Mulheres que Causam é o tema de entrevistas do Movimento Muitas Mulheres

Mosaico Movimento Muitas Mulheres

Um levante social que acolhe e abraça a diversidade, tendo a figura da mulher como inspiração e centro da discussão. Esse é o propósito do Movimento Muitas Mulheres (MMM), lançado em 2021 por quatro amigas. A primeira iniciativa é a realização de uma série de entrevistas online e gratuitas com histórias de mulheres que ocupam diversos espaços na sociedade.

Ao longo de 2021 serão doze temporadas, com oito episódios – entrevistas – cada,trazendosempre histórias inspiradoras de mulheresna ciência, na política, nas artes, na comunicação, no empreendedorismo, entre outros. As primeiras duas temporadas ocorreram em 8 de janeiro, sobre empreendedorismo e 8 de fevereiro, sobre cultura e artes.

E no dia 8 de março– Dia Internacional da Mulher – estreia a temporada 3 com o tema Mulheres que Causam. Esta temporada quer mostrar diversas iniciativas, grupos, movimentos e coletivos fundados por mulheres para mulheres. A primeira convidada da temporada Mulheres que Causam será Bia Kern, fundadora e presidente da ONG Mulher em Construção, que em 8 de março de 2021 completa 15 anos.

Conforme o MMM, a ideia é mostrar a produção extraordinária das mulheres em diversos segmentos para inspirar outras mulheres, trocar experiências e promover uma rede entre elas. As temporadas são transmitidas no próprio site do Movimento e também no seu canal no YouTube.

Para se inscrever no Movimento Muitas Mulheres e ficar por dentro de tudo que acontece, acesse o link: https://movimentomuitasmulheres.com/#inscricaomovimento

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Até o momento, são mais de 50 mulheres confirmadas para entrevistas, de diversos segmentos e Estados do Brasil. Entre elas, Joanna Burigo (mestre em gênero e coordenadora pedagógica no Emancipa Mulher); Bruna Rodrigues (vereadora eleita em Porto Alegre); a mulher anônima por trás do perfil Hetero top POA no Instagram (que denuncia situações de machismo vivenciadas em apps de relacionamento); Ana Emília Cardoso (escritora e feminsta); Andreia Beatriz dos Santos (médica da família e da cominidade e coordenadora da ONG Reaja, que denuncia o genocídio de pessoas pretas), Clara Corleone (escritora e autora do premiado livro “O Homem Infelizmentre tem que Acabar), Maitê Schneider (mulher trans, co-fundadora da plataforma “Trans-Empregos”), Dedé Leitão (atriz); Nelly Coelho (criadora do primeiro grupo feminino de stand up comedy do RS); Natasha Ferreira (primeira mulher trans na Assembleia Legislativa do RS); Valéria Barcellos (cantora preta e trans), Lu Daltro (RP e influencer negra que levanta questões de anti-racismo nas Redes); Vitória Bernardese Fernanda Vicari (ambas mulheres com deficiência que integram o coletivo feminista Helen Keller para mulheres com deficiências); entre tantas outras.

A lista completa das convidadas pode ser conferida em:
https://movimentomuitasmulheres.com/convidadas

Multiplataforma

O MMM também está nas redes sociais: Instagram e Linkedin.

No blog do MMM contamos com a colaboração de três colunistas: Berenice Lamas –  psicóloga e escritora, Daniela Entrudo – publicitária e co-fundadora do MMM, e Gabriela Favarini – publicitária e redatora. Essas três mulheres, de gerações e background diversos, trazem o seu olhar sobre o universo feminino e feminista através de contos, crônicas e artigos.

Quem faz o MMM

O Movimento Muitas Mulheres é uma iniciativa de quatro amigas. As publicitárias Dani Entrudo Lorena Lamas; a designer Cecília Velloso e a jornalista Rapha Dona Flor. Saiba mais sobre elas em: https://movimentomuitasmulheres.com/equipe

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Fonte: Raphaela Donaduce Flores
Jornalista – Dona Flor Comunicação

Sobre Deco Rodrigues 6588 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*