Guilherme Vieira lança primeiro single de álbum que promete uma viagem por sonoridades

Foto: André Ávila

O músico pelotense Guilherme Vieira passou quatro anos envolvido em gravações, viagens e intercâmbios trabalhando na construção de seu disco de estreia. A música “Pedrada na cabeça”, que traz uma forte pegada de choro, é a primeira deste trabalho apresentada ao público.

A canção está disponível nas principais plataformas de streaming desde o último dia 15 (confira aqui). O álbum, intitulado “Viagem”, será lançado em março, via selo Escápula Records. Em fevereiro, mais duas faixas devem chegar como singles.

O trabalho contará com um total de 12 canções, cada uma delas com diferentes participações e arranjos. “Desde o começo, havia pensado em um álbum diverso, exercitando a composição de vários gêneros, alguns que eu nem dominava”, conta Guilherme.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Um passeio pela música popular

O contato com a música e instrumentos musicais está presente na vida de Guilherme desde sua infância. Ele cursou Música na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), se dedicando especialmente ao violão erudito e às suas técnicas.

No período em que morou na Argentina, o músico começou a se desenvolver como compositor e projetar seu primeiro álbum. Foi lá que Guilherme conheceu grande parte das pessoas (mais de 40!) e das referências presentes no disco. Depois de retornar a Pelotas para dar aula na Universidade Federal, ele afiou a ideia de um trabalho que buscasse “traçar uma viagem musical por várias paisagens sonoras”.

Ao todo, seis cidades foram visitadas para “Viagem”: Rio de Janeiro, Montevidéu, Porto Alegre, La Plata, Pelotas e Rio Grande. A sonoridade passeia pela música instrumental, tango, frevo, candombe, rock, maxixe, vidala, entre outros. Assim, Guilherme desenvolveu um disco robusto e até informativo, numa espécie de coleta de referências por onde passou.

No começo do ano passado, o músico passou a integrar do grupo Chorei Sem Querer, que agora é um quinteto (saiba mais). Atualmente, ele também apresenta o podcast “Onde Mora a Poesia?”, que conta com dois episódios (confira).

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Sobre Cassio Lilge 186 Artigos
Jornalista, estudante de História, obcecado por música. Conhece menos atalhos em seu computador que a sua gata.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*