Radar RS 09: Guilherme Vieira, Gross, Subterrâneo 12, André Paz, Cristal e outros lançamentos

Contra todas as adversidades que se aprofundam com pandemia, a cena de música autoral brasileira segue ativa e muito produtiva. Dos diversos lançamentos apresentados nas duas últimas semanas, a nona edição do Radar RS chega com a proposta de fazer um grande compilado destas produções.

Entre as novidades de artistas gaúchos, o destaque fica por conta do álbum de estreia do pelotense Guilherme Vieira, em uma rica ‘viagem’ por sonoridades brasileiras e latinas. De Canoas, chegam dois lançamentos de peso do rap: o grupo Subterrâneo 12 solta seu primeiro EP, enquanto a coletânea “Canoas é o RAP Vol. 1” apresenta 10 nomes emergentes da cena local.

O guitarrista Marcelo Gross, reconhecido por integrar a Cachorro Grande, apresenta um novo single do seu terceiro álbum solo que está a caminho. Quem também prepara um novo disco é cantor e compositor André Paz, que já antecipou a faixa “Tudo é melhor quando se abre”. Para completar a edição, aparecem por aqui: Be Livin, Cristal, Jibrail, Pedro Cassel, Frank Jorge, Isabela Morais, Paola Kirst e Pablo Lanzoni que também lançaram singles e/ou clipes que você pode conferir.

Entre os artistas para além das fronteiras do RS, vale conferir os álbuns recém lançados de Jadsa, Juliana Linhares, Fernando Motta, Thiago Elniño, O Grilo, LUNO, o EP de homenagem ao Di Melo e o single de despedida da banda Rosa Neon.

Guilherme Vieira – Viagem (álbum)

O músico pelotense Guilherme Vieira passou quatro anos envolvido em gravações, viagens e intercâmbios trabalhando na construção de seu disco de estreia. Após três singles apresentados em janeiro e fevereiro, o álbum “Viagem” chegou na última sexta (26) nas principais plataformas digitais apresentando 12 faixas de uma sonoridade ricamente variada. “Desde o começo, havia pensado em um álbum diverso, exercitando a composição de vários gêneros, alguns que eu nem dominava”, explicou ao e-cult Guilherme. O trabalho foi lançado via selo Escápula Records e conta com várias participações especiais de pessoas que o artista conheceu em suas andanças pelas cidades do Rio de Janeiro, Montevidéu, Porto Alegre, La Plata, Pelotas e Rio Grande. Ouça em sua plataforma preferida: https://links.altafonte.com/mboyzmq.

Subterrâneo 12 – Subterrâneo 12 (EP)

O Subterrâneo 12 é um grupo de rap que atua na cidade de Canoas desde 2018 e acaba de soltar seu primeiro EP. O trabalho homônimo traz seis faixas e conta com colaborações de Dent MC, Pepe, DIO e DJ Abu. DIO atua como diretor musical do grupo e assina toda produção do disco. No último dia 12, a faixa que abre o EP, “Eu Vim da 12“, ganhou um clipe com direção e produção da Chama Vídeo Independente. O vídeo foi gravado no bairro Olaria evidenciando os elementos da cultura Hip Hop com o B. Boy Sabará, o DJ Abu, o grafiteiro Erico Noronho, diversos MCs, além da participação do skatista Peterson Ruivo. A realização do trabalho de estreia da Subterrâneo 12 foi viabilizado via Edital da prefeitura de Canoas, com recursos da Lei Aldir Blanc. Confira o som do grupo em sua plataforma preferida: https://linktr.ee/Subterraneo12

Paola Kirst e Pablo Lanzoni – Do Chão (single e clipe)

Dois nomes que despontam na atual cena autoral gaúcha, a cantora Paola Kirst e o cantor Pablo Lanzoni apresentaram a primeira composição em parceria da dupla. A canção “Do Chão” foi lançada no último dia 16 acompanhada de um belo videoclipe assinado por Vinicius Angeli. A composição surge a partir de anotações feitas por Paola em uma viagem ao Uruguai, que foram compartilhadas e mais tarde musicadas por Pablo. A música ganhou uma “roupagem” com a produção de Leonardo Braga (OCorre Lab). (Saiba mais)

Cristal – STATUS (single e clipe)

Com produção de MDN Beatz, a rapper Cristal apresentou um novo single chamado “Status”. A faixa é uma alusão aos status das redes sociais e ganhou um clipe em formato selfie vídeo, dirigido por Bruno Negrão. “Eu não tô afim de virar presa em todas essas redes que me prendem aqui (…) Vida vai e vem, eu sou bem mais do que status”, reflete a MC porto-alegrense em seu novo som.

