Aí que eu me refiro – O nativismo abraça as crianças

O melhor do nativismo gaúcho estará reunido no palco do Teatro Guarany, dia 23 de dezembro, às 21h, para um grande show em prol de uma boa causa. O 1º Aí que eu me refiro – o nativismo abraça as crianças terá como atrações Aluísio Rockemback, César Oliveira e Rogério Melo, Cristiano Quevedo, Fabiano Bacchieri, Hélio Ramirez, Joca Martins, Luciano Maia, Luiz Marenco, Os Gaudérios e Volmir Martins e a renda revertida para Casa da Criança São Francisco de Paula, de Pelotas.

Os ingressos estão à venda a partir de hoje(03), no Posto Cidadão Capaz, em Pelotas, ao preço de R$ 15,00. O produtor Jarbas Mello, da Conexão V.P.I. informa que os lugares são marcados, por isso quem quiser garantir as primeiras filas deverá se adiantar. “Será um evento grandioso, com a nata da música gaúcha reunida, por isso já antecipamos a venda de ingressos”, avisa. A iniciativa foi lançada para imprensa em novembro, quando o músico Joca Martins e a presidente da entidade, Miriam Andréa, reuniram convidados para um almoço nas dependências da Casa da Criança São Francisco de Paula, em Pelotas.

Na ocasião, a presidente contou que a casa atende hoje 165 crianças de zero a seis anos que recebem diariamente cinco refeições e todo cuidado, incluindo orientação pedagógica, assistência social e psicológica, assistência médica e odontológica além de educação religiosa. Sobre o show beneficente, Miriam explicou que a doação será muito bem-vinda, já que os recursos que suprem manutenção da entidade são federais e contemplam só doze meses. “Por isso nessa época, nossa folha precisa ser complementada para o pagamento do décimo terceiro e das férias dos funcionários que trabalham na entidade”, salienta.

A idéia, segundo Joca Martins, é de anualmente reunir artistas que valorizam a música nativista e além de promover a integração dos músicos, ajudar a uma boa causa. “Queremos que Pelotas seja palco de um grande encontro de talentos e que ao mesmo tempo que estejamos celebrando a música que tanto valorizamos, possamos reverter a renda para essas crianças carentes”, destaca.

A entidade abriga crianças de classe média baixa, em especial famílias onde pais e mães trabalhem fora e que além disso possam estar em situação de risco social e pessoal. A casa mantém turmas de berçário e maternal, de zero a 3 anos  e 11 meses e pré-escolar, de 4 anos até 6 anos. Contam com o apoio de vários voluntários, desde as mordomas, até médico pediatra, dentista, nutricionistas, estagiárias de serviço social , pedagogia e pessoal encaminhado pela ONG Parceiros Voluntários, além de pessoas (associados) e empresas que gratuitamente prestam serviços de manutenção .

evento_jocaO Quê: 1º Aí que eu me refiro – o nativismo abraça as crianças
Quando: 23 de dezembro de 2009
Onde: 21h no Teatro Guarany, em Pelotas/RS

Ingressos marcados:
Posto Cidadão Capaz
Rua Félix Cunha, 553
Pelotas – RS – telefone: 53 3025-2891

Preço: R$ 15,00

Gabriela Mazza
SATOLEP press
Jornalista – MtB: 9838
Contato: (53) 9983.2398

Sobre Deco Rodrigues 6165 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.