Lady Incentivo e as tecnologias do toque em Pelotas

Fabiana Faleiros, lança o livro Masturbar: o pulso que cai e as tecnologias do toque a partir deste final de semana em eventos performáticos.
Texto: João Monteiro

Foto Divulgação
Foto Divulgação

A arte contemporânea performática de Fabiana Faleiros personifica a figura pública Lady Incentivo, uma cantora que questiona a terceirização da cultura pelas Leis de Incentivo, realizando performances em contextos expositivos, festivais de música e festas. Lady Incentivo foi criada pela artista em 2012, quando começou a cantar em lojas que vendem réplicas de bolsas e em outros microfones disponíveis na cidade de São Paulo. Fabiana e sua Lady Incentivo chegam em Pelotas neste final de semana para o lançamento do livro Mastur Bar: o pulso que cai e as tecnologias do toque [Ikrek Edições], projeto contemplado pelo ProAC – Livro de artista.

lady2O livro reúne as aulas-show do Mastur Bar, um bar itinerante decorado com imagens de pessoas fazendo coisas com as mãos. Garçonetes, dançarinas de Vogue, mulheres peladas, histéricas, mulheres se masturbando. A genealogia do gesto “desmunhecar” ou pulso que cai é contada por mãos pops, nobres, loucas e masturbadoras que foram parar no celular. Além de drinks e objetos, o Mastur Bar oferece música, coisas para se fazer com as mãos e técnicas para estabelecer a conexão de si. O lançamento/performance ocorre em 16 de julho(sábado) na Casa Las Vulvas, na Rua Anchieta 949, às 19h, 17 de julho (domingo) na Oca – Ocupação Coletiva de Arteirxs, na Rua Dona Mariana, 01, às 20h e 18 de julho (segunda) no Mandela’s Day – Praça Cel. Pedro Osório (Panteão do Theatro Sete de Abril), das 9h às 21h.

O contundente movimento realizado por Fabiana, através do arquétipo Lady Incentivo vai além da manifestação artista, elevando-se ao status de manifesto feminista. O empoderamento feminino e a elucidação da mulher, seu corpo e as tecnologias do toque, do seu toque no seu corpo ainda hoje muito desconhecido é o que salta aos olhos na obra da artista. “Os gestos que ocupam o corpo construído como feminino são um resíduo histórico presente até na mão que vibra no capitalismo touchscreen”, afirma Fabiana.

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Em 2015 foi indicada ao PIPA – Prêmio Investidor Profissional de Arte, reconhecido como janela para arte contemporânea brasileira, onde novos artistas que despontam na cena cultural do país são indicados pela relevância de seu trabalho artístico. No entanto a jornada vem de tempos anteriores, em 2014 Fabiana lançou uma trilogia de videoclips no youtube e na mostra ‘Canções de Amor’, Tomie Ohtake, São Paulo.  Em suas performances costuma cantar ‘traduções para o português’, misturando hits pop’s de Divas como Donna Summer e Amy Winehouse com funk e outras músicas autorais que tratam a voz como performatividade de gênero. Em 2015 abriu ‘Mastur Bar’ na Solo Shows (São Paulo). O projeto já foi apresentado no Festival ‘Kuir Bogotá’ (Colombia), e em 2016 na exposição ‘e de novo montanha, rio, mar, selva, floresta’, Sesc Palladium, Belo Horizonte e em Havana (Cuba) na exposição ‘Portate Bien’.

A arte do toque está só no começo para a Lady Incentivo, em tempos de crise nada mais justo que intensificar o toque, em si e no outro, e na troca artística como propulsora para modificação social individual e coletiva, não só visto por meio dos olhos femininos, mas percebido por todos em uníssono como o toque necessário.

lady1“Nas narrativas escolares aprendemos que os órgãos sexuais são órgãos reprodutores passando longe da anatomia do clitóris. Nos relacionamentos amorosos heterossexuais temos que tomar cuidado para que não seja apenas uma preliminar que acaba com penetração. O que é o capitalismo touchscreen mantendo nossas mãos ocupadas? Então vivemos um tempo que nos exigi prazer. Mas como é isso? É uma tecnologia que une prazer e trabalho como nenhuma outra. Ano passado nas redes sociais com os feminismos foi ativar uma memória coletiva das mulheres a partir de histórias de abusos, ativou uma coisa que é fundamental: quebrar as fronteiras entre o público e o privado”, pontua Fabiana.

Lançamento do Livro Mastur Bar: o pulso que cai e as tecnologias do toque [Ikrek Edições]
Quando e onde:
16/07 (sábado) – Casa Las Vulvas, na Rua Anchieta 949, a partir das 19h
17/07 (domingo) – OCA, na Rua Dona Mariana, 01, a partir das 20h
18/07 (segunda) – Mandela’s Day – Praça Cel. Pedro Osório (Panteão do Theatro Sete de Abril), das 9h às 21h.
Valor do exemplar: R$30,00 (Eventos abertos ao público).

facebook.com/aladyincentivo
soundcloud.com/fabianafaleiros

FABIANA FALEIROS – Pelotas, RS, 1980.
Vive e trabalha entre Rio de Janeiro, RJ e São Paulo, SP.
Indicada ao PIPA 2015.

Vídeo feito pela Matrioska Filmes com exclusividade para o PIPA 2015

Sobre Deco Rodrigues 6378 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*