica.

O enredo tem início com a adolescente Ana (Maria Galant) e a menina Julia (Anaís Grala Wegner) a bordo de um ônibus, saindo da capital gaúcha. Enquanto um asteroide está em vias de colidir com a Terra, as duas irmãs têm a missão de encontrar o pai, em uma pequena cidade cuja atração turística são os fósseis de animais pré-históricos. Curiosamente, a atriz Maria Galant também é a protagonista no curta pelotense “Letícia, Monte Bonito, 04”.

Um dos segmentos mais aguardados na programação do evento de Tiradentes é a Mostra Aurora. Participam desta edição os longas “Rosa Tirana” de Rogério Sagui; “A Mesma Parte de Um Homem” de Ana Johann; “Açucena” de Isaac Donato; “Eu, empresa” de Leon Sampaio e Marcus Curvelo; “O Cerco” de Aurélio Aragão, Gustavo Bragança e Rafael Spínola; o documentário Kevin de Joana Oliveira; e o catarinense “Oráculo” de Melissa Dullius e Gustavo Jahn.

24ª Mostra de Cinema de Tiradentes
Quando: até 30 de janeiro de 2021
Onde: www.mostratiradentes.com.br
Mais informações: @universoproducao

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Sobre Cassio Lilge 186 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*