Procultura 2011 – Problemas e soluções

Nesta última quarta-feira, dia 8, estive reunido com Ulisses Nornberg – titular da Secretaria de Cultura (Secult) de Pelotas. A conversa foi a respeito do Procultura e o atraso na liberação da verba por conta de um erro no sistema.
A solução é a aprovação de uma rubrica, que possivelmente ocorra hoje (sexta-feira), na Câmara de Vereadores.

Mais uma vez fui bem atendido na Secult, o que, aliás, é o que se espera do Poder Público. Particularmente, imaginava que como no ano de 2011 estava acontecendo o segundo processo do Procultura em Pelotas, com a experiência adquirida em 2010 e com o fato de o prazo de encerramento dos protocolos dos projetos ter sido antecipado, comparando 2010 com 2011, que o andamento dos processos se daria em igual ou em menor tempo. Mas não foi o que aconteceu.

Em 2010 os projetos foram recebidos até 24 de setembro e os proponentes foram chamados em 22 de janeiro de 2011 para a assinatura dos contratos.
Em 2011 os projetos foram recebidos até 15 de junho (mais de três meses antes do prazo de 2010) e os proponentes foram chamados para assinar os contratos somente em 2 de janeiro de 2012.

Como faço parte de um projeto aprovado neste Procultura/2011, sei da angústia de ficar sem notícias oficiais no site da prefeitura. Então fica a provocação, Secult e Secom: queremos e temos o direito de informações atualizadas.

Produtores, artistas e ativistas culturais, este é o momento para uma organização de nossa parte. Devemos lutar por mudanças no próximo processo referente ao Procultura.

Por hoje, o que nos resta é esperar boas notícias ou, no mínimo, alguma nova informação.

Deco Rodrigues
@decocult

Sobre Deco Rodrigues 6288 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.