Pelotas recebe projeto Gaúcho Cervejeiro

O projeto Gaúcho Cervejeiro, evento que ensina a produção de cerveja artesanal, será realizado pela primeira vez em Pelotas. O curso acontecerá durante todo o dia 11 de dezembro.

14536518_1229828770412331_859297309_o“Os alunos vão ter contato com os fundamentos da produção de cerveja artesanal, com os ingredientes usados e vamos mostrar todo o equipamento – que é bem compacto – para quem está iniciando, permitindo até pessoas que moram em apartamento consigam produzir cerveja em casa. Os alunos também serão convidados a colocar a “mão na massa” para praticar todas as etapas do processo e solidificar o conhecimento aprendido. O resultado vai ser uma comunidade de pessoas que vão seguir se ajudando e desenvolvendo essa linda arte.” Conclui Cássio Cristani, o idealizador do projeto.

Antes de acontecer o treinamento haverá um bate-papo online aberto ao público, onde o criador do projeto vai falar sobre a nova revolução de garagem – que permite com que qualquer pessoa consiga produzir cerveja artesanal em casa. Dentro dessa conversa será revelado um segredo de como você pode dar um salto quântico na qualidade da cerveja sem precisar gastar uma fortuna em cervejas artesanais. Para saber esse segredo é preciso se inscrever no encontro online, que será gratuito.

As vagas são limitadas aos primeiros que se inscreverem no seguinte endereço: http://bit.ly/GarageRevolution

Acompanhe as novidades pelas redes sociais do Gaúcho Cervejeiro no Facebook e Youtube.

14536518_1229828770412331_859297309_o

No Brasil existem cursos muito bons para quem já tem a prática, mas ainda não havia uma metodologia voltada para quem quer dar os primeiros passos de forma segura, sem desperdiçar material e sem perder tempo consumindo conteúdos complexos demais. Dessa forma surgiu o projeto Gaúcho Cervejeiro, que visa ensinar um método fácil, rápido e seguro para quem quer iniciar a jornada como cervejeiro.

A história da bebida mais consumida no mundo começou há 6000 anos a.C em um tempo de processos e tecnologias diferentes. Em Pelotas a cerveja também vem fazendo história desde 1889, quando foi fundada a cervejaria Sul-Rio-Grandense, pioneira no segmento. Situada na Rua Conde de Porto Alegre, na região do porto, a cervejaria Sul-Rio-Grandense produzia no ano de 1922 impressionantes 16.000 garrafas por dia.

Atualmente uma nova revolução nesse segmento tem tomado conta de todo o mundo – o surgimento da cerveja artesanal – que tem se entrelaçado ao movimento “handmade” (feito à mão) como também ao uso de produtos orgânicos (produtos de procedência sustentável e que trazem benefícios à saúde). Assim, o que torna a cerveja artesanal diferente é a criatividade de quem produz, ou seja, a liberdade de escolher os ingredientes faz surgir no mercado cervejas de pimenta, de chocolate, de laranja com coentro e diversas outras.

Além dessas cervejas mais incomuns, estilos clássicos também são reproduzidos, como a Indian Pale Ale – que é uma cerveja com presença de amargor mais intenso oriunda da escola inglesa, a Weissbier – que é uma cerveja de trigo popular da escola alemã e as Lagers americanas – que possuem um sabor de malte mais presente somado ao amargor levemente acentuado. Mas não para por aí, com mais de 80 estilos catalogados esse universo de combinações variadas surpreende a cada nova receita.

Sobre Deco Rodrigues 6437 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*