Série ‘O Cinema e as Cidades’ filma em Porto Alegre

Giba Assis Brasil e equipe - cred Isidoro B. Guggiana

Série documental da Pironauta explora o universo cinematográfico porto-alegrense.

Está em produção na capital gaúcha a série documental “O Cinema e as Cidades”. O projeto encerra sua primeira fase de captação de imagens em meados de agosto e conclui seus trabalhos no ano que vem.

Eduardo Wannmacher – cred Isidoro B. Guggiana

Escrita e dirigida por Eduardo Wannmacher (“Depois de Ser Cinza”), a série repensa Porto Alegre a partir da seleção de 20 filmes gaúchos que percorrem 40 anos de cinema urbano feito na capital. A realização é da Pironauta, com coprodução da Firma Filmes, e estreia prevista para 2020 no canal por assinatura Prime Box Brazil.

Frederico Mendina (“Xico Stockinger”) assina a produção executiva. O financiamento é do edital 17/2016 da Secretaria de Estado da Cultura do RS, através do Fundo de Apoio à Cultura, em arranjo com a Agência Nacional de Cinema através do Fundo Setorial do Audiovisual.

Ao todo serão quatro episódios de 26 minutos cada com uma seleção não linear de tempo de títulos gaúchos. “Cada episódio tem uma certa aproximação de temas ou de questões ligadas a gênero ou olhares mais contemporâneos ou filmes que dão um início à fase do cinema que começa no fim da década de 1970 e vem até hoje”, explica o diretor Eduardo Wannmacher.

José Maia e Otto Guerra – cred Thiago Gruner

Entre os já entrevistados e seus respectivos filmes estão Carlos Gerbase (“Inverno”), Otto Guerra (“Reino Azul”), Giba Assis Brasil (“Ângelo Anda Sumido”), Nora Goulart (“3 Minutos”), Valeria Verba (“Sob Águas Claras e Inocentes”) e Mariani Ferreira (“O Caso do Homem Errado”). A missão de “O Cinema e as Cidades” tem sido a de reunir as muitas vozes de personalidades do audiovisual espalhadas por Porto Alegre e outras localidades.

Segundo o cineasta, a ideia partiu de um desejo de ter um registro temporal do cinema feito aqui nas últimas quatro décadas. “Considerando que não há de fato um registro ‘oficial’ ou de um registro maior, criamos este, mas sem o compromisso histórico”, avalia. O documentário tece um mosaico dos criadores locais e das transformações da própria cidade enquanto personagem nas telas.

Giba Assis Brasil e equipe – cred Isidoro B. Guggiana (1)

“Eu vejo a reunião de três importantes gerações de cinema e o que unifica o documentário é a ideia de repensar a Porto Alegre a partir dos próprios filmes, ou seja, como ela é representada”, resume. É este protagonismo da capital gaúcha que define o recorte do documentário na seleção dos filmes e também os seus impactos sociais na tela. “A partir do espaço urbano a gente entende uma série de questões tanto de cinema quanto sociais que vão transformando ao longo do tempo”, conclui.

Equipe técnica
Diretor – Eduardo Wannmacher
Diretora de Produção e Assistente de Direção – Martina Zanetello
Assistente de Produção – Estevão Comelli
Diretor de Fotografia – Thiago Gruner
Assistente de Fotografia / Logger – Rodrigo Scheid
Som direto – Fábio Baltar Duarte
Produtor Executivo – Frederico Mendina
Controller – Tanize Cardoso
Assistente de Produção Executiva – Fernanda Bischoff
Coordenador de Pós-Produção – Frederico Mendina
Montadora – Thais Fernandes

Fonte: Isidoro B. Guggiana

Sobre Deco Rodrigues 6081 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*