Cetres/UCPel realiza segunda edição do Sarau Virtual nesta sexta-feira (28)

Divulgação ucpel.edu.br

Dois meses depois da primeira edição, o Centro de Extensão em Atenção à Terceira Idade (Cetres) da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) promove mais uma realização do Sarau Virtual, com apresentações de danças, músicas, poesias, contações de histórias e trabalhos manuais.

O encontro está marcado para o dia 28 deste mês, às 16h, através da plataforma do Google Meet.

“A primeira experiência foi maravilhosa, surpreendente e emocionante. Contamos com 25 pessoas prestigiando”, comenta o coordenador do Cetres, o psicólogo Hartur Torres da Silva. Segundo ele, a sugestão de apostar em um evento on-line veio de uma das participantes. Entretanto, a mudança de formato altera bastante a dinâmica do sarau.

“No presencial, temos o abraço, o toque, o calor corporal, que são sensações potentes para a promoção da saúde, da integração e de transformações pessoais”, comenta o coordenador. Mesmo sem o contato físico, o virtual oferece a possibilidade de um encontro que dispõe de um outro tipo de troca afetiva.

“Imagina um idoso, membro da população de risco, isolado em função da pandemia, distante da família e de suas atividades. Esse encontro transforma essa rotina, modifica os afetos, oferecendo potência de vida e promoção de saúde nas circunstâncias que estamos vivendo”, avalia o psicólogo.

Pluralidade exposta

Principais características de qualquer sarau, as manifestações culturais não deixam de ocorrer no formato virtual. O Cetres dispõe de oficinas de música, memória, dança, criatividade, idiomas (inglês e espanhol), contação de histórias, fisioterapia preventiva, pintura em tela, informática e artesanato (crochê, tricô, bordado em fita e tapeçaria) e cada uma das delas possui seu momento de apresentação. Os participantes expõem sua arte e relatam o desenvolvimento da prática.

O mais importante é que o vínculo com a cultura promove a integração entre os participantes. “O Cetres é como se fosse um grande sarau cultural, artístico e histórico. Nesse ano, completamos 30 anos enquanto espaço de produção de arte e saúde”, resume Hartur.

Com duração entre 60 a 90 minutos, o evento do dia 28 é aberto para a comunidade, tanto para quem deseja ser espectador quanto para quem quiser realizar alguma apresentação artística.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Trabalho que segue

Além dos saraus, o Cetres vem desenvolvendo atividades virtuais semanalmente, desde interações em grupos de Whats App, inclusive na divulgação de materiais informativos produzidos pela Residência Multiprofissional em Saúde do Idoso, até a realização de rodas de conversas temáticas com convidados da área da saúde.

Os últimos meses têm sido marcados pelo empenho em fazer com que os idosos se apropriem das ferramentas tecnológicas, a fim de que possam marcar encontros on-line de suas oficinas artísticas. “Estamos avançando nesse sentido”, diz Hartur.

Mais informações sobre o sarau e o próprio Cetres pelos telefones (53) 99129-1674 e (53) 98140-2883.

Texto: Max Cirne
Fonte: ucpel.edu.br

Sobre Deco Rodrigues 6440 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*