Bicicletas são tema de exposição na Garte

80028102010163135“Não sei se caso ou pinto uma bicicleta”. A partir desta incógnita, relacionada ao seu estado sentimental e adaptada ao seu gosto pela pintura, a artista Leyla Lopes decidiu retratar a dinâmica do meio de transporte. Visões mais antigas, românticas, contemporâneas e rebeldes do objeto deram origem à exposição “Viver é como andar de bicicleta”, que iniciou esta semana na Galeria de Arte da Universidade Católica de Pelotas (Garte/UCPel). A exposição permanece até o dia 12 de novembro e traz aproximadamente 20 obras também baseadas na frase “[…] é preciso estar em constante movimento, para manter o equilíbrio”, de Albert Einstein.

A exposição trata de um olhar nostálgico, delicado e, ao mesmo tempo, forte dos antigos triciclos e bicicletas. A própria originalidade da bicicleta chamou a atenção de Leyla. “Ela só mudou o design, mas a essência é a mesma”, analisou.

De forma singela e original, segundo a artista, a ideia da bicicleta resgata a concepção de ciclo. “A bicicleta só vai para frente através de pedaladas”. Por meio desta metáfora visual, a artista convida à reflexão do próprio ciclo da vida – passado, presente e futuro. “É uma eterna roda de renovação, onde as aparências até podem mudar, mas a ideia original se mantém”, explicou Leyla. “Quando éramos crianças, andávamos de triciclos, porque precisávamos de um apoio”, relacionou. Numa sequência de quadros, a artista expressa, por intermédio das cores, as estações do ano, que também são ciclos da vida.

Algo curioso é que em nenhum dos quadros há a presença do ciclista. Para a artista, o condutor da bicicleta pode ser cada um que assiste à exposição, pois a vida é pessoal e intransferível. Além da reflexão sobre os ciclos da vida, a artista relacionou as obras com o resgate desta atividade física que preza pela sustentabilidade.

A técnica utilizada para esta exposição é o acrílico sobre tela. As leves pinceladas em tons pastéis lembram a aquarela.

Sobre a artista
Egressa do curso de Psicologia da UCPel, Leyla Lopes é natural de Santana do Livramento e possui formação também na área de Arquitetura. A artista é sócia-proprietária do “Obra Prima – Escritório de Artes e Ofícios”. Leyla define-se como autodidata no campo das artes.

A Galeria de Arte da Católica fica localizada no saguão do Campus I (Rua Gonçalves Chaves, 373), e funciona das 8h às 22h, sem fechar ao meio-dia. A entrada é gratuita.

Fonte: ucpel.tche.br

____________________________________________________________________
!- e-Cult Pelotas/RS Você também pode participar! Veja como é fácil.

Sobre Deco Rodrigues 6560 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.