Vitor Ramil compartilha música inspirada em poema de Allen Ginsberg

Reprodução Vídeo

O cantor e compositor pelotense divulgou nesta terça-feria (06) uma versão musical da terceira parte do poema ‘Uivo’, do escritor Allen Ginsberg.

O registro caseiro da interpretação de Vitor Ramil, no piano e voz, foi compartilhado em suas redes sociais justamente no dia de seu aniversário. Confira via página do facebook ou perfil do Instagram do artista.

Em sua publicação, o cantor contou que fez a música há quase 20 anos, a partir de uma tradução feita por Cláudio Willer. “Muitas canções minhas esperaram anos pelo momento certo de ganhar a rua […] Acho que este é o momento dessa canção”, justificou. O texto que acompanha o vídeo ainda fala um pouco sobre o teor do poema e como ele se relaciona ao atual momento de isolamento social.

“O Uivo de Allen Ginsberg, lançado em 1956, continua a se fazer ouvir, reverbera em nossa alma, toca nossa consciência. Estamos todos internados, perdendo o verdadeiro jogo de pingue-pongue do abismo. Assim estavam Ginsberg e Carl Solomon, a quem o poema é dedicado, quando se conheceram numa instituição psiquiátrica norte-americana. Eu estou com você em Rockland, diz o poeta. “Eu estou com você”, dizemos nós, à distância, às pessoas que amamos.”

Clássico Beat

Publicado originalmente em 1956, Uivo (Howl) é um poema do norte-americano Allen Ginsberg, que faz parte do livro ‘Howl and others poems’. A obra é considerada uma das mais significativas da sua geração e um dos pilares literários da chamada Geração Beat, juntamente com ‘Naked Lunch’ (1959) de William S. Burroughs e ‘On the Road’ (1957) de Jack Kerouac.

Logo após sua publicação, ‘Howl and others poems’ sofreu com a censura. Foi apreendido pelo tribunal de justiça da Califórnia, com direito a detenção do gerente da livraria City Lights, que havia editado o livro, e processo contra autor e editor por obscenidade. A história em torno da escrita e apreensão do livro foi contada no filme ‘Howl’ (2010), com direção de Rob Epstein e Jeffrey Friedman e com James Franco no papel de Ginsberg.

O imbróglio jurídico acabou ajudando na divulgação do livro, que foi um sucesso de vendas. Para além da literatura, Allen Ginsberg se tornou uma figura conhecida na contracultura, inspirando artistas das mais diversas áreas. O escritor foi amigo pessoal de Bob Dylan e aparece no icônico clipe de ‘Subterranean Homesick Blues’. Com o The Clash, Ginsberg subiu aos palcos para apresentar uma versão musicada de seu poema ‘Capitol Air’, além de participar na faixa ‘Ghetto Defendant’ do disco ‘Combat Rock’ (1982).

O livro ‘Uivo, Kaddish e outros poemas’, com tradução de Claudio Willer, pode ser adquirido pelo site da editora L&PM tanto na edição física, quanto em e-book. O poema Uivo também pode ser encontrado na íntegra em alguns sites e blogs.

O escritor e jornalista Eduardo Bueno, responsável pela primeira tradução de On the Road publicada no Brasil, foi apontado por Ramil como um incentivador para a música ser compartilhada. O artista aproveitou ainda para dedicar a música a todos seus amigos, familiares e aos que acompanham sua jornada.

“Agradeço ao amigo Eduardo Bueno que me botou a pilha que faltava para mostrá-la. Quero que este Uivo chegue até ele e a todos os meus amigos, àqueles que me escutam e leem, aos que leio e escuto, aos meus filhos, minha família, em especial à minha neta Nina, com quem eu e a Ana temos brincado apenas virtualmente, e à minha mãe, Dalva, na saúde dos seus 94 anos. Escuta aí, mãe. 7 de abril, é o dia do meu aniversário, lembras? Nasci hoje às 15h10min. Nascer leva tempo. Saúde e paz para todos. Fiquem em casa. Eu estou com vocês.”

Sobre Cassio Lilge 142 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*