Usina Feminista confecciona máscaras de proteção em Pelotas

Divulgação Usina Feminista

Com vendas por meio das redes sociais, a cooperativa Usina Feminista está confeccionando máscaras de proteção, acessório importante na prevenção de propagação do novo Coronavírus. A compra de um kit com 2 máscaras, além de ajudar as trabalhadoras, irá beneficiar as comunidades em situação de vulnerabilidade de Pelotas.

Divulgação Usina Feminista

Produzidas de acordo com o modelo proposto por pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que levou em consideração estudos científicos referentes a este tema.⁣ As máscaras são confeccionadas com material lavável e reutilizável, de fácil higienização e durabilidade satisfatória, com camadas triplas de tecido, pregas duplas e tecido não elástico de composição mínima de 65% de algodão.

As máscaras possuem 3 tamanhos adultos e 3 tamanhos infantis, para que se ajustem adequadamente em cada pessoa, evitando espaços desprotegidos. Preocupando-se com a eficiência das máscaras, a cooperativa salienta que não recebe encomendas com estampas ou cores específicas, uma vez a Usina trabalha dentro dos princípios de sustentabilidade e (re)utilização de materiais.

Divulgação Usina Feminista

Você pode adquirir as máscaras produzidas pela Usina Feminista, que estão sendo comercializadas em embalagens com 2 unidades, no valor de R$15,00.⁣ A cada embalagem adquirida, kits com 2 máscaras e sabonetes artesanais serão destinados à doação em comunidades em situação de vulnerabilidade social de Pelotas. As encomendas podem ser feitas diretamente nas páginas da cooperativa, no facebook (https://www.facebook.com/usinafeminista) ou instagram (https://www.instagram.com/usinafeminista/)

Trabalho adaptado

A Usina Feminista havia dado uma pausa nas suas atividades em março, após a Organização Mundial de Saúde (OMS) classificar a Covid-19 como uma pandemia. No começo de abril, a cooperativa voltou aos trabalhos em um regime adaptado. “Optamos por voltar entendendo a urgência do nosso trabalho frente à necessidade de proteção comunitária imposta pela pandemia”, declarou a cooperativa em nota.

Divulgação Usina Feminista

No atual contexto de pandemia, a dinâmica de trabalho da Usina Feminista é composta por 9 mulheres que dividem-se em equipes de costura, redes sociais, recebimento de pedidos e entregas. Todas trabalhadoras mantêm as orientações de segurança, como uso de máscaras e constante higienização de materiais manuseados. As demais trabalhadoras, pertencentes a grupos de risco, encontram-se em isolamento social, mantendo o engajamento e contato pelas redes sociais.

“A Usina tem como princípio norteador o desenvolvimento de ações que buscam minimizar as desigualdades sócio-econômicas, principalmente nas questões que envolvem a manutenção imediata da vida, autonomia cidadã e independência financeira de mulheres pelotenses”, destaca a nota. Os kits destinados à doação são entregues a líderes comunitários, ONG’s e Projetos Sociais que atuam dentro das comunidades. “São eles os mais capacitados para reconhecer as necessidades e montar estratégias adequadas de distribuição”, explica a cooperativa.

Vaquinha segue

Em fevereiro, a Usina Feminista lançou uma campanha virtual para arrecadação de dinheiro que seria revertido na aquisição do maquinário próprio e adequado. Foi justamente por meio destas doações, que a cooperativa comprou a máquina de corte de tecidos, extremamente necessária, neste momento, na confecção das máscaras de proteção contra o COVID-19.

A campanha segue no ar com objeto de adquirir máquinas que devem auxiliar nas demandas da Usina. A lista detalhada de máquinas e valores, bem como as formas de contribuição podem ser conferidas na campanha no site Vakinha (https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajuda-para-a-usina-feminista-roberta-tavares-da-silva).

Para acompanhar a Usina Feminista nas redes:

Instagram: @usinafeminista
Facebook: facebook.com/usinafeminista/

Sobre Cassio Lilge 134 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*