Festival Palhaças do Sul – inscrições abertas para grupos, oficinas e palco aberto

O Festival Palhaças do Sul é sem dúvida um importante evento para este momento em que o país reflete sobre o machismo estrutural e quando a violência doméstica explode nos lares de todo o Brasil. Afinal ele fala das ações afirmativas de mulheres, da batalha para chegar a todos os lugares e segmentos, da voz para dizer que no palco e no picadeiro é também seu lugar.

Então, um festival de palhaçaria feminina com múltiplas ações como espetáculos, oficinas, debates, cabarés, podcasts e ainda a confecção de um livro registro para a posteridade, é muito bem-vindo nesse contexto. O objetivo é visibilizar o trabalho de artistas palhaças, trocar experiências e discutir as implicações de gênero na máscara e nas relações sociais entre artistas e comunidade.

Palhaças do Sul, um projeto financiado pela Secretaria de Estado da Cultura do RS, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo do Governo Federal, por meio da Lei Aldir Blanc, acontecerá de 22 a 28 de março, nas redes do projeto, de forma online.

O projeto conta com diversas ações de inclusão social e discute amplamente a política afirmativa de gênero, incluindo oficinas teóricas que abordam o feminismo em suas diferentes vertentes, debates sobre a comicidade das mulheres negras, entre outras importantes reflexões. No corpo técnico e artístico, há total prioridade na escolha de profissionais mulheres para todas as funções necessárias para a execução do festival.

A curadoria dos espetáculos e números circenses se preocupou em beneficiar participantes de todas as regiões do estado, para que se conheça este recorte regional, portanto, está com inscrições abertas para grupos do RS, palco aberto e oficinas (estas a partir do dia 01 de março). Algumas atividades contarão com intérprete de libras e todas serão gratuitas e por ordem de inscrição.

O Teatro Hebraica, proponente do projeto, dará suporte para as apresentações dos espetáculos, que serão transmitidas por meio virtual. As apresentações, cabarés, podcasts e debates estarão disponíveis como registro e instrumento de pesquisa no site do festival.

A arte da palhaçaria foi por muito tempo território de predomínio masculino. As mulheres não podiam portar a máscara e quando o faziam eram vestidas de homens. A aproximação das mulheres com essa arte se intensificou com as escolas de circo e os hibridismos entre teatro e circo, que possibilitaram que experimentassem e desenvolvessem as técnicas.

No Brasil o movimento de Palhaçaria Feminina começou a tomar contornos mais expressivos a partir da década de 1990, por intermédio de uma série de ações desenvolvidas por artistas palhaças, como festivais, debates, pesquisas, escolas e oficinas específicas. Atualmente, conta com aproximadamente 14 festivais, que jogam luz no trabalho que está sendo feito, com diversas redes entre as mulheres: rede de Palhaças do Brasil, de Festivais de Palhaças, Rede Catarina de Palhaças, Praiaças – Movimento de Palhaças da Baixada Santista, entre tantos outros.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

FESTIVAL PALHAÇAS DO SUL
De 22 a 28 de março – nas redes do projeto

Convocatória para inscrições: a partir de 18 de fevereiro
Inscrições para Sessão Bendita (palco aberto): de 19 de fevereiro a 08 de março
Inscrições para as oficinas: de 01 a 07 de março
Resultados de inscrições: 16 de março
No site: www.palhacasdosul.com

Programação:

22 de março, segunda
10h às 12h – Oficina Feminismos e a máscara cômica, com Ana Fuchs, Daiani Brum e Tefa Polidoro
14h às 17h – Oficina ELA – Experiência cênica para mulheres, com Kalisy Cabeda
14h às 17h – Oficina Palhaçaria Hospitalar, com Eveliana Marques
19h às 21h – Oficina Corpo Criatura: palhaçarias e comicidades desejantes, com Ana Flávia Garcia e Elisa Carneiro / Cabaré das Rachas (DF)
19h às 21h – Oficina Palhaçaria Feminista Online, com Circo di Sóladies (SP)

23 de março, terça
09h às 12h – Dramaturgia na Palhaçaria Feminina, com Karla Conká e Ana Borges (RJ)
10h às 12h – Oficina Feminismos e a máscara cômica, com Ana Fuchs, Daiani Brum e Tefa Polidoro
14h às 17h – Oficina ELA – Experiência cênica para mulheres, com Kalisy Cabeda
14h às 17h – Oficina Palhaçaria Hospitalar, com Eveliana Marques
19h às 21h – Oficina Corpo Criatura: palhaçarias e comicidades desejantes, com Ana Flávia Garcia e Elisa Carneiro – Cabaré das Rachas (DF)
19h às 21h – Oficina Palhaçaria Feminista Online, com Circo di Sóladies (SP)

24 de março, quarta
09h às 12h – Dramaturgia na Palhaçaria Feminina, com Karla Conká e Ana Borges (RJ)
10h às 12h – Oficina Feminismos e a máscara cômica, com Ana Fuchs, Daiani Brum e Tefa Polidoro
14h às 17h – Oficina ELA – Experiência cênica para mulheres, com Kalisy Cabeda
14h às 17h – Oficina Palhaçaria Hospitalar, com Eveliana Marques
19h às 21h – Oficina Palhaçaria Feminista Online, com Circo di Sóladies (SP)

25 de março, quinta
09h às 12h – Dramaturgia na Palhaçaria Feminina, com Karla Conká e Ana Borges (RJ)
18h às 20h – Pesquisas na Roda
21h – Espetáculo Cabaré das Privadas – As Theodoras – Direção Coletiva

26 de março, sexta
9h às 12h – Dramaturgia na Palhaçaria Feminina, com Karla Conká e Ana Borges (RJ)
12h – Podcast – Palhaçaria preta e branca
14h às 16h – Roda de Conversa – Palhaçaria preta e branca
21h – Cabaré Mathurine – Direção Kalisy Cabeda e Pati de La Rocha

27 de março, sábado
09 às 12h – Dramaturgia na Palhaçaria Feminina, com Karla Conká e Ana Borges (RJ)
12h – Podcast – Máscaras cômicas
14h – 16h – Roda de Conversa – Diálogos sobre criação
17h – Espetáculo Vai Passar – Eveliana Marques
21h – Cabaré da Mostra Tua Graça – Direção Lia Motta
23h – Sessão Bendita – Palco Aberto c/inscrições prévias – Direção Tiana Moon

28 de março, domingo
12h – Podcast – Palhaçaria e psicologia
14h – Espetáculo Irmãs Pulgas – Ateliê do Comediante
17h – Espetáculo Um dia, uma Palhaça – Odelta Simonetti

Redes do Projeto:
instagram.com/palhacasdosul
facebook.com/palhacasdosul
youtube.com/baphonicasproducoes

As gravações serão realizadas no Teatro Hebraica com os devidos protocolos de segurança e sem a presença do público

* O Festival Palhaças do Sul será transmitido na íntegra de forma online

Financiamento:

Secretaria de Estado da Cultura do RS, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo do Governo Federal

#LEI ALDIR BLANC – edital 09/2020 da SEDAC RS para ser realizado com recursos da Lei n. 14.017/2020

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Fonte: Bebê Baumgarten Comunicação

Sobre Deco Rodrigues 6557 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*