Curta pelotense Construção vence prêmio da Associação Gaúcha de Críticos

Construção - foto Gianluca Cozza

A Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul (ACCIRS) divulgou, nesta segunda-feira (1), a lista dos melhores filmes de 2020 segundo a entidade. Na categoria curta-metragem gaúcho, o ganhador foi o documentário pelotense “Construção”, dirigido por Leonardo da Rosa.

O eleito como Melhor Longa-metragem Gaúcho foi “Aos Olhos de Ernesto”, dirigido pela cineasta Ana Luiza Azevedo, que também assina o roteiro ao lado de Jorge Furtado. Já na categoria longa-metragem brasileiro, houve empate entre os filmes “Pacarrete”, de Allan Deberton, e “Sertânia”, de Geraldo Sarno.

Na nota divulgada sobre a premiação, a ACCIRS destacou que “mesmo em um ano de movimentos restritos, o cinema não parou. As opções de exibição via streaming ganharam força e dividiram ainda mais o espaço com as salas de cinema”.

Além desta seleção, a Associação entrega, desde sua criação em 2008, o prêmio Luís César Cozzatti, que reconhece filmes, projetos, entidades, espaços e pessoas em destaque no cenário audiovisual gaúcho. Nesta edição, foram dois ganhadores: Coletivo Macumba Lab e Coletivo Mbyá-Guarani de Cinema.

Na categoria Melhor Longa-metragem Estrangeiro, o vencedor foi o filme francês “Retrato de uma Jovem em Chamas”, de Céline Sciamma. O drama que mostra um relacionamento entre duas mulheres no século XVIII foi destaque no Palma de Ouro de 2019, premiado nas categorias Queer Palm e melhor roteiro.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Construção – divulgação

Construção

O curta-metragem Construção é um trabalho que dá visibilidade à luta por moradia, na perspectiva de uma mãe chefe de família. O documentário já havia sido destaque no Festival de Cinema de Gramado do ano passado, levando quatro prêmios na Mostra Gaúcha. (saiba mais http://ecult.com.br/especial-e-cult/curta-pelotense-construcao-e-o-grande-vencedor-da-mostra-gaucha-no-festival-de-gramado)

Sinopse: Após ser despejada de sua casa Andréia volta anos depois para a comunidade da Getúlio Vargas com seus filhos Augusto, Gustavo e Bruno. Com a ajuda deles e de amigas, ela inicia a construção de sua casa própria.

Aos Olhos de Ernesto – divulgação

Aos Olhos de Ernesto

Uma produção da Casa de Cinema de Porto Alegre, o longa dirigido por Ana Luiza Azevedo é protagonizado pelo ator uruguaio Jorge Bolani, que interpreta um viúvo que mora sozinho e está perdendo a visão. A história foi inspirada na vida do fotógrafo italiano Luigi Del Re, que viveu na capital gaúcha.

O filme que estreou de forma online, em meio a pandemia, mostra uma improvável amizade que Ernesto, o viúvo, desenvolve com uma jovem passeadora de cães, personagem vivida pela atriz Gabriela Poester.

Conheça os vencedores:

Melhor curta-metragem gaúcho
Construção, dir.: Leonardo da Rosa

Melhor longa-metragem gaúcho
Aos olhos de Ernesto, dir.: Ana Luíza Azevedo

Melhor longa-metragem brasileiro (empate)
Pacarrete, dir.: Allan Deberton
Sertânia, dir.: Geraldo Sarno

Melhor longa-metragem estrangeiro
Retrato de uma jovem em chamas (Portrait de la jeune fille en feu), dir.: Céline Sciamma

Prêmio Luís César Cozzatti (Destaque Gaúcho)
Coletivo Macumba Lab e Coletivo Mbyá-Guarani de Cinema

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Sobre Cassio Lilge 215 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*