Fabrício Silveira lança livro sobre música pop e cultura underground

“Guerra Sensorial” será lançado no dia 02 de abril em Porto Alegre.

capa Guerra SensorialO jornalista e professor Fabrício Silveira lança, pelo selo Modelo de Nuvem da Editora Belas-Letras, o livro Guerra Sensorial – Música pop e cultura underground em Manchester, resultado dos seis meses vividos em Manchester (UK), no primeiro semestre de 2015. Ao pesquisar as cenas contemporâneas da música underground, o autor recuperou aspectos da história cultural da cidade, remetendo-nos à era pós-punk da conhecida Factory Records. São registros fortemente focados em espetáculos de música ao vivo, transcorridos na cidade e, ocasionalmente, em seus arredores.

Entre o final da década de 1970 e o começo dos anos 1990, Manchester foi uma das cidades mais badaladas do mundo. Sobretudo no que diz respeito à música pop, em específico, e à cultura pop em geral. Grupos como Joy Division, New Order, The Smiths, Happy Mondays, Stone Roses – ou, mais contemporaneamente, Oasis e Kasabian – foram apenas alguns dentre tantos outros conjuntos que colocaram a cidade no topo das paradas musicais de todo o mundo. Esta efervescência cultural durou aproximadamente 15 anos.

Fabrício mergulhou neste ambiente cultural de Manchester para tentar compreender não só as razões históricas daquela efervescência, mas também o modo como hoje a música pop circula, é consumida e se instituiu como legado e identidade cultural da cidade. “Não há, hoje, como entendermos a música eletrônica, a música independente, o punk e o pós-punk, o chamado brit pop, dentre tantas outras questões da estética e do mercado musicais, sem reservarmos, em algum momento, algum espaço – um capítulo, ao menos – para esta cidade fria no norte da Inglaterra. Conhecer pessoalmente a cidade, viver nela por seis meses, foi algo fantástico, tendo em vista, ainda mais, que tenho estudado o tema da música pop desde, no mínimo, os últimos cinco anos, num percurso iniciado com o livro anterior, Rupturas Instáveis, de 2013”, comenta o autor.

O livro também procura traçar algumas correspondências entre Manchester e Porto Alegre, quanto à cultura rockeira dessas cidades. Há algumas similaridades. Há algumas relações bem interessantes que, se não permitem uma aproximação ou um paralelo perfeito, são evidências suficientes de uma certa conversa (meio involuntária, meio contida) entre as duas cidades. “Foi, neste sentido, uma viagem que me remeteu de volta às nossas particularidades locais, ao debate permanente sobre nossas matrizes e nossa formação cultural, mesmo em se tratando de fenômenos da cultura pop. A Porto Alegre dos anos 1980 e 1990 manteve (e ainda mantém) relações meio secretas com Manchester dos anos 1980 e 1990. É uma curiosa correspondência”, observa Fabrício.

O lançamento acontece no dia 2 de abril (sábado), às 20 horas, no Panamá Estúdio Pub – José do Patrocínio, 963 (Cidade Baixa), com a participação da banda The Gentrificators. A entrada é franca.

Fabricio Silveira é jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM, 1995), Mestre em Comunicação e Informação (UFRGS, 1998), Doutor em Ciências da Comunicação (Unisinos, 2003). Em 2015, concluiu estágio de Pós-Doutorado Sênior na Universidade de Salford, no Reino Unido. Atualmente, é professor dos cursos de graduação e pós-graduação em Comunicação da Escola da Indústria Criativa da Unisinos (São Leopoldo/RS). É autor dos livros O Parque dos Objetos Mortos – E outros ensaios de comunicação urbana (Editora Armazém Digital, 2010), Grafite Expandido (Editora Modelo de Nuvem, 2012) e Rupturas Instáveis – Entrar e sair da música pop (Editora Libretos, 2013), indicado ao Prêmio Açorianos de Literatura, na categoria Ensaio de Literatura e Humanidades, e ao Prêmio AGES – Livro do Ano (ed. 2014), na categoria de Não-Ficção.

Lançamento de Guerra Sensorial – Música pop e cultura underground em Manchester (selo Modelo de Nuvem da Editora Belas-Letras, 2016, 208 páginas), de Fabrício Silveira. Participação da banda The Gentrificators e discotecagem de Michael Goddard
Dia 02/04 (sábado), às 20 horas
Panamá Estúdio Pub – José do Patrocínio, 963 – Cidade Baixa, Porto Alegre/RS

image004

Fonte: Simone Lersch – Maestra Comunicação e Cultura

Sobre Deco Rodrigues 6440 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*