Festival de Cinema e Animação

padeeeeeeeiroO Instituto Multicultural Trilha Jardim, juntamente com a Gaia Cultura & Arte e o Instituto de Artes e Design/Curso de Cinema e Animação da UFPEL com o apoio do Theatro Sete de Abril, lança o 1º Festival Manuel Padeiro de Cinema e Animação, objetivando estimular a produção da 7ª Arte na cidade e região, bem como colocar Pelotas na rota nacional dos festivais de cinema, já que prevê a participação de audiovisuais de todo país.

Abrangendo as categorias Curta-metragem, Animação e Videoclipe (com duração de até 20 minutos e gênero livre) e Documentário (duração e tema livres), o evento distribui quase R$ 11 mil em premiação e já está com as inscrições abertas. A mostra competitiva dos pré-selecionados em triagem ocorrerá nos dias 1º, 2 e 3 de dezembro de 2009, na sede do Instituto Trilha Jardim.

No dia 4 de dezembro, o festival entra no rol de atividades alusivas ao aniversário do Sete de Abril, com a premiação e exibição, no Theatro, dos filmes vencedores, que comporão o DVD do evento, distribuído a instituições de ensino e videolocadoras da cidade.

Um pouco da História

7º Distrito de Pelotas: Quilombo. Exatamente nesta localidade, há pouco mais de um século, alguns negros escravos que debandavam do terror das charqueadas reencontravam a África livre, protegidos à distância dos capitães-do-mato, que desistiam da caçada humana ao adentrar a Serra dos Tapes. Nesse local da Colônia pelotense, a aproximadamente 30km do centro da cidade, o movimento quilombola se estruturou, sob a liderança de Manuel Padeiro, na tentativa utópica de banir da narrativa capítulos escritos a sangue e chibata, e coexistiram com os índios, habitantes pioneiros da região, na resistência montanhosa ao domínio branco.

Este pequeno traço da história da Princesa do Sul parece até roteiro de filme, mas subexiste ainda à hipnose oligárquica dos sobrenomes, dos generais, das estâncias e dos finados carnavais, como se Pelotas tentasse esquecer o sangue negro que forjou suas glórias e alicerçou o que até hoje as brisas da memória denominam progresso. Mas o tempo, grande rei e dono de toda verdade, fez crescer as ruas, viu brotar o cinza e crescer os quarteirões… Observou Pelotas se transformar…

… E é aí, dentro deste contexto, que age o Instituto Multicultural Trilha Jardim (herdeiro de Manuel Padeiro), esverdeando as horas, embelezando as gentes, sonhando entre os dias em manter um estandarte de ação social, de responsabilidade planetária, de cultura e arte.

Para conhecer o Instituto Trilha Jardim, visite ou a sede no 7º Distrito. Lá, a história segue sempre viva… e o cheiro de pipoca já está tomando os ares..

MAIS INFORMAÇÕES: www.trilhajardim.com.br, ou http://iad.ufpel.edu/cinema/festivalmanuelpadeiro

FONTE: www.iteia.org.br

FOTO: Divulgação

Sobre Deco Rodrigues 6461 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.