André Paz – Tudo é melhor quando se abre (single e clipe)

Natural de Dom Pedrito e radicado em Porto Alegre, André Paz deu início aos lançamentos de singles que antecedem a chegada de seu segundo álbum solo. A primeira faixa apresentada foi “Tudo é melhor quando se abre”, que ganhou um clipe no último dia 16 e na sequência entrou nas principais plataformas digitais. O vídeo conta com atuação de Eduardo Dávilla, e direção, roteiro e montagem assinadas por Thais Fernandes e o próprio André Paz. A música tem a participação de Fu_k The Zeitgeist nos beats e bateria e Lorenzo Flach na guitarra. Mais dois singles devem ser apresentados nas próximas semanas. O álbum intitulado “OlhovivO” chegará nas plataformas de streaming em maio.

GROSS – Ela Não Quer (single e clipe)

Guitarrista da finada Cachorro Grande, Marcelo Gross vem trabalhando em um novo álbum, intitulado “Tempo Louco”, com previsão de lançamento para maio deste ano. “Ela não quer” é o novo single que chegou na última sexta-feira (26), via Selo 180 e Ditto Music, e que veio acompanhada de um clipe dirigido por Thiago Tavares. A música foi gravada em São Paulo no estúdio Clandestino e foi produzida pelo próprio guitarrista em conjunto com Caíque Duran e Cláudio Costa. Além de Gross nos vocais, violão e guitarras, a faixa conta com o seu Power Trio que inclui os conterrâneos gaúchos Eduardo Barretto no baixo e backings vocais e Alexandre Papel na bateria. Os teclados ficaram por conta do velho parceiro Pedro Pelotas, também ex-Cachorro Grande.

Canoas é o RAP Vol. 1 (álbum/coletânea)

A coletânea que reúne dez novos artistas da cidade de Canoas é um trabalho idealizado pelo selo Parada 12, que contou com o financiamento via editais da Lei Aldir Blanc. A seleção dos artistas ocorreu por meio de formulário divulgado nas redes sociais, em uma chamada que priorizava artistas iniciantes (com menos de cinco anos de atividades). “Essa foi a nossa forma de estimular a galera e também unir, ainda mais nesse período de pandemia em que não podemos nos encontrar nas batalhas, nos shows, nas ruas”, destacaram os organizadores do coletânea. Com nomes que pedem passagem como Subterrâneo 12, Lemoa e THCristofer, as faixas que transitam entre boombap, lovesong, trap, rap acústico e outras ramificações do Rap.

Be Livin – Oração e Luz (clipe)

Os pelotenses da Be Livin apresentaram um clipe para seu novo single chamado “Oração e Luz”. A produção foi possível por meio de recursos da Lei Aldir Blanc, via edital “Movimento Prêmio da Cultura Pelotense” da Secult Pelotas. O vídeo contou com direção de Mauricio Nerva da Crewative Cool Stuff. Com dois discos e vários shows na bagagem, a banda de reggae pelotense atualmente é formada por Dudu Freda (vocal), Pedro Moraes (bateria), Diego Pereira (baixo e teclados), Guilherme Rocha (teclados) e Rogers Lemes (guitarras e violões).

Jibrail – A Pureza de um Bárbaro (Diamante Bruto) (single e clipe)

Jibrail é o nome artístico de Gabriel Simch, artista visual e rapper porto-alegrense de 27 anos. Em seu novo single, lançado na última sexta-feira, Jibrail apresenta um lyric video em que ele próprio assina arte e animação. Para este ano, o artista pretende lançar mais um single e um EP, seguindo a ideia de trabalhar com animações para adicionar camadas interpretativas em suas composições. “A Pureza de um Bárbaro (Diamante Bruto)” teve inspiração a partir de um sonho e tem a assinatura de Alã na produção, mix e master.

