Fabiano Bacchieri apresenta o espetáculo “Chacareando” no Sete ao Entardecer

A próxima atração do projeto Sete ao Entardecer, dia 08 de agosto, às 18h30, na Fábrica Cultural, com entrada franca, será com o músico, compositor e intérprete, possuindo mais de 200 músicas gravadas, Fabiano Bacchieri.

Fabiano iniciou sua carreira formando o Grupo ONTONTE com Joça Martins, Negrinho Martins, Fernando Saalfeld, José Renato Saalfeld e Maximiano Vitola, tentando a sorte nos festivais que estavam iniciando e conquistando aos poucos o espaço neste meio. Adquire vasta experiência ao lado de grandes músicos quando integra como vocalista o grupo Querência, na cidade de Pelotas, onde permanece por mais de 2 anos.

Em 1991 leva sua música para diversos países europeus ao lado do acordeonista Fernando Saalfeld, representando o Brasil em festivais mundiais de folclore. Em 2005 e 2006, no Chile, afirma a cultura regional gaúcha no maior evento eqüestre daquele país, a Semana Internacional Criolla de Rancágua.

Conquistou diversos prêmios de melhor intérprete e foi vencedor de vários festivais destacando o Reponte da Canção de São Lourenço do Sul, o Martín Fierro de Santana do Livramento, a Nevada da Canção Nativa de São Joaquim – SC, entre outros. Atuou no ano de 2010 nos festivais da Sapecada da Canção Nativa – SC e do 3º Tradição e Coragem de Pelotas como jurado.

Com 25 anos dedicados à música regional e com 3 cd’s gravados: Mais pampa.. menos povo! Marca e Se indo pro campo (com Márcio Nunes Correa) e várias participações em trabalhos de outros colegas, afirma mais uma vez sua identidade musical com seu novo disco: Saludo, contendo grandes composições como a vencedora do 23º Reponte da Canção “Os olhos do meu cavalo”, “Cheiro da terra” da Reculuta de Guaíba, “O evangelho segundo Martín Fierro”, do Um canto à Martín Fierro de Santana do Livramento, “O erro” do Ronda de São Pedro de São Borja, além de muitas composições inéditas que sempre retratam a cultura de campo do homem riograndense.

O show “Chacareando” é um intercâmbio cultural entre os países do plata, neste intercâmbio são inúmeros artistas gaúchos participantes dos festivais de folclore realizados na Argentina, Chile e Uruguai. Este espetáculo vem mostrar o ritmo chacarera com suas vertentes até sua absorção na música nativista mostrando assim a Chacarera gaúcha, produzida e tocada no Rio Grande do Sul.

A chacarera é um ritmo executado no norte argentino tradicionalmente com guitarra, bombo e violino, mas se admitem formações instrumentais muito variadas. Podem ser cantadas ou só instrumentais. Sua origem exata segue desconhecida, porém muitos afirmam que seja de Salavina, província de Santiago Del Estero.

Neste espetáculo serão executadas as 2 formas básicas da Chacarera, a simples (estrofes de 8 compassos) e a doble (estrofes de 12 compassos), e suas principais variações como a Trunca, que pode ser tanto simples como doble, Chacarera Del Monte (tocada com acordeon norte da província do Chaco) e ainda o Aire de Chacarera, que mantém o ritmo mas não obedece sua estrutura musical, e que é a mais executada no Rio Grande do Sul.

Sobre Deco Rodrigues 6290 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*