Encontro de teatro agita a cidade

2009-10-20encontro-teatro_smallTodos os palcos estarão iluminados, a partir de hoje (21) com o início do 3º Encontro de Teatro de Pelotas. O Encontro promete reunir artistas, diretores, e incentivadores da arte visando aprofundar o diálogo teatral, estimular o trabalho de grupos, bem como promover um espaço onde possam ser realizadas as trocas de experiências entre entres grupos, buscando, desta forma, o crescimento da qualidade técnica dos envolvidos.

O teatro em Pelotas possui uma tradição que remonta à época da fundação da própria cidade. Pode-se dizer que a “Sociedade Scênica”, fundadora do Theatro Sete de Abril, tenha-se organizado e atuado desde o período do Primeiro Império. Por esta razão percebem-se referências do teatro em diversos momentos da história do município.

Nesta terceira edição, a novidade fica por conta da descentralização das apresentações, que ocorrem na Colônia Z3, foyer do Theatro, Escola do Núcleo Habitacional do Loteamento Dunas, Escola Sylvia Mello, Clube Caixeiral, Doquinhas, além do palco do próprio Theatro Sete de Abril.

Hoje, a partir das 16h, comunidade da Colônia Z3, que assistirá o espetáculo “O Enigma de Cid”, com direção do renomado ator e diretor Flávio Dornelles. Durante o 3º Encontro de Teatro de Pelotas, Flávio Dornelles será uma figura constante, já que, além de dirigir O Enigma de Cid, primeiro espetáculo do Encontro, Flávio assina também a direção de “Confissões… a história de uma húngara”, em parceria com Joice Lima (21/10), e “Depois do Happy Ending” (23/10).

O texto original de “O Enigma de Cid” é de autoria de Guto Grecco, e aborda como tema central as “crianças-problema”, sem contudo, discutir a culpa ou inocência do personagem principal, abrindo perspectivas para a ação dramática graças à movimentação física que sugerem as situações abordadas e a reflexão que o menino apresenta á platéia. O espetáculo tem como pano de fundo as façanhas mitológicas de Hércules. Cid e sua turma estão em conflito e ele é agressivo com os colegas. Por este motivo acaba ficando sozinho, dorme e sonha. No roteiro de seus sonhos surgem figuras míticas, como o Leão de Neméia, a Esfinge, a Serva Ceremita, Hidra de Lerna, as Aves do Lago Estínfalo, o Touro Branco de Creta e os Cavalos de Diomédis, entre outros. Esta é a segunda vez em que o espetáculo “O Enigma de Cid” participa do Encontro de Teatro, já tendo sido apresentado, no palco do Sete de Abril, por intermédio da Cia. Cem Caras de Teatro, na segunda edição do Encontro. Nesta edição, a apresentação do espetáculo está sob a responsabilidade do Grupo Oficina de Teatro.

Até o dia 24, último dia do Encontro, 11 grupos mostrarão seu talento cênico e sua criatividade.

Fonte: pelotas.com.br

Sobre Deco Rodrigues 6126 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.