Frank Jorge & Kassin – Tô Negativado (clipe)

No último dia 05, o projeto de Frank Jorge e Kassin apresentou o álbum “Nunca Fomos Tão Lindos”. Agora é a vez da faixa “Tô Negativado” ganhar um divertido clipe, dirigido por Vitória Proença e Vinícius Angeli. Filmado em stop motion, o vídeo traz imagens que dançam ao ritmo da música e representam diferentes momentos nos quais a pessoa se vê como “negativada”, seja na vida amorosa ou financeira.

Pedro Cassel – Este Silêncio (clipe)

O cantor e compositor Pedro Cassel lançou o seu álbum de estreia, “Abrir”, em setembro do ano passado. A faixa que fecha o disco é “Este silêncio”, um poema de Marilia Kubota musicado por Cassel e Eduardo Lara. No último dia 15, a canção ganhou um videoclipe dirigido por Felipe Veeck.

Isabela Morais – Para Sandra e Icauã (clipe)

A cantora Isabela Morais também fez sua estreia solo no ano passado com o álbum “Do Absurdo”. A faixa “Para Sandra e Icauã” presta uma homenagem a Sandra e seu filho de 10 anos, brutalmente assassinados, pelo então namorado, em fevereiro de 2014. Com participação das cantoras Paola Kirst e Tamiris Duarte e montagem de Vitória Proença (229visuais), o trabalho audiovisual também denuncia a perda de tantas outras mulheres que tiveram a vida brutalmente ceifada no país

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Vale conferir:

Jadsa – Olho de Vidro (álbum)
Após 2 EPs, diversos singles e muita expectativa, a baiana Jadsa Castro apresenta ao público o primeiro álbum de sua carreira solo. Repleto de homenagens e participações especiais, o disco mostra uma sonoridade ricamente inventiva. Não seria nenhum exagero afirmar que já chega como um dos postulantes a melhores do ano.
Conferir: https://ditto.fm/olho-de-vidro

Juliana Linhares – Nordeste Ficção (álbum)
Vocalista da banda Pietá, Juliana Linhares apresenta seu primeiro álbum solo que traz parcerias de nomes como Chico César, Rafael Barbosa e Zeca Baleiro. Sem cair em clichês, a artista mostra uma leitura de vários nordestes possíveis.
Conferir: https://backl.ink/145641672

Di Melo – Podível e Impodível (EP)
Um dos grandes ícones da black music nacional, Di Melo ganhou uma homenagem no último dia 19 com EP “Podível e Impodível”. O projeto traz sete canções do pernambucano interpretadas por nomes da nova cena como Josyara, Felipe El e Arthur Nogueira.
Conferir: https://backl.ink/145294152

Thiago Elniño – Correnteza (álbum)
O novo disco do carioca Thiago Elniño chega carregado de influências do afrobeat, samba e músicas de terreiro. O trabalho versa de forma direta sobre temas como intolerância religiosa e racismo.
Conferir: https://linklist.bio/thiagoelnino

Rosa Neon – A gente é demais (single)
A banda mineira de indie pop lançou na quinta-feira (25) o single que marca a dissolução do trio após três anos de atividades. Agora, cada integrante deve focar em seus projetos solos.
Conferir: https://youtu.be/p2tezRdltbM

Fernando Motta – Ensaio Pra Destruir (álbum)
O também mineiro Fenando Motta apresentou na última terça (23) seu terceiro álbum. O trabalho com 11 faixas é uma boa pedida para quem gosta de rock alternativo e seus sub-gêneros como shoegaze e dream pop.
Conferir: https://ditto.fm/ensaio-pra-destruir

Ale Sater – Fantasmas (EP)
O vocalista da banda Terno Rei lançou, dia 19, seu segundo EP solo. Um trabalho intimista conduzido pelo violão e elementos eletrônicos, com forte influência do folk.
Conferir: https://ditto.fm/fantasmas-ale-sater

LUNO – Homo Pacificus (álbum)
Luno Torres (ex-Plástico Lunar) reuniu os músicos Gabriel Perninha (The Baggios) e Leo Airplane para sua estreia solo. O disco busca referências na Psicodelia Nordestina para uma viagem conceitual e multifacetada.
Conferir: https://linktr.ee/lunotorres

O Grilo – Você Não Sabe De Nada (álbum)
Banda paulistana O Grilo em seu disco de estreia faz um pop rock que flerta com várias vertentes da música brasileira, incluído o forró.
Conferir: https://ingroov.es/vnsdn

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Sobre Cassio Lilge 201 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*