Vitreaux lança Meia Luz, primeiro single do disco Na Espera da Fila

Foto: Everton Sá

Meia Luz é a primeira canção que chega aos tocadores de música para anunciar Na Espera da Fila, terceiro trabalho da banda Vitreaux.

A música começou a ser criada há seis anos, por Lucas Gonçalves, em um quarto de pensão na Rua Teodoro Sampaio, zona oeste de São Paulo. Naquele momento, o golpe militar do Brasil, de 1964, completava cinquenta anos, e o vocalista tinha acabado de assistir a um documentário sobre o assunto.

Foto: Everton Sá

Os desdobramentos sombrios da instauração dos governos militares sul-americanos contornam toda a poesia da obra. A sonoridade do single é densa, como uma marcha violenta. “Uma guarânia tocada num porão frio, sem luz e sufocante”, define o autor.

Em 2016 a banda deu continuidade à composição e aos poucos Meia Luz começou a ser apresentada em shows intimistas. A banda assina a produção juntamente com Caio Alarcon, que engendrou a estética de timbres, e foi o engenheiro de som durante as sessões ao vivo no estúdio Toca do Tatu, do músico Guilherme Kastrup, em São Paulo. A faixa foi mixada e masterizada por Pedro Serapicos, em seu home estúdio. Os metais foram gravados por Douglas Antunes, do grupo Bixiga 70.

É o disco que agrupa as composições de maior teor político, mais realista, e, certamente, tem lá os seus ‘exageros’ poéticos. A preocupação do grupo era que, apesar do peso do tema e da obscuridade nas letras, o disco ainda soasse harmonioso”. (Lucas, maio de 2020).

Foto: Everton Sá

Vitreaux surgiu em 2013, em São Paulo, e em 2014, lançou seu primeiro trabalho: o EP “Dois por Dois”. Dois anos depois, o álbum “Na Espera da Fila” fez com que a banda formasse seu público tocando em casas e inferninhos da noite paulistana. O disco fez com que a banda entrasse no line-up de importantes festivais brasileiros, como Fora da Casinha (SP), Dia da Música (RJ) e Bananada (GO).

O quarteto é formado por Lucas Gonçalves (vocalista e guitarrista), Guib Silva (baterista), João Rocchetti (contrabaixista e vocalista) e Ivan Liberato (guitarrista e vocalista) e tem influências do rock dos anos sessenta, folk rock e jazz, passando por valsas trágicas e ritmos latinos.

Ouça: bit.ly/Spotify_Vitreaux // Assista ao lyric video: bit.ly/MeiaLuz_Vitreaux 

Fonte: Carime Elmor

Sobre Deco Rodrigues 6340 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*