Música Contemporânea no Conservatório!

Leonardo Cardoso
Paulo Bergmann

Câmera, Luzes, Ação!

Noite escura, lua entre nuvens. Uma Satolep úmida. Mas, em uma porta iluminada de uma rua qualquer, após subir uma vasta escadaria, chega-se a um lugar de efervescência cultural – onde platéia, música e ambiente integram-se para formar o espetáculo.

Paulo Bergmann, pianista, irônico em suas “Impressões sobre a Morte” – foi o dono dos dedos que deslizaram belamente sobre o piano do Conservatório de Música. Entre dedilhadas contundentes e murros no piano, aliado a um comportamento nada convencional, o pianista cativa a platéia ao amassar enlouquecidamente uma partitura; ao sair do palco após uma composição e gritar um estridente NÂO! Digno de um filme de Almodóvar – voltando placidamente a dedilhar notas inicialmente doces; ao olhar sarcasticamente para uma “vítima” da platéia de minuto em minuto em meio às suas pianagens – sem saber se a tal vítima sairia da sala de audição batendo a porta, invadiria o palco para esmurrá-lo ou simplesmente sustentaria seu olhar; ao colocar fones de ouvido – e surgirem sons de tráfego na sala – em uma sincronia perfeita com sua composição…

Por tudo isso as palavras que escrevo não poderão, absolutamente, retratar a originalidade da apresentação do pianista Paulo Bergmann. Os garotos – músicos da Avante! – não puderam comparecer, mas foram excelentemente representados. O recado da banda foi dado, e com muito brilhantismo.

A Banda “Avante!”

O ponto em comum entre as propostas dos integrantes do grupo é a percepção de que na época atual já não há mais regras nem imperativos estilísticos ou formais, mas sim recursos a serem confrontados e amalgamados livremente. Contando inclusive com roqueiros entre os seus integrantes, o desafio é levar vivências de um ambiente para outro, incorporando técnicas e procedimentos não apenas em nível de citações literais, mas através de um pensar composicional: concisão, intercâmbio de escutas, instrumentação e postura frente a novas mídias. Eles exploram influências que vão da música erudita contemporânea à eletrônica.

O grupo foi formado por sugestão do professor e compositor Marcelo Birck, ex-Graforreia Xilarmônica, produtor artístico e executivo do CD. Cantor, compositor e guitarrista, Birck é fundador da Graforréia Xilarmônica, banda que gravou várias obras suas. Como produtor, já trabalhou com artistas como Júpiter Maçã (RS) e Repolho (SC). Além disso, assina o arranjo de orquestra de câmara da faixa “Eu e Minha Ex”, do CD “Sétima Efervescência”, de Júpiter Maçã.

Leia Mais sobre a Banda Avante! em   http://www.ecult.com.br/cardapio-cultural/grupo-avante-no-conservatorio-de-musica-de-pelotas/1412

Texto e Fotos: Isis Araújo – Equipe e-Cult


Clique para Ampliar as Imagens!

Sobre Deco Rodrigues 6334 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.