Céu faz releitura de clássico de Pixinguinha para a abertura de nova série Original Globoplay

Divulgação

Faixa “Carinhoso” é o tema da série “Todas as Mulheres do Mundo” e versão da cantora já está disponível em todas as plataformas de música pela Som Livre.

A cantora Céu acaba de lançar um novo single, a releitura de “Carinhoso”, uma das canções mais emblemáticas da música brasileira. Clássico de Pixinguinha, a faixa foi escolhida para ser, na voz de diferentes cantoras, o tema de abertura da nova série Original Globoplay, “Todas as Mulheres do Mundo”, que teve sua estreia nesta quinta (23). A faixa que traz a versão da cantora Céu já está disponível nas plataformas de música pelo slap, selo da Som Livre – ouça aqui.

Capa do single (acima) foi feita a partir de um desenho realizado pela própria cantora/Divulgação Som Livre

A capa do single pode ser considerada uma atração à parte, uma vez que a arte foi realizada pela própria cantora, a partir de uma foto sua, e está diretamente relacionada ao momento atual de isolamento social.

“Desenhar é uma extensão da minha linguagem. Amo me expressar através de desenhos. E como não sou profissional, sou menos crítica, então me divirto bastante, é bem leve. Escolhi desenhar pois achei mais fácil curtir o resultado de um desenho numa quarentena do que de uma foto caseira de celular… e também é uma atividade que tenho feito com meus filhos direto, desenhar”, conta.

Céu terá sua versão musical de “Carinhoso” reproduzida no segundo episódio da série “Todas as Mulheres do Mundo”. A cada episódio, de um total de 12, a abertura e a trilha sonora ganham a voz de uma cantora. Figuram ao lado de Céu neste projeto nomes como Elza Soares, Marisa Monte, Alcione, Ana Cañas, Elis Regina, Maria Bethânia e Nara Leão, entre outras. Assista aqui no Globoplay.

“Carinhoso” – Céu (selo da Som Livre – ouça aqui.)
Lançamento slap/Som Livre – 23 de abril/2020

Sobre o slap

O slap faz parte da vida de quem busca novas experiências musicais e orgulha-se de, desde 2007, fomentar a cena indie e abrir as portas do mercado para novos artistas. Sua missão é potencializar e empoderar a cena musical independente do país, incentivando o midstream e fazendo com que novos sons, originais e arrojados, cheguem a cada vez mais pessoas. O slap carrega em sua história grandes lançamentos de nomes como Maria Gadú e Silva. Seus representantes têm todos a autenticidade como característica, e entre eles estão Ana Vilela, Céu, Luthuly, Marcelo Jeneci, Maria Gadú, Scalene e Silva.

@slapmusica

Fonte: In Press Porter Novelli

Sobre Deco Rodrigues 6370 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*