Juliano Guerra no Sete ao Entardecer em Pelotas

Foto: Deco Rodrigues

Juliano Guerra é a próxima atração do projeto Sete ao entardecer que volta a acontecer na Fábrica Cultural em Pelotas. O show tem entrada franca e acontece na próxima segunda-feira (09 de junho) às 18h30min, a Fábrica Cultural fica na rua Félix da Cunha, 952 (entre a rua General Argole e a avenida Bento Gonçalves)

Juliano Guerra (Canguçu, 1983) é compositor, intérprete e músico. Desde o final da década de 1990, participou de projetos como a banda de rock Revel e o quinteto de choro e samba Noesis, até começar carreira solo.

Lama, seu primeiro álbum solo, foi lançado em agosto de 2012 e mescla ritmos tradicionais brasileiros como bolero, samba e bossa nova com referências e instrumentos musicais menos usuais. O disco, lançado em shows nas regiões sul e nordeste, obteve excelente repercussão na imprensa local e nacional.

Dois singles do álbum – as canções Inclemente e Transeunte – foram lançados em videoclipes.

Lama foi indicado em cinco categorias do Prêmio Brasil Sul de Música 2013, tendo rendido a Juliano o prêmio de Melhor Compositor de MPB. Atualmente, Juliano Guerra está trabalhando na pré-produção de seu segundo álbum, que deve ser gravado e lançado ainda em 2014. Ele também vem se dedicando a colaborações com outros artistas, que estão sendo lançadas online, como singles, até o lançamento do próximo disco.

Álbum Lama disponível online:
www.julianoguerra.com
soundcloud.com/julianoguerra

Sete ao entardecer: novas plateias devem compor a cena
O projeto Sete ao Entardecer inovou na maneira de escolher as bandas que farão as apresentações durante o ano de 2014. O objetivo principal deste ano foi a mudança no perfil da plateia que comporá a cena de cada apresentação. Para tanto, bandas de diversos estilos estarão subindo ao palco.

Trabalhos criativos e autorais balizaram a escolha das bandas este ano, segundo a gerente do Theatro Sete de Abril, Valesca Athaides. Uma seleção pública foi aberta para que, de maneira democrática, atendendo aos critérios estabelecidos pela organização do projeto, fossem escolhidos os artistas da edição 2014.

No total foram entregues 66 projetos, sendo 58 musicais, três de teatro e cinco de dança. Destes, foram escolhidos doze que estarão se apresentando entre os meses de junho e dezembro. “Não queremos com isto descartar o que já serviu, mas sim abrir espaço para novas tendências e novas pessoas, reformular, remodelar o Sete ao Entardecer e também o Sete de Abril”, explicou Valesca sobre a seleção pública.

A música popular brasileira, o tradicionalismo e o clássico não perderam espaço, mas foram somados ao rap, heavy metal e ao reggae, por exemplo, o que possibilita uma variação de estilos única, que em anos anteriores não existia. “Queremos que pessoas das mais diferentes idades apreciem a cultura musical, de dança e teatro”, disse Valesca.

A apresentação do dia 16 de agosto será a única a não ser realizada em uma segunda-feira. Isto acontecerá porque a apresentação do Ballet de Pelotas integrará também a programação do Dia do Patrimônio.

Confira aqui a programação do Sete ao Entardecer até o final do ano:

Data Horários Atração Segmento Show
09/06 18h30min Juliano Guerra música Juliano Guerra
21/07 18h30min Matheus Torres música When a Folk Smells Some Jazz
04/08 18h30min Cia. de Experimentos Híbridos teatro Maysa Corpo, Voz e Movimento
16/08 17h Ballet de Pelotas dança Arte para Todos
01/09 18h30min Paulo Gaiger música Palavras para Julia
15/09 18h30min Maurício Marques música Cordas e Bambas
29/09 18h30min Banda K.A.M.E. música Killing All My Enemies
13/10 18h30min Abambaé Cia da Dança dança Sóis
27/10 18h30min Cesár Lascano música Ruas Cruas
10/11 18h30min Ligado Branco Radical música Resistência do Lado Oposto
24/11 18h30min Al Drexan música Antiorquestra RZZZ
08/12 18h30min Solo Fértil Reggae Raiz música Solo Fértil

Redator(a): Shana Dockendorff MTB: 14157
Fonte: pelotas.com.br

Sobre Deco Rodrigues 6165 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.