Ingressos para a 10ª Dança dos Orixás estão à venda em Pelotas

Evento será no dia 21 de setembro, na Charqueada São João, e integra a Semana de Turismo de Pelotas.

Os ingressos para a 10ª edição do espetáculo cultural e artístico Dança dos Orixás – marcada para o dia 21 de setembro – estão à venda no Centro de Atenção ao Turista (CAT) do Mercado Central, localizado na banca 75. O evento, promovido pela Charqueada São João e a Cia de Dança Afro Daniel Amaro, com o apoio institucional da Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Educação (Sdeti), faz parte da Semana de Turismo de Pelotas, que ocorre de 21 a 27 de setembro.

Foto: Arquivo Cia de Dança Daniel Amaro‎

O objetivo é levar, ao local de realização – na frente da antiga senzala da Charqueada São João, construída em 1803 –, muita dança, música e capoeira. Desde que estreou, em maio de 2017, mais de 2,5 mil pessoas já assistiram ao show noturno, que utiliza a luz e o poder dos tambores como elemento dramático. Ao todo, nove foram realizados, sem contar a participação em eventos externos, tudo para compor a cultura afro-brasileira em Pelotas, ressignificando o negro e sua participação na história do município.

Valores
Os ingressos saem por R$ 30,00 para quem pagar meia entrada ou levar um quilo de alimento não perecível, ou R$ 60,00 o inteiro. Além da Prefeitura, apoiam o evento o Grupo RBS, Espaço de Terapias Corporais Cláudia Weingartner, Laboratório de Estudos Interdisciplinares de Cultura Material (Leicma), Diário Popular e Diário da Manhã. A Charqueada São João fica na Estrada do Costa, 750. Mais informações pelo telefone (53) 3015-1810.

Cortesia
A partir desta terça-feira (10), a Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Inovação (Sdeti) iniciará a distribuição gratuita de 30 ingressos para o espetáculo. Os interessados podem ir até a Secretaria, na rua Félix da Cunha, 603, das 13h às 18h, portando um documento de identificação. Serão disponibilizados um ingresso por pessoa.

O espetáculo
Na história – que começa a ser contada na entrada da Charqueada e percorre todo um trajeto pensado para destacar cada aspecto histórico –, Bará, Ogum, Oxum e Oxalá vão se integrando ao espetáculo e, juntos, contando uma narrativa de dor, mas também de muita vida e superação. Cada orixá é representado por um movimento específico de dança e a narração é feita por uma atriz, que vai apresentando os bailarinos em seus papéis, culminando na Dança dos Orixás realizada em frente à antiga senzala e acompanhada pelos tambores dos ogans, percussionistas nas liturgias das religiões de matriz africana.

Texto: Daiane Santos
Fonte: pelotas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *