Escaiola ganha resgate em livro com eventos em Porto Alegre e Pelotas

A publicação “O Saber e o Fazer – Um Olhar Sobre o Patrimônio – ESCAIOLAS EM PELOTAS”, da arquiteta e urbanista Simone R. Neutzling, tem sessão de autógrafos no dia 17/08, sábado, às 17h, na sede da Perene Patrimônio Cultural (Rua Marechal Deodoro, 457), em Pelotas (RS).

O guia também recebe apresentação em Porto Alegre (RS), no Ministério Público do RS (Praça Marechal Deodoro, 110), no dia 16/08, sexta-feira, às 15h. Ações educativas abordando a temática acontecem no dia 21/08, quarta-feira, em Pelotas.

Foto: Yara_Baungarten

Em uma ação de valorização dos saberes e dos fazeres do patrimônio cultural e histórico edificado, a arquiteta Simone R. Neutzling lança o primeiro manual da série “O Saber e o Fazer – Um Olhar Sobre o Patrimônio”, projeto que vai resgatar técnicas arquitetônicas do patrimônio e da memória cultural da zona sul do Rio Grande do Sul. Além da escaiola em Pelotas, ainda este ano, a autora lança os guias sobre o cimento penteado em Bagé e o estuque em Jaguarão.

Esta publicação compreende um resgate da história da técnica da escaiola na cidade de Pelotas e apoia a conservação e preservação do patrimônio, com a exemplificação de um modo de fazer para reparos em pequeno porte. A intenção é promover o conhecimento e dar ferramentas para que a habilidade trazida e perpetuada por artesãos imigrantes permaneça relevante nas construções ecléticas da região.

A escaiola é um revestimento interno de ornamentação e vedação de umidade, cujo uso tornou-se tradicional nas construções brasileiras e, mais especificamente, na região sul do Rio Grande do Sul, entre os anos 1880 e 1950. De lá para cá, os modelos de acabamentos, as composições dos materiais e os métodos de aplicação da técnica foram perdendo adeptos, restando poucos artífices versados na prática.

Os eventos integram as comemorações do Dia Estadual do Patrimônio e começam no dia 16/08, sexta-feira, com debate e palestra de Simone no Ministério Público do RS (MPRS), a partir das 15h (debate) e 16h20 (palestra). O Encontro de Reflexão, promovido pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional do MPRS, acontece no Auditório do Palácio do Ministério Público, na Praça Marechal Deodoro, 110, em Porto Alegre.

Em Pelotas, as atividades acontecem no sábado, dia 17/08, com lançamento e sessão de autógrafos do livro, às 17h. O evento ocupa a sede da Perene Patrimônio Cultural, empresa de situada em um casarão inventariado, construído em 1888. Durante o sábado, o local estará aberto à visitação,
com monitores, a partir das 10h. O guia “Escaiolas em Pelotas” estará sendo vendido no local, ao valor de R$ 20,00. O espaço da Perene Patrimônio Cultural fica na Rua Marechal Deodoro, 457, em Pelotas.

Para compartilhar os usos e conhecimentos sobre a escaiola, a equipe do projeto ministra ação educativa no dia 21/08, quarta-feira. A programação prevê uma palestra, às 10h, com a arquiteta Simone e uma oficina prática, às 14h, com a artífice Marcia Guidoti. As duas atividades têm duração prevista de uma hora e meia, cada, e ambas são gratuitas. Estão sendo disponibilizadas
20 vagas e as inscrições devem ser feitas pelo e-mail olharpatrimonio@gmail.com. Os eventos de educação patrimonial acontecem na Rua Marechal Deodoro, 457, em Pelotas e ocorrem mesmo
em caso de mau tempo.

As atividades e publicações foram possibilitadas através de financiamentos públicos. Para as escaiolas de Pelotas, o financiamento é do programa Procultura, da Secretaria Municipal de Cultura do Município. Nos casos do cimento penteado, em Bagé, e estuque, em Jaguarão, as obras contam
com o financiamento do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), da Secretaria da Cultura do RS.

A publicação “O Saber e o Fazer – Um Olhar Sobre o Patrimônio – ESCAIOLAS EM PELOTAS”, da arquiteta e urbanista Simone R. Neutzling, tem sessão de autógrafos no dia 17/08, sábado, às 17h, na sede da Perene Patrimônio Cultural (Rua Marechal Deodoro, 457), em Pelotas (RS).

O guia também recebe apresentação em Porto Alegre (RS), no Ministério Público do RS (Praça Marechal Deodoro, 110), no dia 16/08,sexta-feira, às 15h.

Ações educativas abordando a temática acontecem no dia 21/08, quarta-feira, em Pelotas.

SERVIÇO:

PORTO ALEGRE
PALESTRA E DEBATE COM SIMONE R. NEUTZLING
Dia 16/08 – sexta-feira – 15h
Auditório do Palácio do Ministério Público do RS
Praça Marechal Deodoro, 110 – Centro – Porto Alegre/RS

PELOTAS
LANÇAMENTO E SESSÃO DE AUTÓGRAFOS
Livro O SABER E O FAZER – UM OLHAR SOBRE O PATRIMÔNIO – ESCAIOLAS EM PELOTAS
Dia 17/08 – sábado – 17h
Perene Patrimônio Cultural
Rua Marechal Deodoro, 457 – Centro – Pelotas/RS

AÇÃO EDUCATIVA
O SABER E O FAZER – UM OLHAR SOBRE O PATRIMÔNIO – ESCAIOLAS EM PELOTAS
Dia 21/08 – quarta-feira
Palestra – 10h, com a arquiteta Simone R. Neutzling
Oficina – 14h, com a artífice Marcia Guidoti
Perene Patrimônio Cultural
Rua Marechal Deodoro, 457 – Centro – Pelotas/RS

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES
olharpatrimonio@gmail.com
www.saberfazerescaiola.wordpress.com

A partir de “Escaiolas em Pelotas”, a importância da preservação e da conservação do patrimônio histórico e cultural da metade Sul do Estado torna-se então o motivo de uma série de publicações, intituladas “O Saber e o Fazer – Um Olhar Sobre o Patrimônio”. A primeira fase do projeto contempla,
além de Pelotas, ainda as cidades de Bagé, destacando as construções com fachadas em cimento penteado e Jaguarão, com enfoque nos estuques decorativos e de estrutura externa.

PARA SABER MAIS

ESCAIOLA
A escaiola consiste num revestimento interno de paredes. É executada a partir da aplicação de três camadas sucessivas de argamassa composta por cal, areia escaiola e pó de mármore. Em Pelotas, na arquitetura eclética,
presente na cidade durante o final do século 19 e o início do século 20, proporcionou acabamento diferenciado para pinturas artísticas ou decorativas executadas com técnicas como o afresco ou a seco.

SOBRE A AUTORA
SIMONE RASSMUSSEN NEUTZLING é arquiteta e urbanista e criadora da Perene Patrimônio Cultural, empresa atuante nas áreas de arquitetura e urbanismo, patrimônio cultural e paisagem urbana, com escritório próprio desde 2001. Doutoranda em Memória Social e Patrimônio Cultural pela Universidade Federal de Pelotas, onde concluiu Mestrado, em 2018. Entre os principais trabalhos desenvolvidos estão: Inventário do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural das cidades de São Leopoldo/RS (2016), Jaguarão/RS e Bagé/RS (2009); Projeto de restauração do Castelo Simões Lopes (2017), do Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS, Porto Alegre/RS (2015), do Complexo da Antiga Cervejaria Brahma, Pelotas/RS (2011), da Casa 08, Pelotas/RS – atual Museu do Doce/UFPel e da Catedral Metropolitana de Pelotas/RS (2008).

Fonte: Imagina Conteúdo Criativo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *