Rennã Fedrigo mostra composições misturando o popular e o erudito

Natural de São Lourenço do Oeste – SC. Iniciou seus estudos musicais aos nove anos nesta mesma cidade, sempre possuiu ligações com o cancioneiro popular com abordagens incisivas dentro da temática latino americana. Ingressa na Universidade Federal de Pelotas em 2010 no curso de música (bacharelado) com habilitação em composição musical. Atualmente desenvolve trabalhos dentro da música popular e também da clássica/contemporânea de concerto. Rennã é o bolsista arranjador do Programa de Extensão Doce Flauta de Pelotas. Em março deste mesmo ano será lançado o documentário “Candiota Natural – Sociedade Cultura e Ambiente” onde juntamente com os compositores Fernando Mattos, Guilherme Tavares, Davi Tuchtenhagen e Ricardo Silva foi responsável pela criação da trilha sonora.

Quando? Quinta feira dia 28 de fevereiro às 20:00.
Onde? Lobo da Costa 1877 – Pelotas – RS (antigo prédio da Canguru Embalagens).
Entrada franca.

Repertório:

Despedida (2011)

Voz: Rennã Fedrigo; Sax. Tenor : Otávio DelleVedove
Violino: Renan leme; Viola: Matheus Sacramento
Cello: Ruthe Pocebon; Regente: Rogério Constante

A Sombra Negra do Homem que Caminhava (2011)
Violão 7 Cordas: Maithan Timm Knabach

Splendour (2011)
Percussão: Aglaê Frigeri

Paisagem Fúnebre /b (2012)
Flauta Transversal: João Pedro Germano Pagliosa

Arpoador (2012)
Flauta Transversal: João Pedro Germano Pagliosa
Piano: Nilton Vargas Rodrigues

Aquella Noche (2012) – Poesia de Daniela Tavares

Canção pra Mamandi (2013)
Voz e Violão: Rennã Fedrigo; Violão 7 Cordas: Átila Silveira
Sax. Soprano: Otávio DelleVedove; Percussão: Nando Barcellos
Baixo: Dionísio Souza

Release por Rennâ Fedrigo

Sobre Deco Rodrigues 6290 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.