Alunos da oficina literária de Assis Brasil lançam a coletânea Qualquer ontem

A turma de 2018 da célebre oficina literária conduzida por Luiz Antonio de Assis Brasil lança a coletânea de contos Qualquer ontem (editora Bestiário) no dia 17 de agosto (sábado) no Von Teese Bar, em Porto Alegre.

No total, 16 autores assinam o livro composto por 30 contos. Nas palavras de Assis Brasil, que apresenta a obra, “predominam textos de natureza intimista, com alguma incidência do uso da primeira pessoa, como seria de se esperar, dado o espírito do tempo e, ainda, da juventude dos que os escrevem”, indicando que, apesar da pluralidade autoral, as narrativas compartilham de um tom semelhante entre si, garantindo uma harmonia do livro como um todo.

Os contos resultam de uma jornada que os autores empreenderam ao longo de dois semestres, nas tardes de quintas-feiras, com Assis Brasil. No texto da orelha, detalha-se um traço que perpassa as histórias: “A memória é também a argila de quem escreve, modelando personagens, enredos e mundos. O escritor é um lembrador de histórias que não viveu e mesmo quando se baseia na própria recordação, percebe que a lembrança é uma fotografia em que as coisas saem do lugar, ganham novos arranjos, passa por mudanças, que sempre são tantas, nas quais muitas coisas se perdem, guardadas no lugar errado, esquecidas em caixas, jogadas com o lixo”.

O texto ainda trata dos universos evocados: “Os contos desta coletânea remexem em malas e gavetas. Encontram recordações cotidianas, aos pedaços, como o primeiro beijo, os desejos proibidos, os afetos e rancores, os aromas da casa, o gosto do mel e do pêssego maduro, a queda de bicicleta e dos dentes”.

Lançamento do livro Qualquer ontem (editora Bestiário)
Quando: 17 de agosto (sábado), das 17h às 20h
Onde: Von Teese Bar – Rua Bento Figueiredo, 32 – bairro Bom Fim, Porto Alegre RS

OBRA

Título: Qualquer ontem
Editora: Bestiário
Páginas: 128
ISBN: 978-85-94187-59-8
Valor: R$ 35

AUTORES

Aline Naomi
Ana Cristina Steffen
Davi Koteck
Fred Linardi
Irka Barrios
Juliana Blasina
Karen Garbo
Lílian Fleury Dória
Luiza Casanova
Michel de Oliveira
R. Tavares
Roseane Rezende de Freitas
Stéfanie Sande
Valentina C. Gindri
Vitor Necchi
Vulpe Lisbôa

Foto Divulgação

Apresentação de Luiz Antonio de Assis Brasil
Esta é umas melhores antologias de meus alunos. Não por serem meus alunos, mas porque de fato estão aqui reunidos contos de excepcional qualidade. Seus autores são mulheres e homens que se entregam à literatura como a uma carreira, como a um trabalho, mas mais do que isso: uma paixão e a causa de estarem vivos. Predominam textos de natureza intimista, com alguma incidência do uso da primeira pessoa, como seria de se esperar, dado o espírito do tempo e, ainda, da juventude dos que os escrevem; mas isso é uma circunstância adjetiva. O que importa é que o nível estético faz com possam ser inscritos com brilho em qualquer coletânea de caráter internacional. Eu me arriscaria a ser considerado um tolo se o conteúdo deste livro não me confirmasse. Agora cabe a você, leitor, deliciar-se – para não esquecer de Keats: a thing of beauty is a joy forever.

Uma resposta para “Alunos da oficina literária de Assis Brasil lançam a coletânea Qualquer ontem”

  1. Parabéns, Fred!
    Ainda não recebi meu exemplar, que adquiri na pré venda, como te falei um dia desses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *