Ser tão… O sertão da fome, da fé e da festa, no Teatro Sete de Abril.

Em três atos, a Estímulo (Centro de Arte e Movimento) apresenta no Teatro Sete Abril este dancaespetáculo que conta a história de um idoso abastado que lembra sua difícil infância e juventude no sertão, e o encontro com o amor de sua vida que em um segundo conquistou para sempre o seu coração. O artista Adrian Borges dá vida ao protagonista com intervenções teatrais, improviso e interação com o público.
No palco, 60 bailarinos, de três a 30 anos de idade, contam histórias de diferentes aspectos do Brasil, indo do Nordeste aos grandes centros urbanos, passando por temas como o sincretismo religioso, a educação e a exploração dos recursos naturais. As coreografias também são variadas. Jazz, street dance, dança do ventre e afro são alguns dos estilos contemporâneos, além da ginástica rítmica e artística, além da participação especial do percussionista Davi Batuca.
A intenção, segundo a coreógrafa Berê Fuhro Souto, é mostrar a diversidade cultural do país. “Nosso propósito é trabalhar com arte-educação em primeiro lugar”, afirma ela, que destaca o envolvimento dos alunos não apenas nas coreografias, mas também na criação dos cenários e figurinos com o apoio do grupo de mães. “Isso é o que há de mais especial no espetáculo.”

O quê: Ser tão
Quando: dia 22 de novembro (domingo), às 21h.
Onde: Teatro Sete de Abril
Ingressos: À venda na Estímulo (Santa Tecla, n° 768) e na bilheteria do teatro a R$ 20,00. Estudantes, professores, idosos e pessoas que doarem um litro de leite pagam meia-entrada. As doações serão encaminhadas ao Banco de Leite do Sesi.

Isis Araújo – Equipe e-Cult

Sobre Deco Rodrigues 6334 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.